Competitividade na era da informação digital

Leonardo Heuler Calmon Sobral

Resumo


Comércio, agroindústria e serviços constituem o principal segmento econômico de Rondônia. Das 115.444 empresas ativas, 92% são de micro e pequeno porte e, dentro desse universo, 34,8% encaixam-se no perfil de microempreendedores individuais (MEIs). O desconhecimento sobre novas tecnologias, a falta de capacitação e os custos elevados para a divulgação das marcas no meio eletrônico e nas mídias digitais podem reduzir o potencial de competitividade dos pequenos empresários. Para eles, destina-se o programa Cara na Net, do Sindicato da Micro e Pequena Indústria do Estado de Rondônia (Simpi), que será descrito neste artigo.


Palavras-chave


Inclusão digital; Competitividade; Microempreendedorismo; Ecommerce

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Leonardo Heuler Calmon Sobral

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.