EXPERIÊNCIA TURÍSTICA SUSTENTÁVEL EM UMA ÁREA DE PRESERVAÇÃO AMBIENTAL NA AMAZÔNIA

a disposição a pagar dos consumidores

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21728/p2p.2024v10n2e-6964

Palavras-chave:

Disponibilidade a Pagar, Práticas Ambientais Sustentáveis, Preocupação Ambiental dos Clientes, Valor Social

Resumo

O interesse crescente pelo comportamento sustentável dos consumidores, especialmente no ecoturismo, reflete uma mudança global na consciência ambiental. A disponibilidade para pagar (DAP) por experiências sustentáveis é complexa e influenciada por fatores psicológicos e econômicos. Abordagens integradas de psicologia ambiental e economia neoclássica ajudam a entender melhor a DAP. Estudos de marketing e economia ambiental exploram diferentes aspectos da DAP, incluindo atitudes dos consumidores e utilidade marginal. Compreender a DAP é crucial para orientar políticas e práticas na indústria do turismo, permitindo estratégias mais eficazes para promover o turismo responsável e a conservação ambiental. Desta forma questiona-se, que medida fatores socioeconômicos condicionam a disposição a pagar um prelo prêmio por uma experiência ecoturística em área de preservação ambiental na Amazônia? Esta pesquisa tem como objetivo avaliar a relação das variáveis sociodemográficas com o valor a pagar um preço premium para uma experiência ecoturística. A pesquisa contou com 342 participantes, representando diversas características demográficas relacionados com ecoturismo sustentável. A análise revela que a disposição dos consumidores em investir em produtos sustentáveis é influenciada por fatores socioeconômicos e comportamentais. Mulheres tendem a valorizar a sustentabilidade, mas restrições financeiras limitam seu investimento. Educação elevada está associada à conscientização ambiental, mas não necessariamente ao pagamento adicional por produtos verdes. Renda mais alta geralmente se correlaciona com maior engajamento sustentável, mas as disparidades econômicas são cruciais e exigem políticas inclusivas para promover a sustentabilidade.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Ivana Drago, Universidade Federal Rural da Amazônia - UFRA

    Doutora em Administração pela Universidade da Amazônia (Unama-2019). Mestre em Administração pela Universidade da Amazônia (Unama-2015). Possui Pós graduação lato sensu MBA Executivo em Alta Gestão de IES (2021); Especialização em Auditoria, Controladoria e Perícia em Órgãos Públicos Tribunal de Contas do Município (FEAPA) 2012; Especialização (MBA Empresarial) em Gestão Financeira Estratego (2008) e graduação em Ciências Contábeis pela Faculdade Ideal (2005). Concursada Pública Federal pela Universidade Federal Rural da Amazônia - UFRA. Docente das disciplinas: Contabilidade Geral, Análise dos Demonstrativos Contábeis, Perícia Contábil e Arbitragem, Sistema de Gestão Ambiental, Planejamento Tributário e política fiscal. Tem experiência na área de Contabilidade, Administração e Gestão em Recursos Humanos. Foi docente de nível superior na Universidade da Amazônia - UNAMA nas disciplinas: Fundamentos Contábeis I e II, Contabilidade Tributária, Contabilidade Ambiental, Gestão Financeira, Gestão de Pessoas, Desenvolvimento Pessoal e Empregabilidade e Trabalhabilidade, Tópicos Integradores. Foi Instrutora da Escola de Governo do Estado do Pará do curso Elaboração, Gerenciamento e Fiscalização de Contratos. Vasta experiência em Consultora e Auditora contábil nas áreas: Fiscal, Contábil, Financeira, Gestão de Recursos Humanos, atuando no mercado paraense nas cidades de Belém, Castanhal, Santarém. Foi Coordenadora dos cursos de Ciências Contábeis, Administração, Recursos Humanos, Logística, Marketing e Gestão Comercial na Universidade da Amazônia - UNAMA (2016 e 2017). Diretora da faculdade UNINASSAU ANANINDEUA (2018). Diretora da unidade UNAMA PARQUE SHOPPING (2019). Diretora da UNAMA ANANINDEUA (2022).

  • Sérgio Gomes, Universidade da Amazônia - UNAMA

    Licenciado em Matemática pela Universidade Federal do Pará (1986). Mestre em Economia pela Universidade da Amazônia (2003) e doutorado em Economia Aplicada pela Universidade Federal de Viçosa (2007). Atualmente, é professor titular da Universidade da Amazônia. É professor permanente do Programa de Pós-Graduação em Administração (PPAD) da UNAMA. Desenvolve pesquisas na área da gestão estratégica, com ênfase na teoria baseada em recursos e suas derivações. Pesquisador do Centro de Estudos, Pesquisas e Projetos Estratégicos em Governança Pública da Escola de Governança Pública do Estado do Pará (CEPPE / EGPA), com estudos na área de avaliação de políticas públicas e gestão estratégica no setor público. Líder do Grupo de Pesquisa do Núcleo de Estudos de Práticas Gerenciais, Desempenho e Competitividade das Organizações da Amazônia (NEGOA), em que desenvolve pesquisas relacionadas as práticas de gestão e desempenho de hotéis, restaurantes e outros estabelecimentos da cadeia da hospitalidade. Pesquisa também as relações entre as empresas na cadeia de suprimentos de produtos agrícolas e extrativistas da Amazônia. Desenvolve pesquisa junto a comunidades tradicionais na Amazônia investigando aspectos socioeconômico, ambiental e ecológicos que potencializam a participação dos residentes dessas comunidades em projetos de REDD+ propostos por empresas do setor agropecuário.

  • Mariluce Souza, Universidade Federal de Rondônia

    Professora Titular da Universidade Federal de Rondônia, Doutora em Ciências Socioambientais, mestre em engenharia ambiental, especialista em gestão de pessoas e graduada em Administração. Professora da Graduação e do Programa de Pós-Graduação em Administração na UNIR.

  • Edgar Dias, Universidade Estadual do Pará

    Pós-Doutoramento em Administração na Universidade da Amazônia - UNAMA (2021/ 2022 - Aguardando publicação de artigo para documentação). Doutor em Administração na Universidade da Amazônia - UNAMA (2015/2019), Mestre em Administração pela Universidade da Amazônia ? UNAMA (2010/2012), Pós-Graduado MBA em Gestão de Pessoas pela Faculdade do Pará ? FAP, Graduado em Administração com Habilitação em sistema de Informação pela Faculdade do Pará ? FAP (2002/2006). Experiência profissional como Coordenador no Curso de Administração nas Escolas do Estado do Pará. Professor nos cursos Técnicos (Informática, Marketing, Administração e Recursos Humanos) nas escolas Técnicas do Estado do Pará. Professor na Faculdade de Belém (UNEMPE - União Empresarial Educacional Ltda). Professor convidado pela Faculdade Ideal - FACI para ministrar nos cursos de Pós-Graduação. Professor titular na Faculdade Mauricio de Nassau cursos de Administração e Contábeis (2014/2019). Professor Titular na Faculdade Ideal-Devry atuando nos cursos de Administração e Ciências Contábeis. Professor Bolsista no PRONATEC pelo Instituto Federal do Pará - IFPA. Professor convidado no Curso de Especialização em Marketing Estratégico no Instituto Nacional de Educação e Extensão - INEX. Professor titular na Universidade da Amazônia - UNAMA (2019/ atuando). Professor titular na Faculdade Cosmopolita (2019/ atuando). Administrador na Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Pará - PRODEPA, no Departamento de Projetos Especiais.

Referências

AGRESTI, Alan; FINLAY, Barbara. Métodos estatísticos para as ciências sociais. Penso Editora, 2012.

AJZEN, Icek. The theory of planned behavior. Organizational behavior and human decision processes, v. 50, n. 2, p. 179-211, 1991. Disponível em: https://doi.org/10.1016/0749-5978(91)90020-T . Acesso em: 06 abr. 2023 DOI: https://doi.org/10.1016/0749-5978(91)90020-T

AJZEN, Icek; FISHBEIN, Martin. A Bayesian analysis of attribution processes. Psychological bulletin, v. 82, n. 2, p. 261, 1975. Disponível em: https://doi.org/10.1037/h0076477. Acesso em: 06 abr. 2023 DOI: https://doi.org/10.1037/h0076477

ANDRÉA SEVERO, Eliana; FERRO DE GUIMARÃES, Julio Cesar; MORAIS, Luana. A SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL NA PERSPECTIVA DAS GERAÇÕES DO SUL DO BRASIL. Revista eletrônica de estratégia & negócios, v. 12, n. 2, 2019. Disponível em: https://doi.org/10.19177/reen.v12e2201985-112. Acesso em: 06 abr. 2023 DOI: https://doi.org/10.19177/reen.v12e2201985-112

ARAÚJO, Aneide Oliveira; RAMOS, Maria da Conceição Pereira. Limitações dos relatórios de sustentabilidade para análises custo-benefício de ações sociais e ambientais. Contextus–Revista Contemporânea de Economia e Gestão, v. 13, n. 1, p. 132-155, 2015. Disponível em: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=570765352007 Acesso em: 15 out. 2023. DOI: https://doi.org/10.19094/contextus.v13i1.585

ARCHER, Brian; COOPER, Chris. Os impactos positivos e negativos do turismo in: Turismo Global. São Paulo: Editora SENAC, 2001.

ATTARI, S. Z., DEKAY, M. L., DAVIDSON, C. I., BRUINE DE BRUIN, W. Public perceptions of energy consumption and savings. Proceedings of the National Academy of sciences, v. 107, n. 37, p. 16054-16059, 2010. Disponível em: https://doi.org/10.1073/pnas.1001509107. Acesso em: 06 abr. 2023 DOI: https://doi.org/10.1073/pnas.1001509107

CHEUNG, Lewis TO; FOK, Lincoln; FANG, Wei. Understanding geopark visitors' preferences and willingness to pay for global geopark management and conservation. Journal of Ecotourism, v. 13, n. 1, p. 35-51, 2014. Disponível em: https://doi.org/10.1080/14724049.2014.941848. Acesso em: 06 abr. 2023 DOI: https://doi.org/10.1080/14724049.2014.941848

CHEUNG, Lewis TO; JIM, Chi Yung. Expectations and willingness-to-pay for ecotourism services in Hong Kong’s conservation areas. International Journal of Sustainable Development & World Ecology, v. 21, n. 2, p. 149-159, 2014. Disponível em: https://doi.org/10.1161/CIRCEP.113.001347. Acesso em: 06 abr. 2023 DOI: https://doi.org/10.1080/13504509.2013.859183

CHOO, Hyungsuk; AHN, Kwangho; F. PETRICK, James. An integrated model of festival revisit intentions: Theory of planned behavior and festival quality/satisfaction. International journal of contemporary hospitality management, v. 28, n. 4, p. 818-838, 2016. Disponível em: https://doi.org/10.1108/IJCHM-09-2014-0448. Acesso em: 06 abr. 2023 DOI: https://doi.org/10.1108/IJCHM-09-2014-0448

CLARK, Christopher F.; KOTCHEN, Matthew J.; MOORE, Michael R. Internal and external influences on pro-environmental behavior: Participation in a green electricity program. Journal of environmental psychology, v. 23, n. 3, p. 237-246, 2003. Disponível em: https://doi.org/10.1016/S0272-4944(02)00105-6. Acesso em: 06 abr. 2023 DOI: https://doi.org/10.1016/S0272-4944(02)00105-6

CORRAL-VERDUGO, Victor; ARMENDARIZ, Luz Irene. The “new environmental paradigm” in a Mexican community. The Journal of Environmental Education, v. 31, n. 3, p. 25-31, 2000. Disponível em: https://doi.org/10.1080/00958960009598642. Acesso em: 06 abr. 2023 DOI: https://doi.org/10.1080/00958960009598642

COSTANZA, Robert. A theory of socio-ecological system change. Journal of Bioeconomics, v. 16, n. 1, p. 39-44, 2014. Disponível em: https://doi.org/10.1007/s10818-013-9165-5. Acesso em: 06 abr. 2023 DOI: https://doi.org/10.1007/s10818-013-9165-5

DE OLIVEIRA, S., DE PAIVA SALOMÃO, R., DE SANTANA, Á. L. Socioeconomic and Environmental valuation of the Ecosystem Services: A Case Study of from Zoobotonical Park in Belém, Pará, Brazil. International Journal of Advanced Engineering Research and Science, v. 9, p. 3, 2022. Disponível em: https://dx.doi.org/10.22161/ijaers.93.19. Acesso em: 06 abr. 2023 DOI: https://doi.org/10.22161/ijaers.93.19

DHALIWAL, Amrita; SINGH, Devinder Pal; PAUL, Justin. The consumer behavior of luxury goods: A review and research agenda. Journal of Strategic Marketing, p. 1-27, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.1080/0965254X.2020.1758198. Acesso em: 06 abr. 2023 DOI: https://doi.org/10.1080/0965254X.2020.1758198

DIETZ, Thomas; OSTROM, Elinor; STERN, Paul C. The struggle to govern the commons. science, v. 302, n. 5652, p. 1907-1912, 2003.Disponível em: https://doi.org/10.1126/science.1091015. Acesso em: 06 abr. 2023 DOI: https://doi.org/10.1126/science.1091015

DUNLAP, Riley E.; VAN LIERE, Kent D. The “new environmental paradigm”. The journal of environmental education, v. 9, n. 4, p. 10-19, 1978. Disponível em: https://doi.org/10.1080/00958964.1978.10801875. Acesso em: 10 maio 2023 DOI: https://doi.org/10.1080/00958964.1978.10801875

DURÁN-ROMÁN, José Luis; CÁRDENAS-GARCÍA, Pablo Juan; PULIDO-FERNÁNDEZ, Juan Ignacio. Tourists' willingness to pay to improve sustainability and experience at destination. Journal of Destination Marketing & Management, v. 19, p. 100540, 2021. Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.jdmm.2020.100540. Acesso em: 06 abr. 2023 DOI: https://doi.org/10.1016/j.jdmm.2020.100540

ERGAS, Christina; YORK, Richard. Women’s status and carbon dioxide emissions: A quantitative cross-national analysis. Social science research, v. 41, n. 4, p. 965-976, 2012. Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.ssresearch.2012.03.008. Acesso em: 06 abr. 2023 DOI: https://doi.org/10.1016/j.ssresearch.2012.03.008

GIL, Antonio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. Atlas, 2008.

GÖKTAŞ, Levent; ÇETIN, Gürel. Tourist tax for sustainability: Determining willingness to pay. European Journal of Tourism Research, v. 35, p. 3503-3503, 2023. Disponível em: https://doi.org/10.54055/ejtr.v35i.2813. Acesso em: 06 abr. 2023 DOI: https://doi.org/10.54055/ejtr.v35i.2813

GONÇALVES, Graça; PAINHO, Marco. A reciclagem de resíduos na perspectiva das ciências sociais—revisão bibliográfica das variáveis situacionais. Análise Social, p. 591-610, 1998. Disponível em: https://www.jstor.org/stable/41011332. Acesso em: 24 set. 2023.

HAIR, J. F., BLACK, W. C., BABIN, B. J., ANDERSON, R. E., TATHAM, R. L. Análise multivariada de dados. Bookman, 2009.

HAN, F., YANG, Z., WANG, H., XU, X. Estimating willingness to pay for environment conservation: a contingent valuation study of Kanas Nature Reserve, Xinjiang, China. Environmental monitoring and assessment, v. 180, p. 451-459, 2011. Disponível em: https://doi.org/10.1007/s10661-010-1798-4. Acesso em: 06 abr. 2023 DOI: https://doi.org/10.1007/s10661-010-1798-4

HULTMAN, Magnus; KAZEMINIA, Azadeh; GHASEMI, Vahid. Intention to visit and willingness to pay premium for ecotourism: The impact of attitude, materialism, and motivation. Journal of Business Research, v. 68, n. 9, p. 1854-1861, 2015. Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.jbusres.2015.01.013. Acesso em: 06 abr. 2023 DOI: https://doi.org/10.1016/j.jbusres.2015.01.013

KANG, Gi‐Du; JAMES, Jeffrey. Service quality dimensions: an examination of Grönroos’s service quality model. Managing Service Quality: An International Journal, v. 14, n. 4, p. 266-277, 2004. Disponível em: https://doi.org/10.1108/09604520410546806. Acesso em: 06 abr. 2023 DOI: https://doi.org/10.1108/09604520410546806

KAPFERER, J. N., BASTIEN, V. The specificity of luxury management: Turning marketing upside down. Advances in luxury brand management, 65-84, 2017. Disponível em: https://doi.org/10.1007/978-3-319-51127-6_5. Acesso em: 06 abr. 2023 DOI: https://doi.org/10.1007/978-3-319-51127-6_5

KIM, Myung Ja; HALL, C. Michael. Can sustainable restaurant practices enhance customer loyalty? The roles of value theory and environmental concerns. Journal of Hospitality and Tourism Management, v. 43, p. 127-138, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.jhtm.2020.03.004. Acesso em: 06 abr. 2023 DOI: https://doi.org/10.1016/j.jhtm.2020.03.004

KOLK, Ans. Sustainability, accountability and corporate governance: exploring multinationals' reporting practices. Business strategy and the environment, v. 17, n. 1, p. 1-15, 2008. Disponível em: https://doi.org/10.1080/09638180802489121. Acesso em: 06 abr. 2023 DOI: https://doi.org/10.1002/bse.511

KOLLMUSS, Anja; AGYEMAN, Julian. Mind the gap: why do people act environmentally and what are the barriers to pro-environmental behavior?. Environmental education research, v. 8, n. 3, p. 239-260, 2002. Disponível em: https://doi.org/10.1080/13504620220145401. Acesso em: 06 abr. 2023 DOI: https://doi.org/10.1080/13504620220145401

LOPEZ-SANCHEZ, Yaiza; PULIDO-FERNÁNDEZ, Juan Ignacio. Factors influencing the willingness to pay for sustainable tourism: a case of mass tourism destinations. International Journal of Sustainable Development & World Ecology, v. 24, n. 3, p. 262-275, 2017. Disponível em: https://doi.org/10.1080/13504509.2016.1203372. Acesso em: 06 abr. 2023 DOI: https://doi.org/10.1080/13504509.2016.1203372

MAIGNAN, Isabelle; FERRELL, Odies Collins; HULT, G. Tomas M. Corporate citizenship: Cultural antecedents and business benefits. Journal of the Academy of marketing science, v. 27, n. 4, p. 455-469, 1999. Disponível em: https://doi.org/10.1177/0092070399274005. Acesso em: 06 abr. 2023 DOI: https://doi.org/10.1177/0092070399274005

MATHIYAZHAGAN, Kaliyan et al. Integrating lean and agile practices for achieving global sustainability goals in Indian manufacturing industries. Technological Forecasting and Social Change, v. 171, p. 120982, 2021. Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.techfore.2021.120982. Acesso em: 06 abr. 2023 DOI: https://doi.org/10.1016/j.techfore.2021.120982

NAYAK, Rajkishore; AKBARI, Mohammadreza; FAR, Shaghayegh Maleki. Recent sustainable trends in Vietnam's fashion supply chain. Journal of Cleaner Production, v. 225, p. 291-303, 2019. Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.jclepro.2019.03.239. Acesso em: 06 abr. 2023 DOI: https://doi.org/10.1016/j.jclepro.2019.03.239

PARK, Jungkun; HYUN, Hyowon; THAVISAY, Toulany. A study of antecedents and outcomes of social media WOM towards luxury brand purchase intention. Journal of Retailing and Consumer Services, v. 58, p. 102272, 2021. Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.jretconser.2020.102272. Acesso em: 06 abr. 2023 DOI: https://doi.org/10.1016/j.jretconser.2020.102272

PINHEIRO, M. M. A., DE SOUZA, J. C. V., DE OLIVEIRA CAMPOS, P., COSTA, C. S. R., DE BRITO SILVA, M. J. A Relação entre Preocupação Ambiental e Disposição em Pagar um Preço Premium na Intenção de Compra de Alimentos Orgânicos Industrializados. Revista Ciências Administrativas, v. 29, 2023. Disponível em: https://doi.org/10.5020/2318-0722.2023.29.e13495. Acesso em: 06 abr. 2023 DOI: https://doi.org/10.5020/2318-0722.2023.29.e13495

ROBERTS, Keith; VARKI, Sajeev; BRODIE, Rod. Measuring the quality of relationships in consumer services: an empirical study. European Journal of marketing, v. 37, n. 1/2, p. 169-196, 2003. Disponível em: https://doi.org/10.1108/03090560310454037. Acesso em: 06 abr. 2023 DOI: https://doi.org/10.1108/03090560310454037

SETHY, Milan Kumar; SENAPATI, Asis Kumar. Perceptions towards ecotourism practice and the willingness to pay: Evidence from Chilika coastal wetland ecosystem, Odisha. International Journal of Geoheritage and Parks, v. 11, n. 3, p. 497-513, 2023. Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.ijgeop.2023.08.001. Acesso em: 06 abr. 2023 DOI: https://doi.org/10.1016/j.ijgeop.2023.08.001

SHUKLA, Paurav; PURANI, Keyoor. Comparing the importance of luxury value perceptions in cross-national contexts. Journal of Business Research, v. 65, n. 10, p. 1417-1424, 2012. Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.jbusres.2011.10.007. Acesso em: 06 abr. 2023 DOI: https://doi.org/10.1016/j.jbusres.2011.10.007

THØGERSEN, John; EBSEN, Jonas V. Perceptual and motivational reasons for the low adoption of electric cars in Denmark. Transportation research part F: traffic psychology and behaviour, v. 65, p. 89-106, 2019. Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.trf.2019.07.017. Acesso em: 06 abr. 2023 DOI: https://doi.org/10.1016/j.trf.2019.07.017

WIEDMANN, Klaus‐Peter; HENNIGS, Nadine; SIEBELS, Astrid. Value‐based segmentation of luxury consumption behavior. Psychology & Marketing, v. 26, n. 7, p. 625-651, 2009. Disponível em: https://doi.org/10.1002/mar.20292. Acesso em: 06 abr. 2023 DOI: https://doi.org/10.1002/mar.20292

ZEYNALOVA, Zivar; NAMAZOVA, Natavan. Revealing consumer behavior toward green consumption. Sustainability, v. 14, n. 10, p. 5806, 2022. Disponível em: https://doi.org/10.3390/su14105806. Acesso em: 06 abr. 2023 DOI: https://doi.org/10.3390/su14105806

Downloads

Publicado

15/04/2024

Edição

Seção

Sustentabilidade

Como Citar

RIBEIRO DRAGO, Ivana; CASTRO GOMES, Ségio; PAES DE SOUZA, Mariluce; ANDRADE, Murilo Fonseca; JOSÉ PEREIRA DIAS, Edgar. EXPERIÊNCIA TURÍSTICA SUSTENTÁVEL EM UMA ÁREA DE PRESERVAÇÃO AMBIENTAL NA AMAZÔNIA: a disposição a pagar dos consumidores. P2P E INOVAÇÃO, Rio de Janeiro, RJ, v. 10, n. 2, p. e-6964, 2024. DOI: 10.21728/p2p.2024v10n2e-6964. Disponível em: https://revista.ibict.br/p2p/article/view/6964.. Acesso em: 22 jul. 2024.

Artigos Semelhantes

1-10 de 187

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.