POLÍTICAS DE INOVAÇÃO DAS ICTS PARAENSES

uma análise à luz da legislação

Autores

  • Romero Carrilho Felix Júnior Universidade Federal do Oeste do Pará https://orcid.org/0000-0001-8945-6335
  • Celson Pantoja Lima Universidade Federal do Oeste do Pará - Ufopa
  • Antônio do Socorro Ferreira Pinheiro Universidade Federal do Oeste do Pará - Ufopa

DOI:

https://doi.org/10.21728/p2p.2024v10n2e-7018

Palavras-chave:

relação universidade empresa, tripla hélice, Pará, Amazônia

Resumo

As Políticas de Inovação devem versar sobre a organização e a gestão dos processos que orientam a transferência de tecnologia e a geração de inovação no ambiente produtivo em consonância com as prioridades da política nacional de ciência, tecnologia e inovação. O objetivo deste artigo é analisar as Políticas de Inovação das Instituições Científicas e Tecnológicas (ICTs) que estão vinculadas à Rede Federal de Ensino e sediadas no Estado do Pará, tendo por base a legislação vigente, bem como as diretrizes e objetivos para sua elaboração, conforme estabelecido pelo Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC). A metodologia da pesquisa consistiu na revisão da literatura sobre o papel das ICTs, dos Núcleos de Inovação Tecnológica (NITs) e suas políticas de inovação, bem como na análise documental dos regulamentos instituídos no âmbito de cada ICT analisada. Os resultados apontam que, de forma geral, as ICTs buscaram adequar os seus regulamentos internos, com base nas inovações legislativas, no entanto, os documentos necessitam de revisão e adequação. Por isso, o presente estudo, contribuirá para o amadurecimento institucional dos NITs.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Romero Carrilho Felix Júnior, Universidade Federal do Oeste do Pará

    Mestre em Propriedade Intelectual e Inovação Tecnológica - PROFNIT, na Universidade Federal do Oeste do Pará - Ufopa; Pós-graduado em Direitos Humanos e Políticas Públicas pela Ufopa; Graduado em Direito pelo Centro Universitário Luterano de Santarém (CEULS/ULBRA)

  • Celson Pantoja Lima, Universidade Federal do Oeste do Pará - Ufopa

    Doutorado em Engenharia Electrotécnica e Computadores pela Universidade Nova de Lisboa (2001); Mestrado em Engenharia Mecânica pela Universidade Federal de Santa Catarina (1994); Graduado em Ciências da Computação pela Universidade Federal de Santa Catarina (1986). Atualmente é Professor Associado do programa de Computação da Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa). Diretor da Agência de Inovação Tecnológica AIT/Ufopa.

  • Antônio do Socorro Ferreira Pinheiro, Universidade Federal do Oeste do Pará - Ufopa

    Bacharel em Direito pela Universidade Federal do Pará - 2002 | Mestre em Direito do Estado pela Universidade da Amazônia - 2008 | Doutor em Biodiversidade / Biotecnologia. Linha de pesquisa - Aprimoramento dos marcos regulatórios referentes ao acesso e uso sustentável da biodiversidade e propriedade intelectual. Bionorte MPEG/UFPA/UFAM, 2016. Professor na Universidade Federal do Oeste do Pará, Instituto de Ciências e Tecnologias das Águas, e no Programa de Pós-graduação em Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia para a Inovação - PROFNIT/UFOPA.

Referências

BRASIL. Decreto nº 10.534, de 28 de outubro de 2020. Institui a Política Nacional de Inovação e dispõe sobre a sua governança. Diário Oficial da União: Seção 1, Brasília, DF, p. 5, 29 out. 2020. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2019-2022/2020/decreto/d10534.htm. Acesso em: 29 mar. 2024.

BRASIL. Decreto nº 9.283, de 7 de fevereiro de 2018. Estabelece medidas de incentivo à inovação e à pesquisa científica e tecnológica no ambiente produtivo e dá outras providências. Diário Oficial da União: Seção 1, Brasília, DF, n. 28, p. 10, 8 fev. 2018. Disponível em: https://pesquisa.in.gov.br/imprensa/jsp/visualiza/index.jsp?data=08/02/2018&jornal=515&pagina=10&totalArquivos=180. Acesso em: 29 mar. 2024.

BRASIL. Emenda Constitucional nº 85, de 26 de fevereiro de 2015. Altera e adiciona dispositivos na Constituição Federal para atualizar o tratamento das atividades de C,T&I. Diário Oficial da União: Seção 1, Brasília, DF, n. 39, p. 4, 27 fev. 2015. Disponível em: https://pesquisa.in.gov.br/imprensa/jsp/visualiza/index.jsp?data=27/02/2015&jornal=1&pagina=4&totalArquivos=216. Acesso em: 29 mar. 2024.

BRASIL. Lei nº 10.973, de 2 de dezembro de 2004. Dispõe sobre incentivos à inovação e à pesquisa científica e tecnológica no ambiente produtivo. Diário Oficial da União: Seção 1, Brasília, DF, n. 235p. 2, 13 dez. 2004. Disponível em: https://pesquisa.in.gov.br/imprensa/jsp/visualiza/index.jsp?jornal=1&pagina=2&data=08/12/2004. Acesso em: 29 mar. 2024.

BRASIL. Lei nº 13.243, de 11 de janeiro de 2016. Dispõe sobre estímulos ao desenvolvimento científico, à pesquisa, à capacitação científica e tecnológica e à inovação. Diário Oficial da União: Seção 1, Brasília, DF, Ano CLIII, n. 7, p. 1, 12 jan. 2016. Disponível em: https://pesquisa.in.gov.br/imprensa/jsp/visualiza/index.jsp?jornal=1&pagina=1&data=12/01/2016. Acesso em: 29 mar. 2024.

BRASIL. Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação. Guia de orientação para a elaboração da política de inovação nas ICTs. Brasília, DF: MCTI, 2019.

ETZKOWITZ, H.; LEYDESDORFF, L. The Triple Helix--University-in dustry-government relations: A laboratory for knowledge based economic development. EASST review, Rochester, NY, v. 14, n. 1, p. 14-19, 1998.

ETZKOWITZ, H; LEYDESDORFF, L. The dynamics of innovation: from national systems and “Mode 2” to a Triple Helix of university-industry-government relations. Research Policy, [S. l.], v. 29, p. 109-123, 2000. DOI: https://doi.org/10.1016/S0048-7333(99)00055-4

ETZKOWITZ, H; LEYDESDORFF, L. Universities and the global knowledge economy: a triple helix of university-industry-government relations. Amsterdam: University of Amsterdam, 1995.

FONSECA, L.; NIETH, L. The role of universities in regional development strategies: A comparison across actors and policy stages. European Urban and Regional Studies, v. 28, n. 3, p. 298-315, 2021. Doi: https://doi.org/10.1177/096977642199974 DOI: https://doi.org/10.1177/0969776421999743

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PARÁ. Resolução nº 128/2019 CONSUP de 18 jul. de 2019. Aprova a Política de Inovação do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará (IFPA), dispõe sobre os direitos de propriedade intelectual resultantes do IFPA e dá outras providências. Brasília, DF: Ministério da Educação, 2019. Disponível em: https://paragominas.ifpa.edu.br/extensao/inovacao/245-resoluc-a-o-n-128-2019-consup-ifpa-poli-tica-de-inovac-a-o/file. Acesso em: 30 mar. 2024.

LAKATOS, E. M. Fundamentos de metodologia científica. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2003.

LOTUFO, R. A. A. Institucionalização de Núcleos de Inovação Tecnológica e a Experiência da Inova Unicamp. In: SANTOS, M. E. R. dos; TOLEDO, P. T. M.; LOTUFO, R. A. (org.) Transferência de tecnologia: estratégias para a estruturação e gestão de núcleos de inovação tecnológica. Campinas: Komedi, 2009. p. 41-74.

MOWERY, D. C.; SAMPAT, B. N. Universities in national innovation systems. In: FAGERBERG, J. E.; MOWERY, D. C.; NELSON, R. R. (ed.). The Oxford handbook of innovation. New York: Oxford University Press, 2006. p. 209-239. DOI: https://doi.org/10.1093/oxfordhb/9780199286805.003.0008

ORTIZ, R. M. A Constitucionalização da Inovação Tecnológica: Análise da EC nº 85/2015 a partir do contexto inovador nacional. Revista da AGU, Brasília, DF, v. 20, n. 1, p. 287-308, jan./mar. 2021. Disponível em: https://web.archive.org/web/20220117085641id_/https://seer.agu.gov.br/index.php/AGU/article/download/2407/2243. Acesso em: 10 abr. 2024. DOI: https://doi.org/10.25109/2525-328X.v.20.n.01.2021.2407

PIRES, E. A.; QUINTELLA, C. M. A. T. Política de Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia nas Universidades: uma perspectiva do NIT da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia. Holos, Natal, v. 6, n. 31, p. 178-195, 2015. DOI: https://doi.org/10.15628/holos.2015.3600

RAUEN, C. V. O Novo Marco Legal da Inovação no Brasil: o que muda na Relação ICT-Empresa? Radar, [S. l.], v. 43, p.21-35, 2016. Disponível em: http://repositorio.ipea.gov.br/bitstream/11058/6051/1/Radar_n43_novo.pdf. Acesso em: 30 mar. 2024.

REICHERT, S. The role of universities in regional innovation ecosystems. Brussels: European University Association (EUA), 2019. Disponível em: https://eua.eu/downloads/publications/eua%20innovation%20ecosystem%20report.pdf. Acesso em: 30 mar. 2024.

SCHAEFFER, P. R.; FISCHER, B.; QUEIROZ, S. Beyond education: the role of research universities in innovation ecosystems. Foresight and STI Governance (nº 3/2015). National Research University Higher School of Economics, [S. l.], v. 12, n. 2, p. 50-61, 2018. DOI: https://doi.org/10.17323/2500-2597.2018.2.50.61

UCHÔA, S. B. B.; UCHÔA, B. B. Avanços Trazidos pela Lei n. 13.243/2016 e pela Emenda Constitucional 85 para Incentivar a Inovação nas Universidades Federais. Cadernos de Prospecção, Salvador, v. 11, n. 5, p. 1227-1238, dez. 2018. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/nit/article/view/21846. Acesso em: 10 abr. 2024. DOI: https://doi.org/10.9771/cp.v12i5.21846

UNIÃO EUROPEIA. The European’s Union H2020 research and innovation programme under grant agreement n. 72229. The Role of Universities in Innovation and Regional Development. 2021. Disponível em: https://cordis.europa.eu/project/id/722295. Acesso em: 30 mar. 2024.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DO PARÁ. Resolução nº 307, de 14 de outubro de 2019 – CONSEPE. Institui a Política de Inovação da Ufopa. Santarém: Ufopa, 2019. Disponível em: https://www.ufopa.edu.br/media/file/site/ait/documentos/2020/6b5c6f20d5f648c1cf3863843ea9c19e.pdf. Acesso em: 30 mar. 2024.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ. Resolução nº 734, de 17 de dezembro de 2014 – CONSUN. Institui a Política de Inovação Tecnológica para a Universidade Federal do Pará e dá outras providências. Belém – PA: UFPA, 2014. Disponível em: https://sege.ufpa.br/boletim_interno/downloads/resolucoes/consun/2014/734%20Pol%C3%ADtica%20de%20Inova%C3%A7%C3%A3o%20Tecnol%C3%B3gica%20-%20RESERVADA.pdf. Acesso em: 28 mar. 2024.

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DA AMAZÔNIA. Resolução nº 570, de 28 de julho de 2020 - CONSEPE. Estabelece as Diretrizes da Política Institucional de Inovação, Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia da Universidade Federal Rural da Amazônia – UFRA, e Regulamenta os Direitos e Obrigações Relativas a Propriedade Intelectual, que será regida de acordo com o disposto na Constituição Federal, artigos 218 e 219, na Lei 8.666/93 (Lei De Licitações), Lei 9.279/96 (Lei de Propriedade Industrial), Lei 9.609/98 (Programa de Computador), Lei 9.610/98 (Lei de Direito Autoral), Lei 10.973/04 E Alterações Decorrentes Da Lei 13.243/16 (Lei de Ciência e Inovação), Decreto 5.563/05, Lei dos Cultivares (Lei nº. 9.456/1997), Lei de Biossegurança (Lei nº. 11.105/2005) e a Lei 13.123/15 e Decreto 8.772/16 Sobre o Acesso ao Patrimônio Genético e ao Conhecimento Tradicional Associado (Novo Marco Legal da Biodiversidade). Belém-Pará: UFRA, 2020. Disponível em: https://novo.ufra.edu.br/index.php?option=com_content&view=article&id=2453:consep-resolucoes-em-2020&catid=2&Itemid=465. Acesso em: 28 mar 2024.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO SUL E SUDESTE DO PARÁ. Resolução nº 562, de 27 de outubro de 2021 – CONSEPE. Aprova a Política de Inovação da Unifesspa. Marabá - PA: Unifesspa, 2021. Disponível em: https://nit.unifesspa.edu.br/resolu%C3%A7%C3%B5es-unifesspa.html. Acesso em: 30 mar. 2024.

Downloads

Publicado

22/06/2024

Como Citar

FELIX JÚNIOR, Romero Carrilho; LIMA, Celson Pantoja; PINHEIRO, Antônio do Socorro Ferreira. POLÍTICAS DE INOVAÇÃO DAS ICTS PARAENSES: uma análise à luz da legislação. P2P E INOVAÇÃO, Rio de Janeiro, RJ, v. 10, n. 2, p. e-7018, 2024. DOI: 10.21728/p2p.2024v10n2e-7018. Disponível em: https://revista.ibict.br/p2p/article/view/7018.. Acesso em: 15 jul. 2024.

Artigos Semelhantes

1-10 de 176

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.