Acesso aberto e cidadania científica: o papel das agências Financiadoras de pesquisas no Brasil e Portugal

Izabel Antonina de Araujo

Resumo


Neste artigo se discute a importância de ações proativas das agências de fomento à pesquisa e das universidades para ampliação do acesso aberto à produção científica. Identifica iniciativas de alguns órgãos de fomento à pesquisa de Portugal e Brasil que contribuem para fortalecer as políticas institucionais. Evidencia a importância do apoio governamental, principalmente nos países emergentes como o Brasil em que o financiamento da produção científica em sua maioria advém de instituições governamentais e órgãos de fomento vinculados às agências de pesquisa públicas. Trata-se de uma pesquisa descritiva, utiliza-se como fonte, os portais das agências de financiamento, legislações e diretrizes sobre o tema com o objetivo de verificar se nas políticas de financiamento de pesquisa de algumas agências de fomento de `Portugal e Brasil há existência de alguma norma ou diretriz formalizada para que os resultados de pesquisa financiada com recursos públicos sejam disponibilizados em repositórios institucionais. A relevância deste estudo se destaca pela necessidade de valorizar e estimular o Acesso Aberto por meio dos repositórios institucionais no país com vistas a promover o desenvolvimento científico e estimular outros estudos que possam colaborar para o fomento de políticas para produção científica

 


Palavras-chave


Políticas públicas; Acesso aberto; Agências de Fomento à pesquisa; Repositórios institucionais

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Izabel Antonina de Araujo

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Compartilhar igual 4.0 Internacional.


Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibict)
SAUS - Setor de Autarquias Sul, Quadra 5, Lote 6, Bloco H
Seção de Editoração - sala 500
CEP 70070-912
Brasília-DF, Brasil

Licença Creative Commons
Todo o conteúdo publicado nesta revista está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.