A popularização da Ciência da Informação perante a sociedade e potenciais profissionais da informação

Beatriz Rosa Pinheiro dos Santos, Ieda Pelógia Martins Damian

Resumo


Consiste em uma pesquisa que aborda a importância da popularização da Ciência da Informação como forma de contribuir para a evolução do campo científico. Concomitantemente, aborda a opinião de discentes do departamento de Ciência da Informação de uma universidade brasileira, especialmente nos cursos de Biblioteconomia e Arquivologia, sobre o que eles entendem por Ciência da Informação atualmente. A pesquisa parte das seguintes indagações: o que a sociedade entende por Ciência da Informação? Como a popularização da Ciência da Informação pode ser importante para o crescimento do campo? As práticas de extensão podem auxiliar no processo de divulgação da Ciência da Informação perante a sociedade? O objetivo é buscar opiniões populares sobre o que é Ciência da Informação, a fim de analisar o nível de popularização e interferência da área na sociedade e analisar o que os discentes do campo entendem pela área, a fim de comparar se os profissionais da informação estão conseguindo transpassar para a população de maneira efetiva os panoramas da área. Para tanto, foi realizada uma pesquisa de natureza qualitativa, do tipo exploratória e de cunho prático e teórico. Os resultados demonstraram que existe uma notável discordância sobre o que é Ciência da Informação entre os futuros profissionais da informação e a sociedade. Conclui-se que práticas de extensão não estão sendo suficientemente desenvolvidas, uma vez que parte considerável da amostra declarou não saber o que é Ciência da Informação.


Palavras-chave


Divulgação científica. Biblioteconomia. Arquivologia. Extensão universitária. Ciência da informação.

Referências


ANDRADE, M.E.A.; OLIVEIRA, M. A Ciência da Informação no Brasil. In: OLIVEIRA, M. Ciência da Informação e Biblioteconomia: novos conteúdos e espaços de atuação. Belo Horizonte: Editora UFMG.

ARAÚJO, C.A.A. O que é Ciência da Informação? Informação & Informação, v.19, n.1, p.1-30, 2014. Disponível em: < http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/informacao/article/view/15958>. Acesso em: 07 maio. 2018.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 2009.

BORKO, H. Information Science: What is it? American Documentation, v.19, n.1, p.3-5, 1968. Disponível em: < https://onlinelibrary.wiley.com/doi/abs/10.1002/asi.5090190103>. Acesso em: 08 maio. 2018.

CAPURRO, R. Epistemologia e Ciência da Informação. In: Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação, 5., 2003, Belo Horizonte. Anais... Rio Belo Horizonte: Escola de Ciência da Informação UFMG.

CARBONARI, M.E.E.; PEREIRA, A.C. A extensão universitária no Brasil, do assistencialismo à sustentabilidade. Revista de Educação, v.10, n.10, 2007. Disponível em: < http://www.pgsskroton.com.br/seer/index.php/educ/article/view/2133>. Acesso em: 09 maio. 2018.

CÉSAR, S.B. A indissociabilidade ensino, pesquisa, extensão e a gestão do conhecimento: estudo em universidade brasileira. 2013. Dissertação (Mestrado em Sistemas de Informação e Gestão do Conhecimento) – Programa de Pós-Graduação em Sistemas de Informação e Gestão do Conhecimento, Universidade FUMEC, Belo Horizonte, 2013.

DELGADO, F.; PIRELL, J. Los procesos de mediación del conocimiento como elementos integradores-unificadores del discurso epistemológico de las ciencias de la información. In: Seminario Especializado sobre Epistemologia de la Bibliotecología y Estudios de la Información, 2011, México. Anais... México: CUIB-UNAM.

DESLANDES, M.S.S.; ARANTES, A.R. A extensão universitária como meio de transformação social e profissional. Sinapse e Múltipla, v.6, n. 2, p. 179-183, 2017. Disponível em: < http://periodicos.pucminas.br/index.php/sinapsemultipla/article/view/1648>. Acesso em: 09 maio. 2018.

FRANCELIN, M.M. A epistemologia da complexidade e a ciência da informação. Ciência da Informação, v.32, n. 2, p. 64-68, 2003. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/ci/v32n2/17034.pdf >. Acesso em: 07 maio. 2018.

JEZINE, E. As práticas curriculares e a extensão universitária. In: Congresso Brasileiro de Extensão Universitária 2, 2004, Belo Horizonte.

LÓPEZ YEPES, J. La Documentación como disciplina: teoría e historia. 2.ed. Pamplona: Ediciones Universidad de Navarara (EUNSA), 1995.

MARTINS, E. Extensão como componente curricular: oportunidade de formação integral e de solidariedade. Ciências & Cognição: Revista interdisciplinar de estudos da cognição, v.13, n.2, 2008. Disponível em: . Acesso em: 07 maio. 2018.

MATTELART, A. História da utopia planetária: da cidade profética à sociedade global. Porto Alegre: Ed. Sulina, 2002.

MORIN, E. Introdução ao pensamento complexo. Porto Alegre: Sulina, 2005.

ORTEGA, C. Objeto y concepto de la disciplina. Belo Horizonte, Brasil. In: Seminario Especializado Sobre Epistemología de la Bibliotecología y Estudios de la Información, México, CUIB-UNAM, 2011.

PAULA, J.A. A extensão universitária: história, conceito e propostas. InterFaces, v.1, n.1, 2013. Disponível em: . Acesso em: 09 maio. 2018.

RENDÓN-ROJAS, M.A. Epistemologia da Ciência da Informação: objeto de estudo e principais categorias. InCID: R. Ci. Inf e Doc, v.3 , n.1, p.3-14, 2012. Disponível em: . Acesso em: 18 maio. 2018.

RENDÓN-ROJAS, M. Á. La ciencia de la información en el contexto de las ciencias sociales y humanas: ontología, epistemología, metodología e interdisciplina. Datagramazero, v.9, n4, 2008. Disponível em: . Acesso em: 10 maio. 2018.

ROCHA, R.M.G. O caminho do conceito da extensão universitária na relação universidade/sociedade. Brasília: Documento Preliminar, 1989.

RODRIGUES, A.L.L.; PRATA, M.S.; BATALHA, T.B.S.; COSTA, C.L.N.A.; PASSOS NETO, I.F. Contribuições da extensão universitária na sociedade. Cadernos de Graduação: Ciências Humanas e Sociais, v.1, n.16, p.141-148, 2013. Disponível em: . Acesso em: 09 maio. 2018.

SERACEVIC, T. Interdisciplinary nature of information science. Ciência da Informação, v.24, n.1, p.36-41, 1995. Disponível em: . Acesso em: 07 maio. 2018.

SILVA, J.L.C.; FREIRE, G.H.A. Um olhar sobre a origem da Ciência da Informação: indícios embrionários para sua caracterização identitária. Enc. Bibli: R. Eletr. Bib. Ci. Inf, v.17, n.33, 2012. Disponível em: . Acesso em: 07 maio. 2018.

TEIXEIRA, P.N. Extensão Universitária na Europa: A terceira missão. Revista Brasileira de Extensão Universitária, v.6, n.1, p.59-62, 2015. Disponível em: . Acesso em: 09 maio. 2018.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Beatriz Rosa Pinheiro dos Santos, Ieda Pelógia Martins Damian

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.


Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibict)
SAUS - Setor de Autarquias Sul, Quadra 5, Lote 6, Bloco H
Seção de Editoração - sala 500
CEP 70070-912
Brasília-DF, Brasil

Licença Creative Commons
Todo o conteúdo publicado nesta revista está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.