Ouvidoria

gestão pública dialógica

Autores

  • José Antonio Callegari Universidade Federal Fluminense

DOI:

https://doi.org/10.21728/logeion.2023v10nesp1.p17-32

Palavras-chave:

gestão pública dialógica

Resumo

.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • José Antonio Callegari, Universidade Federal Fluminense

    Professor adjunto da Universidade Federal Fluminense - Departamento de Direito de Macaé e analista judiciário - Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região. Graduação em Direito pela Universidade Federal Fluminense (2000), mestrado em Ciências Jurídicas e Sociais pela Universidade Federal Fluminense (2013) e doutorado em Ciências Jurídicas e Sociais pela Universidade Federal Fluminense (2018).

Referências

CARDOSO, Antonio Semeraro Rito. A ouvidoria como instrumento de mudança. In: LYRA, Rubens Pinto. Do tribuno da plebe ao ouvidor público: estudos sobre os defensores da cidadania. Paraíba: Editora Universitária da UFPB, 2011.

CARDOSO, F. H. Reforma do Estado. In: PEREIRA, Luiz Carlos Bresser; SPINK, Peter Kevin. (org.). Reforma do Estado e administração pública gerencial. Tradução Carolina Andrade. 7. ed. Rio de Janeiro: FGV, 2006.

CASTELLS, M. A sociedade em rede. Tradução: Roneide Venancio Majer. São Paulo: Paz e Terra, 1999.

HABERMAS, J. 2003. Mudança estrutural da esfera pública: investigações quanto a uma categoria da sociedade burguesa. Tradução: Flávio R. Kothe. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 2003.

HABERMAS, J. Consciência moral e agir comunicativo. Tradução: Guido A. de Almeida. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 2003.

KANT, I. Crítica da Razão Prática. Tradução: Artur Morão. Lisboa: Edições 70, 2001.

KUHN, S. T. A estrutura das revoluções cientificas. Tradução: Beatriz Vianna Boeira & Nelson Boeira. São Paulo: Editora Perspectiva, 2010.

LUHMANN, Niklas. Introdução à teoria dos sistemas. Tradução: Ana Cristina Arantes Nasser. Rio de Janeiro: Vozes, 2009.

LYRA, Rubens Pinto. A ouvidoria e a questão da autonomia. In: LYRA, Rubens Pinto. Do tribuno da plebe ao ouvidor público: estudos sobre os defensores da cidadania. Paraíba: Editora Universitária da UFPB, 2011.

LYRA, Rubens Pinto. Ministério Público e Ouvidorias: análise comparativa. In: LYRA, Rubens Pinto. Do tribuno da plebe ao ouvidor público: estudos sobre os defensores da cidadania. Paraíba: Editora Universitária da UFPB, 2011.

MELLO, Isabele de Matos P. de. Administração, justiça e poder: os Ouvidores Gerais e suas correições na cidade do Rio de Janeiro (1624-1696). 2009. Dissertação (Mestrado em Sociologia e Direito) – UFF, 2009.

MELLO, Marcelo Pereira de. A perspectiva sistêmica na sociologia do direito: Luhmann e Teubner. Tempo soc. v. 18, n. 1, p. 351-373, 2006. DOI: https://doi.org/10.1590/S0103-20702006000100018

MELLO, Marcelo Pereira de. Imigração e fluência cultural: dispositivos cognitivos da comunicação entre culturas legais. Curitiba: Juruá, 2012.

MISSE, Daniel Ganem. A consolidação das agências reguladoras no Brasil. 2008. Dissertação (Mestrado em Sociologia e Direito) – UFF, 2008.

NATÓ, Alejandro. La defensoría del pueblo como institución mediadora de conflitos comunicaciones y sociales. In: LYRA, Rubens Pinto. Do tribuno da plebe ao ouvidor público: estudos sobre os defensores da cidadania. Paraíba: Editora Universitária da UFPB, 2012.

Neuenschwander, Juliana Magalhães. Paradoxos da Democracia: A Soberania dos Direitos Humanos. Revista Latino-Americana de Estudos Constitucionais, v. 6, p. 485-499, 2005. Acesso em: 27 fev. 2013.

PAULA, Ana Paula Paes de. Por uma nova gestão pública: limites e potencialidades da experiência contemporânea. Rio de Janeiro: FGV, 2005.

PEREIRA, Luiz Carlos Bresser. A crise da América Latina: Consenso de Washington ou crise fiscal? Aula magna no XVIII Encontro Nacional de Economia da Associação Nacional de Centos de Pós-Graduação em Economia (Anpec) proferida em Brasília em 4 de dezembro de 1990.

PEREIRA, Luiz Carlos Bresser. Construindo o Estado republicano: democracia e reforma da gestão pública. Tradução Maria Cristina Godoy. Rio de Janeiro: FGV, 2009.

PEREIRA, Luiz Carlos Bresser. Da administração pública burocrática à gerencial. In: PEREIRA, Luiz Carlos Bresser; SPINK, Peter Kevin. (org.) Reforma do Estado e administração pública gerencial. Tradução Carolina Andrade. 7. ed. Rio de Janeiro: FGV, 2006.

PEREIRA, Luiz Carlos Bresser. Gestão do setor público: estratégia e estrutura para um novo estado. In: PEREIRA, Luiz Carlos Bresser; SPINK, Peter Kevin. (org.) Reforma do Estado e administração pública gerencial. Tradução Carolina Andrade. 7. ed. Rio de Janeiro: FGV, 2006.

PÓ, Marcos Vinicius; ABRUCIO, Fernando Luiz. Desenho e funcionamento dos mecanismos de controle e accountability das agências reguladoras brasileiras: semelhanças e diferenças. Rev. Adm. Pública. v. 40, n. 4, p. 679-698, 2006. DOI: https://doi.org/10.1590/S0034-76122006000400009

REESE-SHÄFER, Walter. Compreender Habermas. Tradução Vilmar Schneider. Rio de Janeiro: Vozes, 2010.

STAMFORD, A. Decisão judicial: dogmatismo e empirismo. Curitiba: Juruá, 2000.

VELOSO, Fernando A.; VILLELA, André; GIAMBIAGI, Fabio. Determinantes do “milagre econômico” brasileiro (1968-1973): uma análise empírica. Revista Brasileira de Economia. v. 62, n. 2, p. 221-246, 2008. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0034-71402008000200006. Acesso em: 05 out. 2023. DOI: https://doi.org/10.1590/S0034-71402008000200006

WEBER, M. A ética protestante e o “espírito” do capitalismo. Tradução: José Marcos Mariani de Macedo. São Paulo: Companhia das Letras, 2004.

WEBER, M. Metodologia das ciências sociais: parte 2. Campinas: Editora Unicamp, 1995.

WEBER, M. Parlamentarismo e governo numa Alemanha reconstruída. São Paulo: Abril Cultural, 1985.

ZENONE, Luiz Claudio. Princípios de um bom atendimento. In: LAS CASAS, Andre Luzzi . Excelência em atendimento ao cliente: atendimento e serviço ao cliente como fator estratégico e diferencial competitivo. São Paulo: M. Books do Brasil, 2012.

LEGISLAÇÃO

BRASIL, Estados Unidos do. Constituição dos Estados Unidos do Brasil (de 18 de setembro de 1946).

BRASIL, República Federativa do. Código Civil.

BRASIL, República Federativa do. Código de Processo Civil.

BRASIL, República Federativa do. Constituição da República Federativa do Brasil de 1967.

BRASIL, República Federativa do. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988.

BRASIL, República Federativa do. Decreto – Lei 200 de 1967.

BRASIL. Estados Unidos do. Constituição da República dos Estados Unidos do Brasil (de 24 de fevereiro de 1891).

BRASIL. Estados Unidos do. Constituição da República dos Estados Unidos do Brasil (de 16 de julho de 1934).

BRASIL. Estados Unidos do. Constituição da República dos Estados Unidos do Brasil (de 10 de novembro de 1937).

BRAZIL, Império do. Constituição Política do Império do Brazil (de 25 de março de 1824).

CORREGEDORIA DO CNJ. Regulamento Geral da Corregedoria Nacional de Justiça. Conselho Nacional de Justiça. Resolução 103 de 2010.

Downloads

Publicado

05/10/2023

Como Citar

Ouvidoria : gestão pública dialógica . Logeion: Filosofia da Informação, Rio de Janeiro, RJ, v. 10, n. esp5, p. 17–32, 2023. DOI: 10.21728/logeion.2023v10nesp1.p17-32. Disponível em: https://revista.ibict.br/fiinf/article/view/6720.. Acesso em: 14 jul. 2024.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>