Intermediação da informação e preservação da memória digital

Rodrigo Rabello, Virginia Ferreira da Silva Castro

Resumo


O presente texto propõe elementos para uma reflexão acerca de demandas institucionais que, diante do contexto perturbador de excessos de produção e reprodução de conteúdos em meio digital, ainda trazem para si a responsabilidade de preservação da memória. A dimensão fluida que as novas mídias têm apresentado diante da facilidade de se gravar ou perder dados num instante têm despertado para a relevância de se pensar ou valorizar novos espaços orientados por políticas públicas direcionadas à preservação da memória digital. Nesse contexto, o Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT) será analisado segundo seu papel de instituição intermediadora de informação, que lida diretamente com memórias institucionais diversas e que atua com a promoção da preservação digital.


Palavras-chave


intermediação de informação; memória; preservação digital; Ibict

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2014 Rodrigo Rabello, Virginia Ferreira da Silva Castro

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.


Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibict)
SAUS - Setor de Autarquias Sul, Quadra 5, Lote 6, Bloco H
Seção de Editoração - sala 500
CEP 70070-912
Brasília-DF, Brasil

Licença Creative Commons
Todo o conteúdo publicado nesta revista está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.