HIPERINFORMAÇÃO NA ERA DIGITAL: VALIDAÇÃO DAS INFORMAÇÕES SOBRE SAÚDE

Mariangela Rebelo Maia, Jorge Calmon de Almeida Biolchini

Resumo


A ampliação dos modos de acesso à informação, particularmente através da internet, facilita que as pessoas busquem informações sobre saúde e doença. Isto inclui sintomas, diagnósticos, exames, tratamentos, medicamentos e outros itens. O objetivo nesta pesquisa é evidenciar que a hiperinformação atinge diretamente o processo de validação das informações, a disseminação de fake news e o cotidiano das pessoas. Em tempos de “informações espetacularizadas”, os discursos são construídos sem compromisso com a veracidade daquilo que é informado. Não revelando as intenções pragmáticas de domínio, poder, indução e manipulação, entre outras formas de retórica. Conclui-se que a hiperinformação sobre saúde aponta para a fragilidade da veracidade informacional. Entende-se que é necessário criar condições para que a busca e o uso de informações em saúde inclua filtro e seleção de fontes comprometidas com a veracidade e a ética.

Palavras-chave: Validação da informação. Hiperinformação. Fake News.


Texto completo:

PDF HTML


DOI: https://doi.org/10.21721/p2p.2019v6n1.p285-300

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




URL da licença: https://creativecommons.org/licenses/by/3.0/

 
 
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional (cc BY 4.0)
 
 P2P & INOVAÇÃO - e-ISSN 2358-7814, IBICT.