Os sentidos da escolarização na EJA: o que revelam os jovens com deficiência intelectual?

Regina Célia Linhares Hostins, Valéria Becher Trentin

Resumo


A partir do final do século XX, a modalidade da educação de jovens e adultos (EJA) assume nova identidade:“a juvenilização”, marcada pela presença expressiva de jovens com e sem deficiência, que buscam na escolarização os meios de dar continuidade ao seu desenvolvimento humano e social. Em face deste contexto, o presente artigo tem por objetivo compreender os sentidos da escolarização na EJA para os jovens com deficiência intelectual. De abordagem qualitativa, a pesquisa se utilizou de entrevista semiestruturada com jovens com deficiência intelectual matriculados em um Centro de Educação de Jovens e Adultos (CEJA),no estado de Santa Catarina. Nas descobertas que envolvem as novas identidades na modalidade da EJA,constatou-se que os jovens entrevistados não buscam na escolarização somente a certificação, mas o aprendizado para atuação nos diversos cenários da vida social e do trabalho. Atrelado a esse aprendizado, eles projetam para si a inserção no mercado de trabalho, emergindo expectativas que envolvem a aquisição da autonomia e a inclusão social e econômica por meio do trabalho.

Palavras-chave


Educação de jovens e adultos; Jovens com deficiência intelectual; Escolarização

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Regina Célia Linhares Hostins, Valéria Becher Trentin, Valéria Becher Trentin

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.