INFORMAÇÃO E AMBIENTES ORGANIZACIONAIS: ENSAIO SOBRE A DINÂMICA DOS AMBIENTES INFORMACIONAIS NAS ORGANIZAÇÕES

Antonio Rodrigues de Andrade, Catarina Roseira, Aldo de Albuquerque Barreto

Resumo


O termo informação ganhou relevância preponderante nas décadas finais do século passado, quando, a explosão informacional, potencializada pelas tecnologias emergentes, fez com que o seu tratamento ganhasse nova dimensão, devido ao seu ritmo cada vez mais crescente. A informação é um elemento fundamental das empresas que procuram a conquista da vantagem competitiva. Para utilizá-la de forma estratégica é importante saber que informações são adequadas, deixar as informações disponíveis e acessíveis, saber as informações relevantes, sua origem e a quem endereça-las e que sua transmissão seja intensa atendendo aos níveis de pertinência desejados. Entretanto, sua utilização pode não receber a devida atenção o que acarretará prejuízos tanto a eficiência quanto à eficácia organizacional. Considerando a relevância da informação, os ambientes informacionais, bem como a importância dos fluxos de informação para as Organizações, sejam elas públicas ou privadas, desenvolve-se este ensaio procurando apresentar, refletir e a provocar outras considerações e estudos a respeito da relação entre o ambiente organizacional e o ambiente informacional. Apresenta, ainda, conceitos de conjugação dos ambientes organizacional e informacional, bem como a sua dinâmica nas Organizações.

 

INFORMATION AND ORGANIZATIONAL ENVIRONMENTS: ESSAY ON THE DYNAMICS OF INFORMATIONAL ENVIRONMENTS IN ORGANIZATIONS

 

Abstract

The term information gained major relevance in the final decades of the last century, when the information explosion, boosted by emerging technologies, made its treatment gain a new dimension, due to its ever-increasing pace. Information is a key part of companies seeking to gain competitive advantage. To use it in a strategically form is important to know what kind of information is suitable, make it available and accessible, know the most relevant information, its origin and to whom address it and its transmission should be intense in view of the desired pertinence levels. Meanwhile, its use might not receive the due attention, what will cause losses in both efficiency and organizational effectiveness. Considering the relevance of the information, the information environments, as well as the importance of information flows for organizations, whether they are public or private, this essay was developed seeking to present, reflect and promote other considerations and works regarding the relationship between the organizational and informational environments. It also presents concepts of mixed organizational and informational environments, as well as its dynamics in organizations.


Texto completo:

PDF

Referências


ANDRADE, R. A. A informação como suporte para o planejamento e para a formulação de políticas no setor de transportes. 2007. 234 f. Tese (Doutorado) - Curso de Engenharia de Transportes, COPPE/UFRJ, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2007.

ANDRADE, A. R; A BARRETO, A. Alinhamento estratégico nas organizações: a informação como elemento integrador de propósito, processos e pessoas. DataGramaZero: revista de Ciência da Informação, Rio de Janeiro, v. 16, n. 1, fev. 2015.

BARRETO, A.A. Os agregados de informação: memórias, esquecimento e estoques de informação. DataGramaZero: revista de Ciência da Informação, Rio de Janeiro, v. 1, n. 3, 2015.

CARVALHO, E. L. de. Importância da gestão da informação para o processo decisório nas organizações. In: VALENTIM, M. L. P. (Org.). Informação, conhecimento e inteligência organizacional. Marília: FUNDEPE Editora, 2010.

CHOO, C. W. Information management for the inteligent organization: the art of scanning the enviroment. Medford: Information Today, 2002.

CHOO, C. W. A organização do conhecimento: como as organizações usam a informação para significado, construir conhecimento e tomar decisões. São Paulo: Senac, 2003.

DAVENPORT, T. H. Ecologia da informação. São Paulo: Futura, 1998.

McGEE, J; PRUSAK, L. Gerenciamento estratégico da informação. Rio de Janeiro: Campus, 1994.

MORAES, C. R. B. de; FADEL, B. A interface entre o comportamento organizacional e o informacional. In: VALENTIM, Marta (Org.). Ambientes e fluxos de informação. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2010.

POPADIUK, S., FRANKLIN, M. A., MIYABARA, W. GARDESANI. Ambiente informacional e desempenho competitivo na indústria de autopeças para veículos. Revista Produção, Santa Catarina, v. 15, n. 3, p. 390-403, set./dez. 2005. Disponível em: < http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-65132005000300009&lng=pt&tlng=pt. 10.1590/S0103-65132005000300009>. Acesso em: 15 de maio de 2015.

SORDI, J. O. de. Administração da Informação: fundamentos e práticas de uma nova gestão do conhecimento. São Paulo: Saraiva, 2008.

VALENTIM, M. (Org.). Ambientes e fluxos de informação. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2010.




DOI: https://doi.org/10.21728/logeion.2016v2n2.p104-119

Apontamentos

  • Não há apontamentos.






 
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional (cc BY 4.0)
 
 Logeion: Filosofia da Informação - e-ISSN 2358-7806, IBICT.