O interesse sobre fake news pela ciência da informação

uma análise dos artigos científicos indexados na Brapci

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21728/logeion.2023v10nesp2e-6659

Palavras-chave:

Comunicação científica, Fake news, Conceito

Resumo

É recente a evocação do termo de “fake news” em comunicações científicas da comunidade acadêmica brasileira inscrita na grande área de Ciências Sociais Aplicadas. Este artigo objetiva identificar a presença do conceito “fake news” em artigos científicos no domínio da grande área das Ciências Sociais Aplicadas por meio de levantamento na Base de Dados em Ciência da Informação. Metodologicamente, a pesquisa é exploratória com abordagem quantitativa e qualitativa, em que a perspectiva cientométrica foi utilizada para representação dos resultados. Apresenta discussões que reforçam o entendimento do papel da comunicação científica para a consolidação de conceitos que visam refletir demandas presentes na sociedade. Considera positivo o aspecto exploratório das discussões para estudos que podem oferecer contribuições no campo dos estudos métricos, da Biblioteconomia e da Ciência da Informação, no intuito de entender a práxis de elaboração conceitual presente em uma comunidade científica circunscrita.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Willian Lima Melo, Universidade Federal de Alagoas

    Doutor em Ciência da Informação pela Universidade Federal de Pernambuco. Professor do curso de Biblioteconomia e do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade Federal de Alagoas.

     

  • Marcos Aparecido Rodrigues do Prado, Universidade Federal de Alagoas

    Doutor em Ciência da Informação pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Professor do curso de Biblioteconomia e do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade Federal de Alagoas.

  • Taynara Cristina da Silva, Universidade Federal de Alagoas

    Graduação em Biblioteconomia pela Universidade Federal de Alagoas.

Referências

ALBAGLI, S.; CLINIO, A.; RAYCHTOCK, S. Ciência aberta: correntes interpretativas e tipos de ação. Liinc em revista, v. 10, n. 2, 2014. Disponível em: DOI: 10.18617/liinc.v10i2.749. Acesso em: 30 mar. 2023.

APARICI, R.; GARCÍA-MARÍN, D. (org.). La posverdad: una cartografía de los medios, las redes y la política. Barcelona: Gedisa, 2020.

ARAÚJO, C. A. A. Infodemia, desinformação, pós-verdade: o desafio de conceituar os fenômenos envolvidos com os novos regimes de informação. IRIE: International Review of Information Ethics, Edmonton, v. 30, p. 1-10, Jan./Dec. 2021.

ARAÚJO, C. A. A. O fenômeno da pós-verdade: uma revisão de literatura sobre suas causas, características e consequências. Alceu: Revista de Comunicação, Cultura e Política, Rio de Janeiro, V. 20, n. 41, p. 35-48, jul./set. 2020.

ARGEMÍ, M. Hábitos de la gente desinformada: cómo informarse y tomar decisiones en las redes sociales. Barcelona: Conecta, 2019.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. 4 ed. Lisboa: Edições 70, 2008.

BARROS, J. D’A. Os conceitos: seus usos nas ciências humanas. Petrópolis: Vozes, 2016.

BECHARA, E. Infodemia. [Rio de Janeiro]: Academia Brasileira de Letras, 2020. Disponível em: https://www.academia.org.br/artigos/infodemia. Acesso em: 16 ago. 2023.

BECKER, B.; GOES, F. M. A. FAKE NEWS: uma definição possível entre a reflexão crítica e a experiência jornalística. Revista Latino-americana de Jornalismo, João Pessoa, v. 7, n. 1, p. 34-53, jan./jun. 2020.

BORGES JUNIOR, E. O que é a pós-verdade?: elementos para uma crítica do conceito. Brazilian Journalism Research: journalism theory, research and critiscism, Brasília, v. 15, n. 3, p. 524-545, dez. 2019.

BUCCI, E. Pós-política e corrosão da verdade. Revista USP, São Paulo, n. 116, p. 19-30, jan./mar. 2018.

BUENO, W. C. Comunicação cientifica e divulgação científica: aproximações e rupturas conceituais. Informação & Informação, Londrina, v. 15, n. 1, p. 1–12, 2010. Disponível em; https://doi.org/10.5433/1981-8920.2010v15n1espp1. Acesso em: 13 jul. 2023.

BUFREM, L. S. et al. Modelizando práticas para a socialização de informações: a construção de saberes no ensino superior. Perspectivas em Ciência da Informação, v. 15, n. 2, 2010. Disponível em: http://portaldeperiodicos.eci.ufmg.br/index.php/pci/article/view/1069. Acesso em: 13 mai. 2023.

BUFREM, L. S.; ALVES, E. C. A dinâmica da pesquisa em ciência da informação. João Pessoa: Editora UFPB, 2020.

CARIBÉ, R. C. V. Comunicação científica: reflexões sobre o conceito. Informação & Sociedade: Estudos, v. 25, n. 3, p. 89-104, 2015. Disponível em: http://hdl.handle.net/20.500.11959/BRAPCI/93078. Acesso em: 15 jul. 2023.

COELHO NETTO, J. T. Dicionário crítico de política cultural. São Paulo: Iluminuras, 1997.

CRUZ; L. de M.; GOMINHO, L. B. F. O poder da informação e a alienação: o impacto social do avanço tecnológico sobre a sociedade. Revista Jurídica Facesf, Belém do São Francisco, v. 2, n. 2, jul./dez. 2020.

GABELAS, J. A.; MARTA-LAZO, C. Los influencers, oráculos del liderazgo, chamanes en las redes sociales. In: APARICI, R.; GARCÍA-MARÍN, D. (Coord). La posverdad: una cartografía de los medios, las redes y la política. Barcelona: Gedisa, 2020. Cap. 5, p. 83-95.

GARCIA, L. P.; DUARTE, E. Infodemia: excesso de quantidade em detrimento da qualidade das informações sobre a COVID-19. Epidemiologia e Serviços de Saúde, Brasília, v. 29, n. 4, p.1-2, out./dez. 2020.

GIDDENS, A.; SUTTON, P. W. Conceitos essenciais da sociologia. 2 ed. São Paulo: Editora UNESP, 2017.

KALIL, I.; SANTINI, R. M. Coronavírus, pandemia, infodemia e política. São Paulo: FESPSP; Rio de Janeiro: UFRJ, 2020. Relatório de pesquisa. Disponível em: https://www.fespsp.org.br/store/file_source/FESPSP/Documentos/Coronavirus-e-infodemia.pdf. Acesso em: 16 ago. 2023.

KÖCHE, J. C. Fundamentos de metodologia científica: teoria da ciência e iniciação à pesquisa. 34 ed. Petrópolis: Vozes, 2015.

KUHN, T. S. A estrutura das revoluções científicas. São Paulo: Perspectiva, 2009.

LAVILLE, C.; DIONNE, J. A construção do saber: manual de metodologia da pesquisa em ciências humanas. Porto Alegre: Artmed; Belo Horizonte: Ed. da UFMG, 1999.

LISBOA, A. V. Era da desinformação: infodemia, rejeição do conhecimento científico e seus efeitos na saúde. In: FIGUEIRÊDO, Alessandra Aniceto Ferreira de; LOPES, Rafael Oliveira Pitta. Conhecimento e infodemia na era da (des)informação: uma experiência dialógica do cuidado em saúde por meio das TICS na pandemia de COVID-19. Porto Alegre: Fi, 2021. Cap. 3, p. 56-76.

MARCUSCHI, L. A. Produção textual, análise de gêneros e compreensão. São Paulo: Parábola Editorial, 2008.

McGARRY, K. O contexto dinâmico da informação. Brasília: Briquet de Lemos/Livros, 1999.

MEADOWS, A. J. A comunicação científica. Brasília: Briquet de Lemos Livros, 1999.

MERLEAU-PONTY, M. Fenomenologia da percepção. 4. ed. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2011. (Biblioteca do pensamento moderno).

MIRANDA, D. B.; PEREIRA, M. N. F. O periódico científico como veículo de comunicação: uma revisão de literatura. Ciência da Informação, v. 25, n. 3, 1996. DOI: 10.18225/ci.inf..v25i3.636 Acesso em: 23 jul. 2023.

PRADO, M. A. R. do. Acolhimento e receptividade pela mediação da informação. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação, São Paulo, v. 19, p. 1-36, jan./dez. 2023.

SANTAELLA, L. A pós-verdade é verdadeira ou falsa? Barueri: Estação das Letras e Cores, 2018.

SIEBERT, S.; PEREIRA, I. V. A pós-verdade como acontecimento discursivo. Linguagem em (Dis)curso, Tubarão, v. 20, n. 2, p. 239-249, maio/ago. 2020.

TARGINO, M. D. G. Comunicação científica: uma revisão de seus elementos básicos. Informação & Sociedade: Estudos, v. 10 n.2 2000, n. 2, 2000. Disponível em: http://hdl.handle.net/20.500.11959/BRAPCI/92195. Acesso em: 15 jul. 2023.

VELHO, L. Conceitos de Ciência e a Política Científica, Tecnológica e de Inovação. Sociologias, v. 13, n. 26, p. 128-153, 2011. Disponível em: https://www.scielo.br/j/soc/a/q5SC5wGHhpGpzL86NZyDgDS/?lang=pt. Acesso em: 21 ago. 2022.

WILKE, V. C. L. No tempo das fake news e da pós-verdade: política, democracia e literacia midiática. In: PEREIRA, Sara (Ed.). Literacia, media e cidadania: livro de atas do 5.º congresso. Braga: CECS, 2019. p. 381-398.

Downloads

Publicado

06/03/2024

Como Citar

O interesse sobre fake news pela ciência da informação: uma análise dos artigos científicos indexados na Brapci. Logeion: Filosofia da Informação, Rio de Janeiro, RJ, v. 10, n. 2, p. e-6659, 2024. DOI: 10.21728/logeion.2023v10nesp2e-6659. Disponível em: https://revista.ibict.br/fiinf/article/view/6659.. Acesso em: 15 jul. 2024.