A integração disciplinar na ciência da informação: os não-ditos sobre essa familiar desconhecida

Edivanio Duarte de Souza, Eduardo José Wense Dias

Resumo


Parte considerável dos estudos epistemológicos no campo da ciência da informação, no Brasil, tem como vetor a interdisciplinaridade. Contudo, alguns denunciam a dificuldade nos processos de integração disciplinar e de consolidação epistemológica. Eles têm por fundamento a construção de indicadores bibliométricos, excluindo o funcionamento discursivo que evidencia os efeitos de sentido dele decorrentes. Este trabalho visa a compreender esses efeitos, a partir dos implícitos e silenciamentos na constituição desse discurso e nos possíveis entraves à consolidação epistemológica da ciência da informação. Para tanto, tem como corpus analítico 12 (doze) artigos selecionados na produção científica brasileira que discutem a integração disciplinar na ciência da informação. A seleção dos artigos foi realizada a partir de análises desenvolvidas em fase anterior da pesquisa, buscando a construção do objeto e do processo discursivos. As análises e discussões foram realizadas com base na Análise do Discurso da linha francesa. Considera que o discurso da interdisciplinaridade, na ciência da informação, é permeado por mais de uma formação discursiva, mas se encontra ancorado no discurso dominante, que tem como vetor as determinações do modo de desenvolvimento informacional. Esse discurso utiliza de estratégias naturalizantes e generalizantes para mascarar seu posicionamento ideológico. A fragilidade nos processos de integração disciplinar se traduz em dificuldade na
constituição e consolidação epistemológica da ciência da informação.

Palavras-chave

Ciência da informação. Discurso da integração disciplinar. Epistemologia da ciência da informação. Epistemologia interdisciplinar.

Disciplinary integration in information science: Unsaid things about this familiar stranger

Abstract

A considerable part of the epistemological studies in the field of Information Science, in Brazil, bears on a vector interdisciplinarity. However, some cases betray the difficulties of disciplinary integration and epistemological consolidation. These are based on construction of bibliometric indicators, excluding the discourse functions that reflect the sense effects arising there from. The objective of this paper is to understand the implicit and latent effects in the constitution of this discourse and the potential epistemological barriers to the consolidation of Information Science. The analytical corpus is based on 12 articles selected from the scientific Brazilian production which discuss the disciplinary integration in Information Science. Selection of the articles was based on an analysis developed in a previous phase of this research, seeking the construction of its object and discursive processes. The analysis and discussions were based on discourse analysis of French tradition. The discourse of interdisciplinarity, in information science, is permeated by more than one discursive formation, but is anchored by the dominant discourse which has as its vector the determinations of the informational development mode. This discourse uses naturalizing and generalizing strategies to mask its ideological contour. The fragility in the processes of disciplinary integration translates itself into a difficulty in the epistemological establishment and consolidation of Information Science.

Keywords

Discourse of Disciplinary. Epistemology of Information Science. Integration. Information Science. Interdisciplinary Espistemology.


Palavras-chave


Ciência da Informação; Discurso da Integração Disciplinar; Epistemologia da Ciência da Informação; Epistemologia Interdisciplinar

Texto completo:

PDF