USO DAS REDES SOCIAIS PELOS REPÓSITÓRIOS INSTITUCIONAIS DE ACESSO ABERTO

Lucia Seixas Moraes, Luana Farias Sales

Resumo


Diante da falta de visibilidade dos repositórios institucionais digitais, esta pesquisa investigar se as redes sociais podem servir como mecanismo de divulgação para tais repositórios e, ainda, de que forma as instituições ou os gestores de repositórios vêm utilizando as redes Facebook e Twitter como mecanismo de visibilidade. A amostra foi composta pelos repositórios institucionais listados no site do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibict). Usando a metodologia de pesquisa empírica, de caráter exploratório, o trabalho concluiu que ainda é muito tímido o uso ativo de redes sociais por esses repositórios para fins de divulgação de sua existência e conteúdos. 


Palavras-chave


Repositórios institucionais. Comunicação científica. Redes sociais. Marketing digital.

Texto completo:

PDF

Referências


FARIAS, Ronnie Anderson Nascimento de; GALINDO, Marcos Lima. Análise de comportamento do uso de repositórios digitais de universidades federais brasileiras. Páginas a&b: arquivos e bibliotecas. N. 6, 2016. Disponível em http://ojs.letras.up.pt/index.php/paginasaeb/article/view/1544. Acesso em 29 ago. 2018.

Ibict. Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia. Disponível em http://www.ibict.br/informacao-para-ciencia-tecnologia-e-inovacao%20/repositorios-digitais/repositorios-brasileiro. Acesso em 01 set. 2018.

LEITE, Fernando César Lima. Como gerenciar e ampliar a visibilidade da informação científica brasileira – Repositórios institucionais de acesso aberto. Brasília (DF): Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT), 2009. Disponível em http://livroaberto.ibict.br/handle/1/775. Acesso em 02 set. 2018.

MARCONDES, Carlos Henrique: SAYÃO, Luis Fernando. Introdução: repositórios institucionais e livre acesso. In SAYÃO, Luis; TOUTAIN, Lídia Brandão; ROSA, Flavia Garcia; MARCONDES, Carlos Henrique (org.). Implantação e gestão de repositórios institucionais: políticas, memória, livre acesso e preservação. Bahia: Editora da Universidade Federal da Bahia, 2009. Acesso em 29 ago. 2018.

PARRA, Henrique Z. M. Ciência cidadã: modos de participação e ativismo informacional. In In ALBAGLI , Sarita, MACIEL, Maria Lucia e ABDO, Alexandre Hannud (org.). Ciência aberta, questões abertas. Brasília: IBICT; Rio de Janeiro, 2015. Acesso em 04 set. 2018.

PRINCIPE, Eloisa. Comunicação científica e redes sociais. In Albagli, Sarita (org.). Fronteiras da Ciência da informação. Brasília: Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT), outubro de 2013, pp.198-218. Acesso em 29 ago. 2018.

REINO, Lucas Santiago Arraes. Redes Sociais e Marketing Digital, o Caso do Firula's Café. Biblioteca On-line de Ciências da Comunicação. 2002. Disponível em http://www.bocc.ubi.pt/_esp/autor.php?codautor=2131. Acesso em 27 ago. 2018.

ROSA, Flávia; GOMES, Maria João. Comunicação Científica: das restrições ao livre acesso. In GOMES, Maria João e ROSA, Flávia (org.). Repositórios institucionais: democratizando o acesso ao conhecimento. Salvador: EDUFBA, 2010. Acesso em 30 ago. 2018.

TORRES, Clayton Carlos. O uso das redes sociais na divulgação científica. Site do Observatório da Imprensa. Edição nº 1002. 23/02/2016. Disponível em http://observatoriodaimprensa.com.br/diretorio-academico/o-uso-das-redes-sociais-na-divulgacao-cientifica/. Acesso em 18 ago. 2018.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Lucia Seixas Moraes, Luana Farias Sales

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Compartilhar igual 4.0 Internacional.


Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibict)
SAUS - Setor de Autarquias Sul, Quadra 5, Lote 6, Bloco H
Seção de Editoração - sala 500
CEP 70070-912
Brasília-DF, Brasil

Licença Creative Commons
Todo o conteúdo publicado nesta revista está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.