Relações e aproximações entre competência em informação e inclusão digital

cenários e tendências

Autores

  • Márcio Adriano Costa dos Santos Universidade Federal de Alagoas (UFAL)
  • Guillermina de Melo Terra Universidade Federal do Amazonas, Instituto de Ciências Humanas e Letras.
  • Rosilene Agapito da Silva LLarena Fundação Universidade Federal de Rondônia (UNIR)

DOI:

https://doi.org/10.21728/logeion.2023v10n1.p200-211

Palavras-chave:

Competência em Informação, Inclusão Social, Inclusão Digital, Apropriação da Informação, Exclusão Digital

Resumo

Analisa as relações teóricas e empíricas entre os termos “Competência em Informação” e “Inclusão Digital”; “Competência Informacional” e “Inclusão Digital”; “Competência Crítica em Informação” e “Inclusão Digital”. De natureza básica, bibliográfica, documental, descritiva e análise de conteúdo. Para tanto, utiliza-se o método quali-quantitativo. Como resultado, afirma-se que, o principal desafio da CoInfo na conjuntura atual estar centrado nos processos de exclusão digital sistêmica em escala global, à medida que não há Sociedade da Informação sem consciência cidadã, bem como justiça epistêmica na era digital. Portanto, afirmar-se que, a aquisição de CoInfo vai de encontro a apropriação oportunista dialética dos políticos, que, usam a inclusão digital como algo feito e acabado simplesmente pela doação e instalação de kits de computadores e acesso à internet no Brasil, nos últimos 23 anos de implantação da sociedade da informação.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Márcio Adriano Costa dos Santos, Universidade Federal de Alagoas (UFAL)

    Mestre em Ciência da Informação (2023), pelo Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade Federal de Alagoas (PPGCI-UFAL), Graduação em Biblioteconomia (2011), pela Universidade Federal de Alagoas (UFAL). Possui certificação de excelência acadêmica pela pesquisa desenvolvida sobre Biblioteca Pública e Inclusão social e Inclusão Digital. Atualmente é Membro dos Grupos de Pesquisa em Informação e Comunicação (GRUPIC), da Universidade Federal do Amazonas (UFAM), em Mídias, Tecnologias e História (MITECHIS), da Universidade Federal do Tocantins, do Campus Porto Nacional e do Grupo de Estudos sobre Competência em Informação na Educação Profissional e Tecnológica do Instituto Federal do Ceará (IFCE), do Campus Cedro e, do Fundador e Diretor de Formação e Qualificação do Sindicato dos Bibliotecários do Estado de Alagoas (SINBIBLIO-AL), e Coordenador do Observatório das Bibliotecas em Alagoas (ODB-AL). Tem experiência em Implantação e Implementação de Projetos em Bibliotecas, Institutos, Ongs e Startups. Tem interesse nas áreas de: Competência em Informação; Tecnologias e Disseminação da Informação; Informática Aplicada a Biblioteconomia; Inclusão Digital; Redes Sociais e Tecnologia da Informação em ambientes educacionais. Transformação Digital. Desenvolve trabalhos na área de Responsabilidade Social.

  • Guillermina de Melo Terra, Universidade Federal do Amazonas, Instituto de Ciências Humanas e Letras.

    Pós-doutora em Museologia, pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto (Portugal). Doutora em Museologia, pela mesma Faculdade. Mestre em Sociedade e Cultura na Amazônia, pela Universidade Federal do Amazonas. Especialista em Docência do Ensino Superior, pela Universidade Católica Dom Bosco. Graduada em Biblioteconomia, pela Universidade Federal do Amazonas. Registrada no Conselho de Biblioteconomia - 11ª Região (CRB-11) e no Conselho Regional de Museologia - 1ª Região (COREM-1R). Professora Adjunta da Universidade Federal do Amazonas, pertencente ao Curso de Biblioteconomia. Professora do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação (PPGCI/UFAL), na linha de pesquisa Produção, Mediação e Gestão da Informação. Coordenadora Acadêmica da Faculdade de Informação e Comunicação (FIC). Membro aderente do MINOM-ICOM. Líder do Grupo de Pesquisa em Informação e Comunicação (GRUPIC). Avaliadora externa do Conselho Estadual de Ensino do Amazonas. Parecerista das revistas: RACIn: Revista Analisando em Ciência da Informação e MANDUARISAWA: Revista Discente do Curso de História da Universidade Federal do Amazonas (UFAM), bem como Membro do Comitê Científico da Coleção Arquivologia, Documentação e Ciência da Informação da Appris Editora. Ex-Presidente da Associação de Docentes da Universidade Federal do Amazonas (ADUA). Ex-Presidente da Associação dos Profissionais e Acadêmicos de Biblioteconomia do Amazonas (APABAM). Tesoureira do Conselho Regional de Museologia - 1ª Região (COREM 1R).

  • Rosilene Agapito da Silva LLarena, Fundação Universidade Federal de Rondônia (UNIR)

    Professora Efetiva no curso de Biblioteconomia da Fundação Universidade Federal de Rondônia (UNIR). Foi Professora Visitante do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação e do Curso de Biblioteconomia da Universidade Federal de Alagoas (2020-2022). Pós-Doutora em Ciência da Informação (2019) pelo PPGCI/UFPB. Doutora em Ciência da Informação (2015) com estágio de doutoramento no exterior na Universidade de Zaragoza - Espanha, financiado pela CAPES (2014/2015). Mestre em Ciência da Informação pela UFPB (2012). Especialista em Supervisão Escolar e Orientação Educacional pela UFPB (2002). Graduada em Biblioteconomia pela UFPB (2006) e em Pedagogia pela UFPB (1999). Domina o idioma Espanhol. Estudante da Língua Inglesa e italiana. Experiência na área de Educação nos distintos níveis (Ensino Superior e Educação Infantil e Básica) e modalidades (Educação de Jovens e Adultos, Educação à Distância e Educação do Campo), com vasta experiência como alfabetizadora infantil e de jovens e adultos. Tem experiência com Assessoria e Consultoria Pedagógicas; Formação de Professores e Políticas Públicas Educacionais. Atuou como ministrante nas formações iniciais e continuada do Programa Brasil Alfabetizado do Estado da Paraíba e do município de João Pessoa. Atuou como Coordenadora Excecutiva do Programa Projovem Urbano no Estado da Paraíba e Coordenadora da Educação Infantil em Escolas Particulares. Atuou como Professora substituta da UEPB - Campus III, nos cursos de Pedagogia, História, Geografia e Letras, em que lecionou as disciplinas: Educação e Novas Tecnologias; Filosofia da Educação; Sociologia da Educação; Currículo; Organização do Trabalho da Escola e o Currículo; Oficina de Recursos Didáticos; Processo Didático: Planejamento e Avaliação; Metodologia do Trabalho Científico; Fundamentos e Metodologia do Ensino das Ciências; Fundamentos e Metodologia do Ensino de Geografia; Epistemologia da Educação. Foi professora mediadora à distância do componente Pesquisa e Práticas Pedagógicas na Educação Infantil, no curso de Pedagogia a Distância da UFPB (2011). Atuou como professora temporária no Departamento de Ciência da Informação da UFPB (2015-2017), nos cursos de Biblioteconomia e Arquivologia, em que lecionou as disciplinas: Representação e Análise da informação; Representação Descritiva II; Fundamentos da Biblioteconomia; Ação Cultural em Unidades de Informação; Fontes Gerais da Informação; Produtos e Serviços de Informação Arquivística; Leitura e Produção de Textos. Atuou como professora temporária da UEPB - Campus V, no curso de Arquivologia, atuando nas áreas e Políticas Públicas Arquivísticas; Políticas Públicas de Preservação e Conservação de Acervos Documentais; Práticas em Laboratório em Conservação e Preservação de Acervos Documentais; Memória e Patrimônio Cultural; Gestão da Memória Institucional. Atuou, também, como professora de Pós-Graduação em nível de Especialização, intitulado "Fundamentos da Educação: Práticas Pedagógicas Interdisciplinares", oferecido pela UEPB, lecionando as disciplinas: Sujeito, Cultura e Contemporaneidade; Mídia, Cultura e Imaginário Urbano; e, Identidade e Pluralidade Cultural. É membro pesquisador do Grupo de Pesquisa Aprendizagem, Informação e Conhecimento (GIACO) da UFPB vinculado ao CNPQ e do Observatório de Estudos Interdisciplinares da Informação da UFAL. Avaliadora da revista científica Perspectivas em Gestão e Conhecimento. Experiência como avaliadora em eventos científicos na área da Ciência da Informação (ENANCIB). Autora de artigos científicos, capítulos de livros e livros. Experiência em organização e edição de livros e coletâneas. Escritora e Conferencista. Avaliadora ad hoc dos periódicos científicos: Perspectivas em Gestão & Conhecimento; Ciência da Informação em Revista; Biblionline; Archeion On-line.

Referências

ARAÚJO, Carlos Alberto Ávila. A missão da Ciência da Informação na Era da Pós-Verdade. Informação & Sociedade: Estudos, Campina Grande, v. 30, n. 4, p. 1-19, 2021. Disponível em: https://brapci.inf.br/index.php/res/download/155770. Acesso em: 17 fev. 2022. DOI: https://doi.org/10.22478/ufpb.1809-4783.2020v30n4.57185

ARAÚJO, Vânia Maria Rodrigues Hermes de. A organização espacial da informação científica e tecnológica no Brasil. Ciência da Informação, Brasília, v. 14, n. 1, p. 17-24, jan./jun. 1985.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

BRASIL. Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI). Indicadores Nacionais de CT&I: apresentação. Brasília, 2012a. Disponível em: http://www.mct. gov.br/index.php/content/view/2043.html. Acesso em: 20 jul. 2017.

BRASIL. Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI). Indicadores Nacionais de CT&I: histórico. Brasília, 2012b. Disponível em: http://www.mct.gov.br/index.php/content/view/2044/Historico.html. Acesso em: 20 jul. 2017.

BELLUZZO, Regina Célia Baptista. Competência em informação: das origens às tendências. Inf.&Soc.:Est., João Pessoa-PB, v. 30, n. 4, p.1-28, out./dez. 2020. Disponível em:https://brapci.inf.br/index.php/res/download/155810#:~:text=Pode%2Dse%20dizer%20que%20os,dez.%202020%20permitem%20encontrar%20informa%C3%A7%C3%B5es. Acesso em: 15 abr. 2021.

CÂMARA, Mauro Araujo. TELECENTROS COMO INSTRUMENTO DE INCLUSÃO DIGITAL: Perspectiva Comparada em Minas Gerais, Minas Gerais, BH. 2005. Tese de doutorado – Programa de Pós- Graduação da Escola de Ciência da Informação, Universidade Federal de Minas Gerais, Minas Gerais, 2005. Disponível em: Microsoft Word - 4270FA8C-615A-088E46.doc (ufmg.br).

CASTELLS, Manuel. A sociedade em rede. 6. ed. São Paulo: Paz e Terra, 1999. Disponível em: https://drive.google.com/file/d/0B2vyKSOtK2MkMjdiZTYxZWMtYmMyMy00MjBlLThj YmYtNTBmZDBkZjRiMTYy/view?hl=pt_BR&pli=1. Acesso em: 25 jun. 2006.

CAVALCANTE, Luiz Ricardo. Políticas de Ciência, Tecnologia e Inovação no Brasil: uma análise com base nos indicadores agregados. Rio de Janeiro: Secretaria deAssuntos Estratégicos da Presidência da República, 2009. Disponível em: http://www.ipea.gov.br/portal/images/stories/PDFs/TDs/td_1458.pdf. Acesso em: 31 jul. 2017.

CUBILLOS, Diana Alexandra Vargas Cubillos; SILVA, Alberth Sant’Ana Costa da Silva. Inclusão digital: sistema de engrenagens. Liinc em Revista, v. 5, n. 1, 2009. Disponível em: Microsoft Word - 03.doc (brapci.inf.br). Acesso em: 15 mai. 2021. DOI: https://doi.org/10.18617/liinc.v5i1.295

COLE, Stephen; COLE, Jonathan R. Visibility and the structural bases of awareness of scientific research. American Sociological Review, [S. l.], v. 33, n. 3, p. 397-413, 1968. DOI: https://doi.org/10.2307/2091914

CONSELHO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO (CNPq). Programas. 2017. Disponível em: http://cnpq.br/#void. Acesso em: 13 jul. 2017.

COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR(Capes). Portal de Periódicos. 2017a. Disponível em: http://www.periodicos. capes.gov.br. Acesso em: 26 jul. 2017a.

COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR(Capes). Prêmio Capes Teses. 2017b. Disponível em: http://www.capes.gov.br/ premiocapesdetese. Acesso em: 26 jul. 2017b.

COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR(Capes). Sobre a avaliação. 2017c. Disponível em: http://capes.gov.br/avaliacao/sobre-a-avaliacao. Acesso em: 27 jul. 2017c.

DIAS, Rafael de Brito. O que é a política científica e tecnológica. Sociologias, Porto Alegre, v. 13, n. 28, p. 316-344, set./dez. 2011. DOI: https://doi.org/10.1590/S1517-45222011000300011

DEMO, Pedro. Metodologia científica em ciências sociais. 3. ed. rer. ampl. São Paulo: Atlas, 1995.

GIL, Antonio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6.ed. São Paulo: Atlas, 2008. Disponível em: Metodos_e_Tecnicas_de_Pesquisa_Social_An.pd. Acesso em: 25 ago. 2021.

LLARENA, Rosilene Agapito da Silva. Gestão do Conhecimento na Rede do ProJovem Urbano: modelo baseado nas políticas públicas, João Pessoa, 2015. 327 f. Tese de doutorado - Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação, Universidade Federal da Paraíba, 2015. João Pessoa, Paraíba, 2015. Disponível em: arquivototal.pdf (ufpb.br). Acesso em: 26 abr. 2021.

MACHADO, Alaine Maria Ferreira; SANTOS, Tereza Cristina Melo dos; ARAÚJO, Ronaldo Ferreira de. Inclusão digital e competência informacional no contexto da alfabetização em séries INICIAIS. Ci. Inf. Rev., Maceió, v. 1, n.2, p. 32-41, maio/ago. 2014. Disponível em: Inclusão Digital e Competência Informacional no Contexto da Alfabetização em Séries Iniciais | Ciência da Informação em Revista (ufal.br). Acesso em: 02 jun. 2021.

MARCONI, Marina de Andrade.; LAKATOS, Eva Maria. Fundamentos de metodologia científica. São Paulo: Atlas, 2003.

MARQUES, Francisco Paulo Jamil Almeida. Democracia online e o problema da exclusão digital. Intexto, Porto Alegre, UFRGS, n. 30, p. 93-113, jul. 2014. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/intexto/article/view/41269/30388. Acesso em: 29 jun. 2021.

MORÁN-REYES, Ariel Antonio. Existe uma biblioteconomia da nossa américa? os problemas de “identidade de exclusão” e “saber de inclusão”. Rio de Janeiro-RJ. Logeion: filosofia da informação, v. 8, p. 4-26, 2021. DOI: 10.21728/logeion.2021v8n1.p4-26. Acesso em: 01 fev. 2022. DOI: https://doi.org/10.21728/logeion.2021v8n1.p4-26

RELATÓRIO DA UNIÃO INTERNACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES. In: Measuring digital development: Facts and figures 2021. Disponível em: https://www.itu.int/en/ITU-D/Statistics/Documents/facts/FactsFigures2021.pdf. Acesso em: 01 mar. 2021.

RIGHETTO, Guilherme Goulart.; CUNHA, Miriam FigueiredoVieira da; VITORINO, E lizete Vieira. O papel social do bibliotecário voltado às pessoas trans: aproximações teóricas. Porto Alegre-RS. Em Questão, v. 25, n. 1, p. 212-238, 2018. DOI: 10.19132/1808-5245251.212-238. Acesso em: 01 fev. 2022. DOI: https://doi.org/10.19132/1808-5245251.212-238

RIGHETTO, Guilherme Goulart; VITORINO, Elizete Vieira. A competência em informação como movimento de inovação social. Investigación Bibliotecológica, vol. 34, núm. 82, enero/marzo, 2020, México, pp. 29-52. Disponível em: <https://www.scielo.org.mx/pdf/ib/v34n82/2448-8321-ib-34-82-29.pdf >. Acesso em: 21 abr. 2021. DOI: https://doi.org/10.22201/iibi.24488321xe.2020.82.58080

SANTOS, Milton. Técnica, espaço, tempo: globalização e meio técnico-científico-informacional. São Paulo: Hucitec, 1998. Disponível em: (67) Milton Santos: Técnica espaço tempo -Globalização e meio técnico- científico-informacional | Pauloka 10 - Academia.edu. Acesso e: 23 abr. 2023.

Downloads

Publicado

30/08/2023

Edição

Seção

Artigos

Como Citar

Relações e aproximações entre competência em informação e inclusão digital: cenários e tendências. Logeion: Filosofia da Informação, Rio de Janeiro, RJ, v. 10, n. 1, p. 200–211, 2023. DOI: 10.21728/logeion.2023v10n1.p200-211. Disponível em: https://revista.ibict.br/fiinf/article/view/6334.. Acesso em: 16 jun. 2024.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)