Infodemia no contexto da pandemia de COVID-19 no Brasil: uma política de contaminação?

Autores

  • Lilian Sagio Cezar Laboratório de Estudos do Espaço Antrópico, Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro, Campos dos Goytacazes, RJ, Brasil https://orcid.org/0000-0001-8737-9946
  • Anderson Jamar Neves Maciel Programa de Pós-Graduação em Políticas Sociais, Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro, Campos dos Goytacazes, RJ, Brasil https://orcid.org/0000-0003-4122-6711

Palavras-chave:

COVID-19; Infodemia; Controvérsia

Resumo

Neste artigo descrevemos e analisamos questões relacionadas às estratégias de gestão da pandemia no âmbito do Governo Federal em interface com os fluxos de (des)informação relacionados à COVID-19. Para tanto, recorremos às considerações da Teoria Ator-Rede (TAR) para desenvolver uma descrição capaz de situar um emaranhado de elementos heterogêneos (humanos e não humanos) e refletir sobre os impactos, estratégias de gestão e fluxo de (des)informação relacionados à pandemia e seus impactos na condução de políticas sanitárias no Brasil. Nossa análise indica que a coordenação Federal foi insuficiente para gerenciar e mitigar a crise sistêmica decorrente da COVID-19 no Brasil e as escolhas políticas do atual Governo Federal promoveram a disseminação de desinformação com efeitos negativos sobre a própria gestão da pandemia

Biografia do autor

Anderson Jamar Neves Maciel, Programa de Pós-Graduação em Políticas Sociais, Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro, Campos dos Goytacazes, RJ, Brasil

Bacharel em Ciências Sociais e Mestrando em Políticas Sociais pela Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF). 

Referências

AJZENMAN, Nicolás, CAVALCANTI, Tiago, Da MATA, Daniel, 2020. More Than Words: Leaders’ Speech and Risky Behavior during a Pandemic. SSRN. 2020. Disponível em: http://dx.doi.org/10.2139/ssrn.3582908. Acesso em: 13 jul. 2020.

ALMEIDA, Fábio Chang de, 2011. O historiador e as fontes digitais: uma visão acerca da internet como fonte primária para pesquisas históricas. Aedos. 2011. vol. 3, no. 8, p. 09-30. Disponível em:https://seer.ufrgs.br/aedos/article/view/16776. Acesso em: 22 mar. 2018.

CARREIRO, Rodrigo; MATOS, Eurico, 2019. Presidente eleito, e agora? Analisando as estratégias de comunicação digital no Twitter do Governo de Jair Bolsonaro. Em: VIII Congresso da Associação Brasileira de Pesquisadores em Comunicação e Política. Rio de Janeiro, RJ: COMPOLÍTICA. 2019. Disponível em: http://ctpol.unb.br/compolitica2019/GT1/gt1_Carreiro_Matos.pdf.

CAPONI, Sandra, 2020. Covid-19 no Brasil: entre o negacionismo e a razão neoliberal. Estudos Avançados. 2020. vol. 34, no. 99, p. 209-22. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/eav/article/view/173382. Acesso em: 20 nov. 2020.

CESARINO, Letícia, 2021. Pós-verdade e a crise do sistema de peritos: uma explicação cibernética. Ilha: Revista de Antropologia. 2020. vol. 23, no. 1, p. 73-96. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/ilha. Acesso em: 24 mar. 2021.

CORREIA, Sergio, LUCK, Stephan e VERNER, Emil, 2020. Pandemics Depress the Economy, Public Health Interventions Do Not: Evidence from the 1918 Flu. SSRN, 2020. Disponível em: https://ssrn.com/abstract=3561560. Acesso em: 08 ago. 2020.

GALHARDI, Cláudia Pereira, FREIRE, Neyson Pinheiro, MINAYO, Maria Cecília de Souza, et al. 2020 . Fato ou Fake? Uma análise da desinformação frente à pandemia da Covid-19 no Brasil. Ciênc. saúde coletiva. 2020. vol. 25, supl. 2, p. 4201-4210. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232020006804201&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 20 nov. 2020.

GALLOTTI, Ricardo, VALLE, Francesco, CASTALDO, Nicola, et al., 2020. Assessing the risks of ‘infodemics’ in response to Covid-19 epidemics. Nature Human Behaviour. 2020. vol. 4, p. 1285-1293. Disponível em: https://doi.org/10.1038/s41562-020-00994-6. Acesso em: 01 nov. 2020.

HENRIQUES, Cláudio Maierovitch Pessanha, VASCONCELOS, Wagner, 2020. Crises dentro da crise: respostas, incertezas e desencontros no combate à pandemia da Covid-19 no Brasil. Estudos Avançados. 2020. vol. 34, no. 99, p. 25-44. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/eav/article/view/173368. Acesso em: 20 nov. 2020.

LATOUR, Bruno, 2012. Reagregando o social. Salvador, Brasil: Edufba; Bauru, Brasil:Edusc, 2012.

LATOUR, Bruno, 2014. Para distinguir amigos e inimigos no tempo do Antropoceno. Revista de Antropologia. 2014. vol. 57, no. 1, p. 11-31. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/ra/article/view/87702. Acesso em: 15 jun. 2021.

LIMA, Clóvis Ricardo Montenegro de, TARRAGÓ, Nancy Sanchez, MORAES, Danielle, et al., 2020. Emergência de saúde pública global por pandemia de COVID-19: desinformação, assimetria de informações e validação discursiva. Folha de Rosto: Revista de Biblioteconomia e Ciência da Informação. 2020. PrePrint. Disponível em: https://preprints.scielo.org/index.php/scielo/preprint/download/410/508/508. Acesso em: 30 out. 2020.

LISBOA, Lucas A., FERRO, João Vitor R., BRITO, José Rubens S., et al., 2020. A Disseminação da Desinformação Promovida por Líderes Estatais na Pandemia da COVID-19. Em: WORKSHOP SOBRE AS IMPLICAÇÕES DA COMPUTAÇÃO NA SOCIEDADE. Porto Alegre, RS: Sociedade Brasileira de Computação. 2020. Disponível em: https://doi.org/10.5753/wics.2020.11042. Acesso em: 09 out. 2020.

MACHADO, Caio C. Vieira, DOURADO, Daniel, Santos, João Guilherme, et al., 2020. Ciência Contaminada. Relatório de pesquisa: LAUT/INCT.DD/Cepedisa. 2020. Disponível em: https://laut.org.br/ciencia-contaminada/. Acesso em: 10 nov. 2020.

MATTA, Gustavo Corrêa, MORENO, Arlinda Barbosa, 2014. Saúde global: uma análise sobre as relações entre os processos de globalização e o uso dos indicadores de saúde. Interface: Comunicação, Saúde e Atenção, Botucatu. 2014. vol. 18, n0. 48, p. 9-22. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-32832014000100009. Acesso em: 27 nov. 2020.

MINISTÉRIO DA SAÚDE, 2020. Coronavírus COVID-19. 2020. Disponível em: https://coronavirus.saude.gov.br/. Acessado 10 maio 2020.

NEVES, André Luiz Machado das, FERREIRA, Breno de Oliveira, 2020. Narrativas entre ciência e política no ativismo da cloroquina. Psicol. Soc. 2020. v. 32, e020006, 2020. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-71822020000100405&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 20 nov. 2020.

POSETTI, Julie, BONTCHEVA, Kalina, 2020. Disinfodemic: Deciphering COVID-19 disinformation. Policy brief: UNESCO. 2020. Disponível em: https://en.unesco.org/sites/default/files/disinfodemic_deciphering_covid19_disinformation. Acesso em: 22 jul. 2020.

RECUERO, Raquel, 2020. Desinformação e os riscos para a Pandemia de Coronavírus. Medium. 27 mar. 2020. Disponível em: https://medium.com/@raquelrecuero/desinforma%C3%A7%C3%A3o-e-os-riscos-para-a-pandemia-de-coronav%C3%ADrus-b0de9521d4fe. Acesso em: 07 out. 2020.

RIFIOTIS, Theophilos, 2016. Desafios contemporâneos para a antropologia no ciberespaço: o lugar da técnica. Em: Políticas Etnográficas no Campo da Cibercultura. Brasília, DF: ABA Publicações; Joinville, SC: Letradágua. p. 115-128.

ROTHKOPF, David J., 2003. When the buzz bites Back. The Washington Post. 11 maio 2003. Disponível em: https://www.washingtonpost.com/archive/opinions/2003/05/11/when-the-buzz-bites-back/bc8cd84f-cab6-4648-bf58-0277261af6cd/. Acesso em: 03 jun. 2020.

SCHUCHMANN, Alexandra Zanella, SCHNORRENBERGER, Bruna Luiza, CHIQUETTI, Maria Eduarda, et al., 2020. Isolamento social vertical X Isolamento social horizontal: os dilemas sanitários e sociais no enfrentamento da pandemia de COVID-19. Braz. J. Hea. Rev. 2020. vol. 3, no. 2, p.3556-3576. Disponível em: https://www.brazilianjournals.com/index.php/BJHR/article/view/9128/7738. Acesso em: 29 set. 2020.

SCHRAMM, Fermin Roland, BORGES, Luna, FORTES, Pablo, et al., 2020 O aparente dilema implicado pela pandemia da COVID-19: salvar vidas ou a economia? Observatório Covid-19 Fiocruz. 2020. Disponível em: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/41374. Acesso em: 28 out. 2020.

SEGATA, Jean, 2020a. Covid-19: escalas da pandemia e escalas da antropologia. Boletim Cientistas Sociais e o Coronavírus. 23 mar. 2020. Disponível em: Boletim Cientistas Sociais | n. 2 (anpocs.org). Acesso em: 28 set. 2020.

SEGATA, Jean, 2020b. Covid-19, biossegurança e antropologia. Horizontes antropológicos. 2020. vol. 26, no. 57, p. 275-313.Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-71832020000200275&lng=pt&nrm=iso. Acessos em:20 nov. 2020.

VENTURINI, Tommaso, 2010. Diving in magma: how to explore controversies with actor-network theory. Public Understanding of Science. 2010. vol. 19, no. 3, p. 258-273. Disponível em: http://www.sagepublications.com/. Acesso em 22 mar. 2020.

WORLD HEALTH ORGANIZATION, 2020b. An ad hoc WHO technical consultation managing the COVID-19 infodemic: call for action, 7-8 April 2020. Relatório executivo. Geneva: World Health Organization. 2020. Disponível em: https://www.who.int/publications/i/item/9789240010314. Acesso em: 06 out. 2020.

Downloads

Publicado

21/06/2021

Como citar

Cezar, L. S., & Maciel, A. J. N. (2021). Infodemia no contexto da pandemia de COVID-19 no Brasil: uma política de contaminação?. Liinc Em Revista, 17(1), e5703. Recuperado de http://revista.ibict.br/liinc/article/view/5703

Edição

Seção

Infodemia e o Nosso Futuro