APLICAÇÃO DO PERCURSO TEMÁTICO E FIGURATIVO EM LITERATURA DE CORDEL

Charlene Maria dos Santos, Fabio Assis Pinho

Resumo


Esta é uma pesquisa sobre representação temática de folhetos de cordel, utilizando a o Percurso Gerativo de Sentido e seus processos. O objetivo geral é propor a aplicação da análise de assunto - leitura técnica e extração de conceitos - em cordéis de J. Borges, com base nos procedimentos semânticos de tematização e figurativização do percurso gerativo de sentido. Trata-se de uma pesquisa do tipo documental com abordagem qualitativa, tendo como lócus, o Memorial J. Borges. O corpus da pesquisa foi constituído por 10 títulos de cordéis, dos 48 títulos disponíveis no Memorial, tendo como critério de escolha, as obras mais citadas de J. Borges, nos diferentes meios de comunicação. A análise dos cordéis escolhidos foi realizada da seguinte forma: a) leitura integral dos cordéis; b) identificação das figuras; c) reprodução da sextilha, setilha ou décima onde a figura foi identificada, no quadro referente à obra; d) enquadramento da figura ao tema pertinente. Os resultados apontam que a utilização dos procedimentos de tematização e figurativização do percurso gerativo de sentido em conjunto com a análise de assunto, possibilitou resultados satisfatórios nas ações de leitura técnica e extração de conceitos que, por sua vez, trará eficiência e qualidade no processo da representação temática.


Texto completo:

PDF

Referências


ALBUQUERQUE, M. E. B. C. de. Literatura popular de cordel: dos ciclos temáticos à classificação bibliográfica. 2011. 311 f. Tese (Programa de Pós-Graduação em Letras) - Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2011.

AMORIM, M. A. Patrimônios vivos de Pernambuco. Recife: Fundarpe, 2010.

ANTÔNIO, D. M. O percurso gerativo de sentido aplicado à análise documental de textos narrativos de ficção: perspectivas de utilização em bibliotecas universitárias. 2008. 137 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Ciência da Informação, Universidade Estadual Paulista, Marília, 2008.

BARROS, D. L. P. Teoria do discurso: fundamentos semióticos. São Paulo: Atual, 1988.

BERTRAND. D. Caminhos da semiótica literária. São Paulo: EDUSC, 2003.

BORGES, J. F. Memórias e contos de J. Borges. São Paulo: Hedra, 2007. (Coleção Biblioteca de Cordel).

DIAS, E.; NAVES, M. M. L. Análise de assunto: teoria e prática. Brasília: Thesaurus, 2007.

FIORIN, J. L. Elementos de análise do discurso. São Paulo: Contexto, 2006.

FIORIN, J. L.; SAVIOLI, F. P. Para entender o texto: leitura e redação. São Paulo: Ática, 1990.

GAUDÊNCIO, S. M. Representação da Informação em blogs: uma análise sob a luz da semântica discursiva. 2014. 230 f. Dissertação (Mestrado) - Mestrado em Ciência da Informação, Departamento de Ciência da Informação, Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2014.

GREIMAS, A. J. Semântica estrutural: pesquisa de método. São Paulo: Cultrix, 1973.

GREIMAS, A. J.; COURTÉS, J. Dicionário de semiótica. São Paulo: Cultrix, 1983. 544 p.

LARA, G. M. P.; MATTE, A. C. F. Ensaios de semiótica: aprendendo com o texto. Rio de Janeiro: Nova Fronteira/Lucerna, 2009.

MORAES, J. B. E. Perspectivas metodológicas para a identificação do aboutness em textos narrativos de ficção. Scire: representación y organización del conocimiento, Zaragoza, v. 18, n. 2, p.57-66, jul. 2012. Disponível em:

. Acesso em: 11 jul. 2017.

MORAES, J. B. E.; GUIMARÃES, J. A. C. Análise documental de conteúdo de textos literários narrativos: em busca do diálogo entre as concepções de aboutness/meaning e do percurso temático/percurso figurativo. In: GASPAR, N.; ROMÃO, L. (Org.). Discurso e texto: multiplicidade de sentidos na Ciência da Informação. São Carlos: EDUFSCar, 2008. p. 35-45.

SANTOS, C. M. Percurso temático e figurativo em literatura de cordel. 2016. 113 f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) – Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2016.




DOI: https://doi.org/10.21728/logeion.2017v4n1.p109-121

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


URL da licença: https://creativecommons.org/licenses/by/3.0/br/

 
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional (cc BY 4.0)
 
 Logeion: Filosofia da Informação - e-ISSN 2358-7806, IBICT.