HUMANIDADES DIGITAIS E A SIMBIOSE ENTRE HUMANO E MÁQUINA: ALGUMAS REFLEXÕES COMPARATIVAS ENTRE A INTERPRETAÇÃO E A MINERAÇÃO DE TEXTOS

José Claudio Morelli Matos, Eliana Maria dos Santos Bahia Jacintho, Edgar Bisset Alvarez

Resumo


Examina a relação entre a leitura e os programas computacionais de mineração de textos, no contexto das Humanidades Digitais (HD). Através da pesquisa bibliográfica e da reunião de fontes textuais relevantes para o argumento, esta relação é descrita sob a forma de uma simbiose entre o ser humano e o computador, nos termos propostos inicialmente por Asimov (2005). Uma concepção da leitura como operação da inteligência é posta em diálogo com o conceito e as aplicações da mineração de textos. Da reflexão sobre a simbiose entre leitura e mineração de textos é obtido, como resultado, um ponto de vista em relação às HD, entendida como um conjunto de estratégias para o crescimento e a adaptação da cultura humana no ambiente digital.

Palavras-chave


Humanidades Digitais. Leitura. Mineração de Textos. Inteligência artificial.

Texto completo:

PDF HTML

Referências


ARANHA & PASSOS. “A tecnologia de mineração de textos”. In: RESI – Revista eletrônica de sistemas de informação. N. 2. 2006. Disponível em: http://www.periodicosibepes.org.br/index.php/reinfo/article/view/171. Acesso em 25 de janeiro de 2019.

ASIMOV, Isaac. “Os robôs, os computadores e o medo”. In: WARRICK & Greenberg (Orgs.). Histórias de Robôs. Porto Alegre: L&PM. 2005.

CUARTAS-RESTREPO, J. M. “Humanidades digitales, dejarlas ser”. Revista ColombianadeEducación. N. 72, p. 65-78. 2017.

DENNETT, Daniel. A Perigosa ideia de Darwin. São Paulo: Rocco. 1998.

DESCARTES, René. Discurso do Método. São Paulo: Nova Cultural. 1984.

FLORIDI, Luciano. The PhilosophyofInformation. London: Routledge. 2011.

GLEICK, James. A informação – uma teoria, uma história, uma enxurrada. São Paulo: Cia das Letras. 2013.

LEYVA,Elsa M. Ramírez. “¿Qué es leer? ¿Qué es La lectura?” In: InvestigaciónBibliotecológica. México. Vol. 23, Núm. 47, enero/abril. 2009.

LOBATO, Monteiro. (1927). O Presidente Negro. São Paulo: Globo. 2009.

MACEDO, Alexandra Lorandi; GRACIOLI, Francieli; REATEGUI, Eliseo e BEHAR, Patricia. “Estratégias pedagógicas de apoio à leitura, à escrita e ao acompanhamento baseadas na tecnologia de mineração de texto”. Anais do XXII SBIE - XVII WIE, p. 1017-1026. Aracaju. 2011.

MANOVICH, Lev. "The Science of Culture? Social computing, Digital Humanities and Cultural Analytics. Journal of cultural Analytics. May 23. 2016.

MATOS, José Claudio. “A interpretação de textos e a formação da pessoareflexiva – sobre a concepção deweyana daleitura”. Educação e Filosofia. Uberlândia, v. 27, n. 54, p. 579-596, jul./dez. 2013.

MATOS, José Claudio. “Fundamentos filosóficos de uma teoria evolutiva para a informação e a cultura”. In: XVII Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação, 2016,Salvador. Anais do XVII Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação, v. 1. p. 1-20. João Pessoa: UFPB, 2016.

MORAIS, José. A Arte de ler. Lisboa: Edições 70. 2002.

MORAIS & AMBRÓSIO. “Mineração de textos”. Relatório Técnico. Instituto de Informática. UFG. 2007. Disponível em: http://www.inf.ufg.br/sites/default/files/uploads/relatorios-tecnicos/RT-INF_005-07.pdf. Acesso em 25 de janeiro de 2019.

OED, Oxford English Dictionary. Symbiosis. Versão online. Disponível em: https://en.oxforddictionaries.com/definition/symbiosis. Acesso em 30 de janeiro de 2019.

PRIANI, E. “El texto digital y la disyuntiva de las humanidades digitales”.In: Palabra Clave. V. 18(4), p. 1215-1234. 2015.

SÁNCHEZ, Adriana Álvarez. “La diversidad Cultural em las HD”. En Galina, Peña et al. Humanidades Digitales: Lengua, texto, Patrimonio. Mexico: Ed. Bonilla y Red deHumanidades Digitales, p. 183-208.2018.

TĂUT,Val Codrin. “Beyondthe tale ofthe ‘twocultures’: fillingthe gap betweenalgorithmsandinterpretation”. In: Proceedingsofthe 13th InternationalScientificConferenceeLearningand Software for Education.Bucharest. 2017.

TEIXEIRA, João de Fernandes. A mente pós-evolutiva – filosofia da mente em um universo de silício. Petrópolis: Vozes. 2010.

UFRGS. Sobek quick reference guide. Grupo de Pesquisa Gtech.edu. 2017.

WIENER, Norbert. Cibernética – o controle no animal e na máquina. São Paulo: Cia das Letras. 2016.




DOI: https://doi.org/10.21728/logeion.2019v6n1.p126-145

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




URL da licença: https://creativecommons.org/licenses/by/3.0/br/

 
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional (cc BY 4.0)
 
 Logeion: Filosofia da Informação - e-ISSN 2358-7806, IBICT.