Informação musical: sistemas de classificação sob o olhar da semiótica

Lígia Maria Arruda Café, Camila Monteiro de Barros

Resumo


Apresenta reflexão sobre a necessidade de um olhar fenomenológico aos objetos da classificação, especialmente quando se trata de operar com a dimensão emocional, enraizada na individualidade da experiência humana. A base emocional (primeiridade) do significado da música é evidenciada, tornando-se a linha condutora do percurso reflexivo apresentado. Para tanto, utiliza-se o instrumental conceitual da filosofia e da semiótica de Pierce (1839- 1914), principalmente os conceitos de interpretante e hábito. Conclui-se que, nesse viés, classes gerais definidas a priori não parecem representar parâmetros de classificação totalmente relevantes, passando-se a pensar o processo classificatório em relação aos níveis de significado, o que, entende-se, possibilita maior flexibilidade, expansão e adequação.

Palavras-chave


Sistemas de classificação; Informação musical; Semiótica

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2015 Lígia Maria Arruda Café, Camila Monteiro de Barros

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.


Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibict)
SAUS - Setor de Autarquias Sul, Quadra 5, Lote 6, Bloco H
Seção de Editoração - sala 500
CEP 70070-912
Brasília-DF, Brasil

Licença Creative Commons
Todo o conteúdo publicado nesta revista está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.