Organizações saudáveis, organizações diversas

mecanismos em face da integralidade humana

Autores

  • William Roslindo Paranhos Universidade Federal de Santa Catarina
  • Édis Mafra Lapolli Universidade Federal de Santa Catarina

Resumo

São novos tempos organizacionais. A ultrapassada máxima do “deixe tudo o que for de sua vida pessoal lá fora” já não cabe mais nos contextos atuais. O bem-estar deixa de ser um simples aspecto relacionado a atividades paralelas e toma o centro do palco na atualidade: não há como ser uma pessoa saudável, não há como gozar do bem-estar, sem que a atenção esteja voltada à existência integral das pessoas. Atentar-se à integralidade é, sobretudo, compreender as diferenças, constructos singulares, individuais e subjetivos, que devem ser geridas pelas organizações. No momento em que se estabelecem as diferenças e suas expressões, adentra-se ao campo da diversidade. Diante deste cenário é que surge o presente estudo, tendo por finalidade responder a pergunta: de que maneira os conceitos de organizações saudáveis e diversidade contribuem para na busca pela integralidade humana nas organizações? Com abordagem qualitativa, por meio de uma revisão bibliográfica, o estudo analisou o MoDOS - Modelo conceitual para o desenvolvimento de organizações saudáveis - e suas conexões com outros textos da literatura acadêmica, a fim de analisar de que maneira os conceitos de organizações saudáveis e diversidade contribuem na busca pela integralidade humana nas organizações. O estudo evidencia que tais constructos estão entrelaçados, tornando-se necessária uma perspectiva de atuação sistêmica e que centralize a pedra fundamental das organizações - as pessoas em suas singularidades - em seus processos de gestão, além de fornecer instrumentos teóricos e problematizar recursos metodológicos possíveis para este fim.

Biografia do autor

William Roslindo Paranhos , Universidade Federal de Santa Catarina

Mestre em Engenharia e Gestão do Conhecimento, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Florianópolis, SC, Brasil.

Pesquisador do Grupo Afrodite: Laboratório Interdisciplinar de Ensino, Pesquisa e Extensão em Sexualidades e do Grupo de Pesquisa Inovação em Ciência e Tecnologia (CoMovI/UFSC/CNPq), Florianópolis, SC, Brasil.

Édis Mafra Lapolli, Universidade Federal de Santa Catarina

Doutora em Engenharia de Produção, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Florianópolis, SC, Brasil.

Professora do Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento (PPGEGC/UFSC), Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Florianópolis, SC, Brasil.

Downloads

Publicado

10/03/2022

Como citar

Roslindo Paranhos , W. ., & Mafra Lapolli, Édis . (2022). Organizações saudáveis, organizações diversas: mecanismos em face da integralidade humana. Inclusão Social, 14(1). Recuperado de https://revista.ibict.br/inclusao/article/view/5887