Repositório Institucional de Geociências do Serviço Geológico do Brasil como serviço de disponibilização de informações geocientificas para a sociedade

  • Flasleandro Vieira Oliveira
Palavras-chave: Repositórios Institucionais, Geociências, Acesso Aberto

Resumo

A CPRM – Serviço Geológico do Brasil, através da Rede de Bibliotecas Ametista, envidou esforços para a criação do Repositório Institucional de Geociências (RIGeo). O RIGeo foi implantado em 2015, utilizando-se o software livre Dspace, sendo que sua política mandatória foi aprovada em 2017.

Os objetivos precípuos do RIGeo são: permitir o acesso integral à produção intelectual dos pesquisadores da instituição, preservar a memória científica gerada ao longo dos anos, fomentar a pesquisa científica na área de geociências e demais áreas do conhecimento e permitir o acesso às publicações dos autores-pesquisadores da instituição. Desta forma, o RIGeo busca estar em consonância com o Movimento Internacional de Acesso Aberto à Informação Científica.

O RIGeo foi recentemente catalogado no OpenDoar, que se configura no maior diretório de repositórios de acesso aberto do mundo. Isto vem corroborar o compromisso do RIGeo com o acesso aberto e demonstra a relevância da informação geocientífica junto à comunidade acadêmica e a sociedade brasileira.

Há que destacar também que está em fase de implementação a disponibilização dos dados vetoriais das pesquisas geocientíficas no RIGeo. Nesse sentido, amplia-se o escopo do RIGeo, pois além de arquivos estáticos como o pdf,  estarão também disponíveis dados passíveis de serem trabalhados em ambiente SIG (Sistema de Informações Geográficas).

Por fim, o RIGeo objetiva dar acesso a informações que possibilitem melhores condições de vida para a sociedade, pois disponibilizar a informação geocientífica é, antes de tudo, aproximar a ciência do cidadão e oportunizar melhorias nas condições de vida das pessoas e, em muitos casos, possibilitar salvar vidas que estão em iminente perigo.

Biografia do Autor

Flasleandro Vieira Oliveira
Bibliotecário do Serviço Geológico do Brasil, mestre em Ciência da Informação pela Universidade Federal Fluminense.
Publicado
20/03/2020