Reconstituições de informação

Luiz Carlos Brito Paternostro

Resumo


O trabalho discute, a partir de um texto o Otto Neugebauer sobre arqueologia da matemática, questões fundamentais da reconstituição de registros desde evidências internas e externas. Estende suas observações para o campo da recuperação da informação, em geral. Considera que, embora não sejam equivalentes a interpretação de vestígios e a leitura de signos, qualquer leitura corresponde sempre a um ato de (re)constituição de sentido a partir de índices múltiplos. Argumenta também que a possibilidade de neutralizar as deformações que a manipulação imprime ao material depende da visibilidade dos diversos níveis de significação do objeto. Nenhum sistema ou protocolo bem formalizado pode oferecer qualquer garantia de reconstituição.

Palavras-chave


Recuperação; Arqueologia; Conhecimento; Decifração; Registro; Informação; Perda de Informação

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 1969 Luiz Carlos Brito Paternostro

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.


Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibict)
SAUS - Setor de Autarquias Sul, Quadra 5, Lote 6, Bloco H
Seção de Editoração - sala 500
CEP 70070-912
Brasília-DF, Brasil

Licença Creative Commons
Todo o conteúdo publicado nesta revista está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.