Revistas científicas brasileiras em acesso aberto de visibilidade internacional: estudo baseado no Fator de Impacto

Edna da Silva Angelo, Marlene Oliveira

Resumo


Em virtude da importância do acesso à informação para o desenvolvimento social, e sendo o Brasil apontado como o país com maior número de publicação científica em acesso aberto, o objetivo é analisar as características das revistas científicas brasileiras de acesso aberto que obtiveram Fator de Impacto entre os anos de 1997 e 2017. Caracteriza-se como uma pesquisa descritiva e exploratória com abordagem quali-quantitativa, cuja fonte de coleta dos dados foi o Journal Citation Reports e a página web dessas revistas. Constatou-se que 150 publicações periódicas de acesso aberto obtiveram Fator de Impacto; a maioria possui no título o termo “Brasil” ou algum estado brasileiro; publica apenas trabalhos em inglês; aborda as temáticas Ciências das Plantas e Ciências Veterinárias; possui a frequência de publicação trimestral, com periodicidade continuada/atualizada, sendo editada por sociedades profissionais e localizada em São Paulo. Ademais, grande parte adota o modelo acesso aberto dourado puro; é patrocinada pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico; 54% cobram taxa para publicação; e não menciona o uso de redes sociais em suas páginas. O panorama delineado contribui para a qualificação, o aumento da visibilidade, a internacionalização e para subsidiar a construção de políticas públicas rumo ao acesso universal à informação científica.


Palavras-chave


Acesso Aberto. Revistas Científicas de Acesso Aberto. Visibilidade Científica. Fator de Impacto..

Texto completo:

PDF

Referências


BUDAPEST OPEN ACCESS INITIATIVE. Read the Budapest Open Access Initiative. Budapest, 2002. Disponível em: https://www.budapestopenaccessinitiative.org/read. Acesso em: 29 mar. 2019.

BUENO DE LA FUENTE, G. What is Open Science? Introduction. FOSTER, 2016. Disponível em: https://www.fosteropenscience.eu/content/what-open-science-introduction. Acesso em: 29 mar. 2019.

DECLARAÇÃO CONJUNTA LATINDEX-REDALYC-CLACSO-IBICT. Declaração do México em favor do ecossistema Latino-Americano de Acesso Aberto não comercial. 2017. Disponível em: http://www.accesoabiertoalyc.org/declaracion-mexico-pt/. Acesso em: 29 mar. 2019.

DIRECTORY OF OPEN ACCESS JOURNALS (DOAJ). Sobre o DOAJ. Disponível em: https://doaj.org/. Acesso em: 29 mar. 2019.

NASSI-CALÒ, L. Estudo destaca os modelos de publicação em periódicos científicos do Brasil e Espanha. SciELO em Perspectiva, 2014. Disponível em: https://blog.scielo.org/blog/2014/04/25/estudo-destaca-os-modelos-de-publicacao-em-periodicos-cientificos-do-brasil-e-espanha/. Acesso em: 29 mar. 2019.

PINTO, A. C.; ANDRADE, J. B. Fator de impacto de revistas científicas: qual o significado deste parâmetro? Química Nova, São Paulo, v. 22, n. 3, p. 448-453, jun. 1999. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-40421999000300026&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 08 abr. 2019.

PORTAL ISSN. International Standard Serial Number. The global index for continuing resources. Disponível em: https://portal.issn.org . Acesso em: 17 jul. 2019.

REVISTA DO INSTITUTO DE MEDICINA TROPICAL DE SÃO PAULO. Instructions to authors. 2016. Disponível em: http://www.scielo.br/revistas/rimtsp/iinstruc.htm. Acesso em: 29 mar. 2019.

SCIENTIFIC ELECTRONIC LIBRARY ONLINE (SciELO). Critérios, política e procedimentos para a admissão e a permanência de periódicos científicos na Coleção SciELO Brasil. São Paulo, 2014. 30 p.

SCIENCE-METRIX. Analytical Support for Bibliometrics Indicators: Open access availability of scientific publications. Montréal, 2018. Disponível em: http://www.science-metrix.com/sites/default/files/science-metrix/publications/science-metrix_open_access_availability_scientific_publications_report.pdf. Acesso em: 29 mar. 2019.

TENNANT, J. P. et al. The academic, economic and societal impacts of Open Access: an evidence-based review. F1000 Research, v. 5, n. 632, p. 1-19, maio 2016. Disponível em:

https://f1000research.com/articles/5-632/v1. Acesso em: 29 mar. 2019.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Edna da Silva Angelo, Marlene Oliveira

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Compartilhar igual 4.0 Internacional.


Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibict)
SAUS - Setor de Autarquias Sul, Quadra 5, Lote 6, Bloco H
Seção de Editoração - sala 500
CEP 70070-912
Brasília-DF, Brasil

Licença Creative Commons
Todo o conteúdo publicado nesta revista está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.