A linguagem clara em conteúdos de websites governamentais para promover a acessibilidade a cidadãos com baixo nível de escolaridade

Elza Maria Ferraz Barboza

Resumo


Apresenta considerações sobre os benefícios da linguagem clara para os usuários e para o próprio governo, que aumentará a eficiência e eficácia de seus serviços, ao proporcionar a acessibilidade às informações contidas em seus serviços on-line no tocante à inteligibilidade. Segundo a pesquisa Inaf Brasil 2009, 54% dos cidadãos brasileiros entre 15 e 64 anos são considerados analfabetos funcionais. Destes, 10% são analfabetos absolutos. Dentre os que cursam ou cursaram da 5ª a 8ª série do ensino fundamental, 24% permanecem no nível rudimentar, perfazendo 78% de cidadãos considerados analfabetos funcionais. Assim, torna-se urgente que o governo produza sua informação e seus serviços on-line de modo fácil de serem usados, a fim de atingir essa faixa da população. O conteúdo web deve ser fácil e disposto de maneira simples para que pessoas de nível médio de escolaridade possam compreendê-lo. Em outras palavras, é a promoção da usabilidade do conteúdo. A implantação de uma linguagem clara em websites do governo pode beneficiar a grande diversidade de sua audiência, contribuindo assim para maior da responsabilidade social das instituições governamentais.


Palavras-chave: Linguagem Clara. Acessibilidade. Usabilidade. Websites governamentais brasileiros. Inclusão social.


The plain language on governmental website contents to promote accessibility for low level education citizens


Abstract


The objective of this article is to present some considerations about plain language benefits for users and the Government itself, which will improve efficiency and effectiveness of government online available services providing accessibility to information in terms of readability. According to INAF Brazil 2009 survey, 54% of Brazilian citizens from 15 to 64 years old are considered functional illiterates and 10% of them are completely illiterates. Out of those who completed from 5th through 8th grades, 24% remain at low literacy level, totalizing 78% of functional illiterate people. Therefore, it is important that the government shall provide easy online services to reach this segment of population. The web content must be easy and laid out in a simple way so that low level education people can understand, navigate and use it. In other words, it is content usability. Implementing Plain Language on government websites can improve the different types of audience and contribute to a greater social responsibility of governmental agencies.


Keywords: Plain Language. Acessibility. Usability. Brazilian Governmental websites. Social Inclusion.


Palavras-chave


Linguagem Clara. Acessibilidade. Usabilidade. Websites governamentais brasileiros. Inclusão social.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Elza Maria Ferraz Barboza

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.