A crise dos bens culturais como mercadorias | The crisis of cultural goods as merchandise

Ronaldo Fiani

Resumo


Resumo A digitalização das informações provocou uma crise na apropriação privada dos bens culturais como mercadorias. Paralelamente, movimentos políticos vêm se organizando internacionalmente, visando ao questionamento do tratamento dos bens culturais como mercadorias privadas. A análise do sentido e do papel desses movimentos exige uma revisão do conceito de mercadoria. Para questionar o conceito de mercadoria são revistos dois autores críticos do sistema capitalista, Karl Marx e Karl Polanyi, discutindo-se as possíveis contribuições de cada um para a compreensão desses movimentos políticos.


Palavras-chave mercadoria, direitos de autor, Karl Marx, Karl Polanyi



Abstract The digitalization of information provoked a crisis in the private appropriation of cultural goods. Simultaneously, political movements are being internationally organized aiming at criticizing cultural goods being treated as commodities. The analysis of the meaning and role of those political movements demands reviewing the concept of commodity. To question the concept of commodity two radical authors are reviewed: Karl Marx and Karl Polanyi, their possible contributions to the comprehension of those political movements being so evaluated.


Keywords commodity, copyrights, Karl Marx, Karl Polanyi

Palavras-chave


mercadoria, direitos de autor, Karl Marx, Karl Polanyi, commodity, copyrights | commodity, copyrights, Karl Marx, Karl Polanyi

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.18617/liinc.v5i2.306

Apontamentos

  • Não há apontamentos.