Pasado, presente y futuro de la noción de información

Autores

  • Rafael Capurro Pesquisador e Membro do Institut für Digitale Ethik (Hochscule der Medien, Stuttgart).

DOI:

https://doi.org/10.21728/logeion.2014v1n1.p110-136

Resumo

Este artigo apresenta de forma resumida a complexa historia da noção de informação na tradução greco-romana, medieval e moderna. A partir da etimologia latina dessa noção e de suas raízes nos conceitos gregos de eidos / ideia e morphé se mostra como a noção de informação no seu conceito ontológico (‘dar forma a algo’) perde sua relevância na modernidade, mantendo-se o sentido de ‘dizer algo a alguém’. As teorias da informação no século XX apoiadas na concepção de sistemas técnicos de transmissão de mensagens dão lugar a um renascimento da noção objetiva de informação, mas em um marco diferente a da filosofia clássica pré-moderna.  Partindo da relação entre os conceitos de informação e de mensagem se apresentam possíveis caminhos para a noção de informação fundamentada em uma teoria de mensagens.

Downloads

Publicado

24/10/2014

Como citar

CAPURRO, R. Pasado, presente y futuro de la noción de información. Logeion: Filosofia da Informação, [S. l.], v. 1, n. 1, p. 110–136, 2014. DOI: 10.21728/logeion.2014v1n1.p110-136. Disponível em: http://revista.ibict.br/fiinf/article/view/1494. Acesso em: 25 jun. 2021.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)