O INCENTIVO À LEITURA NA EDUCAÇÃO BÁSICA, A PARTIR DO PNBE

  • Darlaine Pereira Bomfim das Mercês Universidade Federal da Bahia
  • Barbara Coelho Neves Universidade Federal da Bahia
  • Márcea Andrade Sales Universidade do Estado da Bahia

Resumo

Com o objetivo de problematizar a atuação do Programa Nacional Biblioteca da Escola (PNBE) enquanto uma política pública educacional de acesso ao livro que atua na Educação Básica, esta pesquisa foi realizada utilizando como dispositivo a pesquisa documental, observação e bibliográfica. Teve a inserção no campo fundamentada na etnografia escolar (André, 2008) em uma escola da rede pública estadual, localizada em Salvador. O estudo salienta a importância das políticas públicas educacionais nos fundamentamos em Sousa (2006), Torres (2003) e Hofling (2001). A discussão sobre leitura na Educação Básica está amparada em Kleiman (2008), Lajolo (2002), Pereira (2012), Oliveira e Tomazetti (2012) e Abu-El-Haj (2013). As estratégias para intervenção no campo estiveram alicerçadas em Braga e Silvestre (2002) e hooks (2013). No primeiro momento, em 2016, os sujeitos da pesquisa foram os estudantes do último ano do Ensino Médio desta escola, quando foram realizadas rodas de leitura dentro da biblioteca; contudo, os participantes se restringiram àqueles que já concebiam a leitura como um hábito. Isto posto, em 2018, as rodas de leitura foram desenvolvidas com estudantes do primeiro ano do Ensino Médio, em sala de aula, com intuito de possibilitar novas experiências de prática de leitura do mundo, a partir dos conteúdos programáticos da Sociologia; e aproximá-los do acervo de livros disponibilizados pelo PNBE que estão alocados na biblioteca da escola.
Publicado
01/10/2019
Como Citar
MercêsD. P. B. das; NevesB. C.; SalesM. A. O INCENTIVO À LEITURA NA EDUCAÇÃO BÁSICA, A PARTIR DO PNBE. P2P E INOVAÇÃO, v. 6, n. 1, p. 88-103, 1 out. 2019.
Seção
Artigos