Redes Sociais e Assimetrias da Informação: rastreamento, rastreabilidade e democracia na era da economia digital

Resumo

RESUMO O objetivo deste trabalho é duplo: por um lado, pretendo estudar as novas formas concorrenciais que correspondem ao desenvolvimento dos diferentes mercados ligados às plataformas eletrônicas e às redes sociais, na internet. Por outro lado, quero construir uma função de bem-estar social para tentar capturar os impactos positivos e negativos produzidos pelo desenvolvimento desses mercados.

Em uma primeira parte, ressaltarei as principais mudanças sociais e econômicas produzidas por essas evoluções. Mostrarei como se manifesta a extensão das lógicas mercantis, no que diz respeito à produção e às modalidades de apropriação da informação. Em uma segunda parte, construirei uma função de Bem-Estar social; a este respeito, mostrarei em que medida aparecem novas formas de assimetrias de Informação nesses mercados.

Palavras-chave: Assimetrias da Informação; Economia de Redes; Bem-Estar; Democracia.

Biografia do Autor

Alain Herscovici, Universidade Federal do Espírito Santo (UFES)
Doutor em Economia pelas Universidades de Paris I Panthéon-Sorbonne e de Amiens, Coordenador do Grupo de Estudo em Macroeconomia (GREM)  e do Grupo de Estudo em Economia da Cultura, da Informação, do Conhecimento e da Comunicação (GECICC),  Professor Titular Programa de Pós-Graduação em Economia e do Departamento de Economia da UFES, e bolsista de produtividade CNPq.
Publicado
30/05/2020
Como Citar
HerscoviciA. (2020). Redes Sociais e Assimetrias da Informação: rastreamento, rastreabilidade e democracia na era da economia digital. Liinc Em Revista, 16(1), e5195. https://doi.org/10.18617/liinc.v16i1.5195
Seção
Economia Política da Informação, da Comunicação e da Cultura