O papel da biblioteca pública na reconstrução da verdade

Emir José Suaiden

Resumo


Desde o início do século XX, a biblioteca pública tem sido muito contestada. Inicialmente a crítica maior era centrada em como essas bibliotecas, que mais pareciam depósito de livros, poderiam colaborar para o desenvolvimento da sociedade industrial e posteriormente pós-industrial. Com o advento da sociedade da informação, novos desafios surgiram, como as questões do impresso ao digital e a cobrança, cada vez maior, da formação de um público leitor. Desde o século passado, a crença era que o seu objetivo fundamental era a validação da verdade, no entanto os interesses políticos, econômicos e ideológicos fomentam a crise da verdade. Recentemente a cobrança é sobre o desenvolvimento da desinformação, da manipulação e da fake news. Esse trabalho pretende, baseado em metodologia etnográfica, em revisão da literatura e nos estudos comparativos, demonstrar como pode ser esse novo modelo de biblioteca pública.

Palavras-chave


Biblioteca pública; Público leitor; Inclusão informacional; Inclusão social; Interação com a comunidade

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Emir José Suaiden

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.


Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibict)
SAUS - Setor de Autarquias Sul, Quadra 5, Lote 6, Bloco H
Seção de Editoração - sala 500
CEP 70070-912
Brasília-DF, Brasil

Licença Creative Commons
Todo o conteúdo publicado nesta revista está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.