P2P E INOVAÇÃO http://revista.ibict.br/p2p <p>A Revista P2P &amp; INOVAÇÃO é uma publicação semestral, vinculada ao Grupo de Pesquisa Economias Colaborativas e Produção P2P no Brasil do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia – IBICT. Este periódico tem como missão oferecer um espaço de reflexão e debate sobre as mais diversas experiências de produção colaborativa entre pares, tendo em vista especialmente seu caráter de inovação nos âmbitos cultural, social e político.</p> <p>&nbsp;</p> <p>&nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; http://dx.doi.org/10.21721/p2p</p> pt-BR <p>A revista é publicada sob a licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não Comercial - Partilha nos Mesmos Termos 4.0 Internacional.</p><p>O trabalho publicado é considerado colaboração e, portanto, o autor não receberá qualquer remuneração para tal, bem como nada lhe será cobrado em troca para a publicação.</p><p>Os textos são de responsabilidade de seus autores.</p><p>É permitida a reprodução total ou parcial dos textos da revista, desde que citada a fonte.</p> clovismlima@gmail.com (Clovis R. Montenegro de Lima) p2p.artigos@gmail.com (Daniela Capri) Tue, 28 Sep 2021 00:52:16 +0000 OJS 3.3.0.8 http://blogs.law.harvard.edu/tech/rss 60 Expediente http://revista.ibict.br/p2p/article/view/5815 <p>Expediente</p> Clóvis Ricardo Montenegro de Lima Copyright (c) 2021 P2P E INOVAÇÃO https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 http://revista.ibict.br/p2p/article/view/5815 Tue, 28 Sep 2021 00:00:00 +0000 Tecnologia social na rota da produção científica http://revista.ibict.br/p2p/article/view/5652 <p>Introdução: as Tecnologias Sociais envolve um campo de estudo da Ciência da Informação que busca. Objetivo: analisar a produção científica na área da Tecnologia Social, no período de 2006 a 2020, representada pelos artigos científicos indexados na base de dados referenciais de artigos da Ciência da Informação - Brapci. Metodologia: trata-se de uma pesquisa qualiquantitativa e utiliza a técnica bibliometria e a análise de conteúdo como principais ferramentas metodológicas. Resultados: a produção científica sobre Tecnologia Social apresenta um comportamento relativamente estável nos últimos quinze anos; o ano de 2010 propaga o melhor período de avanço dessa temática. Conclusões: a análise dos artigos de periódicos científicos mostrou que a ‘Tecnologia Social’ possui relação com as áreas multidisciplinares, situado principalmente a questão do atendimento em arquivos, museus e bibliotecas.</p> Marcelo Calderari Miguel, Rogério Zanon da Silveira, Rosa da Penha Ferreira da Costa Copyright (c) 2021 P2P E INOVAÇÃO https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 http://revista.ibict.br/p2p/article/view/5652 Tue, 28 Sep 2021 00:00:00 +0000 Proposta de fonte de informação para empresas de base tecnológica nascidas em universidades federais da região nordeste http://revista.ibict.br/p2p/article/view/5716 <p>As empresas de Base Tecnológica (EBT) são organizações que possuem grande capacidade para modificar a realidade econômica logal e nacional. As universidades do nordeste possuem inúmeras formas para incentivar o surgimento desses empreendimentos, entretanto, não possuem uma fonte para organizar e mediar informações sobre elas para toda a sociedade. Nessse sentido, o objetivo desta pesquisa é propor a constituição de uma fonte de informação, útil para a sociedade em geral, cuja finalidade seja mediar informações sobre às EBT das universidades federais da região nordeste. Trata-se de uma pesquisa descritiva, numa abordagem qualitativa. Percebeu-se que as universidades do nordeste não possuem uma fonte de informação sobre EBT, existindo apenas nos sites oficiais as formas de incentivo, o que dificulta o acesso sobre essas empresas tanto pela sociedade quanto pela própria universidade. Esta proposta pode ser adaptada para quaisquer instituições de ensino superior (IES), sendo necessário, apenas, que se faça o uso de algumas ferramentas oferecidas pelas TIC, como também de softwares específicos.</p> Paulo Ricardo Silva Lima, Luciana Peixoto Santa Rita Copyright (c) 2021 P2P E INOVAÇÃO https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 http://revista.ibict.br/p2p/article/view/5716 Tue, 28 Sep 2021 00:00:00 +0000 Uso da infometria na identificação de clusters e o diagrama multidisciplinar das pesquisas brasileiras sobre inclusão digital na área de educação http://revista.ibict.br/p2p/article/view/5808 <p>O artigo apresenta resultados de uma investigação sobre os fundamentos dos estudos desenvolvidos no Brasil sobre o tema inclusão digital na área de Educação. Apresenta o quadro das leis da bibliometria e o diagrama multidisciplinar das pesquisas sobre inclusão digital na Educação. Traz como objetivos discutir os fundamentos teóricos-conceituais do termo inclusão digital e apresentar alguns dos indicadores (clusters) levantados na pesquisa macro da qual este artigo é uma das partes complementares. O método utilizado é do tipo infométrico desenvolvido no Banco de Teses e Dissertações da CAPES. A coleta de dados foi realizada por meio do formulário infométrico e a análise dos dados a partir do teste sociométrico. Como resultado o artigo indica o quantitativo dos trabalhos científicos (teses e dissertações) sobre inclusão digital na Educação, os principais clusters quanto aos fundamentos teóricos e o diagrama multidisciplinar das pesquisas brasileiras sobre inclusão digital na Educação.</p> Barbara Coelho Neves Copyright (c) 2021 P2P E INOVAÇÃO https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 http://revista.ibict.br/p2p/article/view/5808 Tue, 28 Sep 2021 00:00:00 +0000 Chatbot http://revista.ibict.br/p2p/article/view/5760 <p>O presente artigo tem como objetivo analisar quais são os aspectos positivos e negativos no uso de <em>chatbots</em> em uma Instituição de Ensino Superior privada (IESP) para o atendimento ao corpo discente. Foi observado que após incorporar um <em>chatbot</em> na IESP Y, a acurácia no atendimento ao corpo discente e a candidatos aumentou, o que colaborou para números melhores de retenção discente, e que, uma vez em funcionamento, deixar de usar essa ferramenta seria prejudicial ao negócio. É possível avaliar o quão importante é essa ferramenta em uma organização, pois ela proporciona praticidade e agilidade na execução de processos. A presente pesquisa apresentou limitações quanto a dimensão da amostra, ou seja, a aplicação dos pontos positivos e aprendizado dos pontos negativos, não podem ser estendidos para outras instituições sem que antes sejam feitas novas análises. Este trabalho foi realizado a partir de uma pesquisa de campo que resultou em entrevistas por pautas e análise documental sob o ponto de vista do referencial teórico.</p> Emiliano Carlos Serpa Castor, Adriana Lopes Fernandes, Ana Carolina de Gouvêa Dantas Motta, Rodrigo Batista Garcia, Artemiso Ferreira Lima Copyright (c) 2021 P2P E INOVAÇÃO https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 http://revista.ibict.br/p2p/article/view/5760 Tue, 28 Sep 2021 00:00:00 +0000 A vulnerabilidade do consumidor no uso da comunicação personalizada http://revista.ibict.br/p2p/article/view/5665 <p>Com o advento da globalização mundial e local produziu-se em muitos setores a necessidade de reinventar a forma de ser e agir no campo particular e social, pois a sociedade mudou devido à inserção dos recursos tecnológicos. Neste sentido, surgiu também à necessidade da formulação de leis que venha a garantir a segurança dos indivíduos que utilizam inúmeras redes disponíveis hoje, a Lei 13.709 de 2018 vem para suprir uma lacuna, trazendo mais segurança para os consumidores. O objetivo do estudo é analisar as vulnerabilidades do consumidor no uso da comunicação personalizada. O estudo se configura como sendo uma pesquisa de caráter exploratório e de campo, e abordagem quanti-qualitativa. A pesquisa identificou que dos 61 respondentes 60 concluíram a pesquisa, é importante destacar que o público que responderam o questionário foi entre 19 e 29 anos, totalizando 75%, seguido de pessoas entre 30 e 40 anos totalizando 13,3%. Desses respondentes quanto ao gênero 51,7% correspondem ao gênero masculino quanto ao feminino obteve 46,7% dos entrevistados, esses e outros dados são expressos no estudo de forma contextualizada. Desta forma, pode-se afirmar que a vulnerabilidade do consumidor no uso da comunicação personalizada está altamente ligada a seu comportamento na internet. É fato que a regulamentação é bastante recente e ainda há muito para se construir judicialmente com relação a temas que envolvem a rede, mas como cidadão, o usuário das ferramentas digitais precisa compreender seu papel e se informar sobre como as organizações operam mediante os dados coletados.</p> Klebson Felismino Bernardo, Andressa da Silva Santos, Astério Santos Junior, Letícia de Oliveira Bento Copyright (c) 2021 P2P E INOVAÇÃO https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 http://revista.ibict.br/p2p/article/view/5665 Tue, 28 Sep 2021 00:00:00 +0000 Competências do bibliotecário atuando como gestor na biblioteca escolar http://revista.ibict.br/p2p/article/view/5751 <p>A biblioteca escolar é um espaço fundamental no processo de ensino aprendizagem, responsável em despertar no aluno o gosto pela leitura, para que ele possa adquirir conhecimento e se tornar assim um cidadão autocritico. Esta pesquisa visa mostrar a importância do profissional bibliotecário enquanto gestor de um espaço e o seu papel na formação de novos usuários. Como resultado dessa pesquisa foi observado que outros profissionais com formação em outras áreas atuam nas bibliotecas escolares, fazendo com que assim, a presença do profissional bibliotecário torne-se dispensável. A partir dessa pesquisa pode-se concluir que há uma carência de profissionais bibliotecários no que diz respeito a gestão pública, não existindo nenhum bibliotecário atuando nas escolas municipais, havendo somente professores readaptados a frente das bibliotecas. Isso se revela algo preocupante, pois por não ser o profissional certo para exercer a função, muitas vezes não há o empenho e nem interesse em fazer com que o espaço funcione de maneira correta, fazendo com que não desperte o interesse por parte do aluno e da comunidade escolar.</p> Khadidja de Brito Cartaxo, Antonia Lucineide Francisco de Lima, Lucas Almeida Serafim Copyright (c) 2021 P2P E INOVAÇÃO https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 http://revista.ibict.br/p2p/article/view/5751 Tue, 28 Sep 2021 00:00:00 +0000 Gestão de arquivos escolares http://revista.ibict.br/p2p/article/view/5663 <p>O presente artigo teve por objetivo analisar as possibilidades de gestão de arquivos escolares. Para atender a essa finalidade, inicialmente contextualizou-se a gestão de documentos enquanto teoria e prática, o que permitiu apreender seus instrumentos e subsídios que podem auxiliar na organização dos arquivos escolares. Posteriormente levantou-se as ações de gestão desenvolvidas pelo Estado do Rio de Janeiro, através do Arquivo Público do Estado do Rio de Janeiro; da Secretaria de Estado de Educação do Rio de Janeiro e o que já se encontra enquanto perspectivas no universo específico das escolas, com destaque aos profissionais disponíveis e atuantes que contribuem no seu fazer cotidiano para a gestão desses arquivos. Como resultado infere-se que ainda há uma ausência de práticas de gestão de documentos nas escolas e uma necessidade de aprimorar a gestão dos arquivos escolares, o que se constitui ainda como um desafio a ser enfrentado. Para enfrentar a questão consideramos necessário aproximar as ações de gestão de documentos estaduais já existentes das escolas; sensibilizar os sujeitos das escolas quanto à necessidade de gerirem e preservarem os documentos escolares; pensar estratégias de gestão de documentos que façam sentido no âmbito escolar e sensibilizar as autoridades quanto à necessidade das escolas serem espaços de atuação profissional para os arquivistas.</p> <p>&nbsp;</p> Fernanda da Silva Rodrigues, Priscila Ribeiro Gomes Copyright (c) 2021 P2P E INOVAÇÃO https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 http://revista.ibict.br/p2p/article/view/5663 Tue, 28 Sep 2021 00:00:00 +0000 O acesso à informação http://revista.ibict.br/p2p/article/view/5732 <p style="margin: 0cm; text-align: justify;"><span style="font-size: 10.0pt; font-family: 'Times',serif; color: black;">A informação possui uma dinamicidade que abarca as mais variadas aplicações e funcionalidades, é o elemento de uso para o conhecimento. No que concerne à informação científica, os periódicos científicos eletrônicos têm ampliado a divulgação do conhecimento produzido, facilitando o seu acesso a indivíduos, pesquisadores e a sociedade em geral. Reconhece-se a importância dessas ferramentas nos diversos meios de pesquisa. O estudo buscou analisar o acesso ao periódico Ciência da Informação em Revista no período de abril de 2019 a setembro de 2020, por meio da ferramenta <em>Google Analytics</em>. A metodologia utilizada foi a revisão de literatura com pesquisa exploratória e descritiva, e quanto à coleta de dados, uma abordagem quanti-quali. Os resultados foram apurados por meio de indicadores métricos, como características geográficas, tempo médio de acesso, total de visualizações, canal de origem do acesso ao periódico, entre outros. Tais resultados são relevantes para a gestão administrativa do periódico, visto serem valiosos recursos para o aprimoramento de seu desempenho na busca da excelência, o que possibilita a implementação de planos de ação estratégicos e efetivos para a tomada de decisão.</span></p> Ana Paula Orico Marques Cassé, Marcos Aurélio Gomes, Tarlane Gomes Tenório Sales, Alexandre Nunes da Silva Copyright (c) 2021 P2P E INOVAÇÃO https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 http://revista.ibict.br/p2p/article/view/5732 Tue, 28 Sep 2021 00:00:00 +0000