Uso da tecnologia e acesso à informação pelos usuários do programa Gesac e de ações de inclusão digital do governo brasileiro

Benedito Medeiros Neto, Antonio Miranda

Resumo


O governo brasileiro vem sofrendo constantes críticas relativas à questão da inclusão digital pela falta das ações permanentes para fazer frente à exclusão existente. O presente estudo pretende avaliar a apropriação da tecnologia com base no uso de computadores e no acesso à informação por meio da internet por usuários dos Telecentros e Laboratórios de Informática de escolas públicas, promovido ou implementado conforme as políticas públicas. Compreende uma mostra de usuários dos 3.570 Pontos do Programa Gesac em todo o Brasil, que ofereceram ações de alfabetização digital entre 2006 e 2008. Os 9.224 usuários da amostra eram considerados incluídos digitalmente. Escolaridade, idade, renda familiar e acesso às TICs foram determinantes para a apropriação da tecnologia e acesso à informação. O acesso à internet foi considerado lento ou muito lento por 60% dos usuários dos telecentros e das escolas, sendo estes os principais pontos de acesso para o aprendizado, a comunicação virtual e o lazer. O uso da internet foi relatado por 91% dos usuários com nível superior incompleto e por 88,5% na faixa de 25 a 34 anos. Quanto à localização e acesso da informação pelo usuário, os sites de relacionamentos e mensageiros eletrônicos tiveram maior procura pelos mais jovens, sendo que 64% dos usuários estavam na faixa etária de 16 a 24 anos. Interesse em desenvolver trabalhos escolares foi referido por 65% dos usuários, em todas as faixas etárias, com comportamento semelhante nos diferentes graus de instrução. O estudo buscou avaliar os resultados da inclusão e a construção de indicadores que melhor representam a apropriação dos usuários após processo de inclusão digital.


Palavras-chave: Sociedade da informação. Inclusão digital. Alfabetização digital. Internet. Aprendizado. Comunicação da informação. Ciência da informação.



The use of technology and access to information by users of Gesac and digital inclusion actions of the Brazilian Government


Abstract


The Brazilian government has suffered constant criticism related to digital inclusion due to lack of permanent actions to cope with existing exclusion. This study aims to evaluate the appropriation of technology based on the use of computers and access to information through internet by users of Telecenters and public school Computer Labs, promoted or implemented through public policies. A sample of users of 3,570 Gesac points who participated in some digital literacy from 2006 to 2008 was selected. The 9,224 users sampled were considered digitally included. Education, age, family income and access to ICTs were identified as key factors in the appropriation of technology and access to information. Internet access was considered slow or very slow for 60% of users of Telecenters and school labs, which were the main points of access to learning, virtual communication and leisure. The use of internet was reported by 91% of users with incomplete college degree, and by 88,5% of users aged 25-34. In relation to locating and accessing information, the networking sites and electronic messengers had increased demand among the youngest, once 64% of users aged 16 to 24. Interest in developing schoolwork was reported by 65% of users in all age group and education levels. This study was intended to evaluate the results from de information inclusion and the construction of indicators to represent the development of the users in the process of digital inclusion.


Keywords: Information society. Digital inclusion. Digital literacy. Internet. Learning. Information communication. Information Science.


Palavras-chave


Inclusão Digital; Alfabetização Digital; Letramento Digital; Aprendizado; Comunicação da Informação e Ciência da Informaçãoàoo

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Benedito Medeiros Neto, Antonio Miranda

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.