Panorama das ontologias do domínio agrícola: estudo a partir da Análise de Conteúdo

Palavras-chave: Ontologia de domínio, Agricultura, Sistema de Organização do Conhecimento.

Resumo

A Ciência da Informação se preocupa com os aspectos relacionados à gestão, organização, acesso e recuperação da informação e do conhecimento. Portanto, possui potencial teórico-metodológico para contribuir com estudos em diversas áreas do saber humano, entre elas, a agricultura. Dentro desta proposta, acredita-se que as ontologias, um dos objetos de investigação da CI, podem auxiliar no compartilhamento do conhecimento entre especialistas de domínio, possibilitando o aperfeiçoamento de processos e técnicas para o melhoramento das pesquisas nesta área. Este estudo objetiva identificar o panorama atual das ontologias do domínio agrícola, através de uma revisão de literatura. Os procedimentos metodológicos adotados neste estudo são: 1) levantamento bibliográfico; 2) seleção dos trabalhos para estudo; 3) aplicação da técnica de Análise de Conteúdo para criação de quatro categorias de análise: assunto, propósito, metodologia de desenvolvimento e avaliação/ validação. Os resultados mostram que as ontologias possuem, quanto à categoria ‘assunto’, uma diversidade de temáticas dentro da agricultura, revelando as inúmeras possibilidades de construção de ontologias na área. Em relação ao ‘propósito da ontologia’ observa-se que os objetivos das ontologias variam entre criar um modelo de representação do conhecimento em um subdomínio relacionado à agricultura, e servir como base para alguma aplicação. No tocante a “metodologia de desenvolvimento”, predomina-se a construção de ontologias sem o uso de metodologias reconhecidas na literatura. Por fim, a categoria “avaliação/validação” revela a preocupação dos desenvolvedores na verificação das ontologias. Conclui-se que a principal omissão das ontologias do domínio agrícola é com relação ao uso de metodologias para desenvolvimento.

Biografia do Autor

Webert Júnio Araújo, UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS

Doutorando em Gestão e Organização do Conhecimento, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil. Bibliotecário do Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (CEFET-MG), Contagem, Minas Gerais, Brasil.

Gercina Angela de Lima, UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS

Pós Doutorado pela Universidade Carlos III, Madrid, Espanha e pela Universidade de São Paulo (USP), São Paulo, Brasil. Professora Associada da Escola de Ciência da Informação da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil.

Referências

ALMEIDA, M. B. Revisiting ontologies: a necessary clarification. Journal of the American Society for Information Science and Technology, v. 64, n. 8, p. 1682-1693. 2013.

ALMEIDA, Maurício Barcellos; BAX, Marcello Peixoto. Uma visão geral sobre ontologias: pesquisa sobre definições, tipos, aplicações, métodos de avaliação e de construção. Ciência da Informação, v. 32, n.3, p. 7-20. 2003.

ARP, R.; SMITH, B.; SPEAR, A. D. Building ontologies with BFO. Cambridge: MIT. 2015.

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. Lisboa: Edições 70. 2011.

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. Lisboa: Edições 70. 2016.

BONACIN, R.; NABUCO, O. F.; PIEROZZI JR., I. Ontology models of the impacts and climate changes on water resources: scenarios on interoperability and information recovery. Future Generation Computer Systems, v. 54, p. 423-434. 2016.

CAMPOS, Claudinei José Gomes. Content analysis: a qualitative data analysis tool in health care. Revista brasileira de enfermagem, v. 57, n.5, p. 611-614. 2004.

CAVALCANTE, Ricardo Bezerra; CALIXTO, Pedro Calixto; PINHEIRO, Marta Macedo Kerr. Análise de conteúdo: considerações gerais, relações com a pergunta de pesquisa, possibilidades e limitações do método. Informação e Sociedade: Estudos, v. 24, n.1, p. 13-18. 2014.

CUI, Yun-peng; SU, Xiao-lu; LIU, Shi-hong. Study of Ontology-Based Swine Diagnosis Technology. Journal of Integrative Agriculture, v. 5, p. 831-838. 2012.

FARINELLI, Fernanda. Realismo ontológico aplicado a interoperabilidade semântica entre sistemas de informação: um estudo de caso do domínio obstétrico e neonatal. 2017. Tese (Doutorado em Gestão e Organização do Conhecimento) - Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte. 2017.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Atlas. 2002.

GILCHRIST, Alan. Thesauri, taxonomies and ontologies: an etymological note. Journal of Documentation, v. 59, n. 1, p. 7-18. 2003.

GRUBER, Thomas R. A translation approach to portable ontology specifications. Knowledge Acquisition, v. 5, n. 2, 199-220. 1993.

GRUBER, Thomas R. Toward principles for the design of ontologies used for knowledge sharing. International journal of human-computer studies, v. 43, n. 5–6, p. 907-928. 1995.

GRÜNINGER, M.; FOX, M.S. Methodology for the design and evaluation of ontologies. In: WORKSHOP ON BASIC ONTOLOGICAL ISSUES IN KNOWLEDGE SHARING, 1995, Montreal. Anais... Montreal: IJCAI, 1995.

GUARINO, N. Formal ontology in information systems. In: FIRST INTERNATIONAL CONFERENCE (FOIS’98), 1998, Trento, Italia. Anais… Trento, Italia: IOS Press, 3-15. 1998.

HE, Qi-yun; ZHENG, Ye-lu; XU, Jian-ning. Constructing the Ontology for Modeling the Fish Production in Pearl River Basin. Journal of Integrative Agriculture, v. 5, p. 760-768. 2012.

HENZE, N.; DOLOG, P.; NEJDL, W. Reasoning and Ontologies for Personalized E-Learning in the Semantic Web. Educational Technology & Society, v. 7, n. 4, p. 82-97. 2004.

HUANG, Yong-qi et al. Research on Development of Agricultural Geographic Information Ontology. Journal of Integrative Agriculture, (5), 865-877. 2012.

KAUSHIK, N.; CHATTERJEE, N. Automatic relationship extraction from agricultural text for ontology construction. Information Processing in Agriculture, v. 5, n. 1, p. 60-73. 2018.

LI, J; MENG, L. S. Comparison of seven approaches in constructing ontology. New Technology of Library and Information Service, v. 7, p. 17-22. 2004.

MAEDCHE, A. et al. SEmantic portAL: the SEAL approach. In: PROCEEDINGS OF SPINNING THE SEMANTIC WEB, 2003, Cambridge. Anais... Cambridge: [s.n], p. 317-359. 2003.

MAEDCHE, Alexander. Ontology learning for the semantic web. Springer: Science & Business Media. 2012.

MOREIRA, Alexandra; ALVARENGA, Lídia; OLIVEIRA, Alcione de Paiva. O nível do conhecimento e os instrumentos de representação: tesauros e ontologias. DataGramaZero: Revista de Ciência da Informação, v. 5, n. 6. 2004.

OLIVEIRA, D. C. Análise de conteúdo temático categorial: uma proposta de sistematização. Revista de Enfermagem da UERJ., v. 16, n. 4, p. 569-576. 2008.

ROUSSEY, C. et al. Ontologies in agriculture. ISI, v. 16, n. 3, p. 55–84. 2011.

SALES, R.; CAFÉ, L. Diferenças entre tesauros e ontologias. Perspectivas em Ciência da Informação, v. 14, n. 1, p. 99-116. 2009.

SMITH, Barry; WELTY, Christopher. Ontology: Towards a new synthesis. In: INTERNATIONAL CONFERENCE ON FORMAL ONTOLOGY IN INFORMATION SYSTEMS (FOIS), 2, 2001, Ogunquit, Maine, USA. Anais... Ogunquit, Maine: ACM, October 17-19. p.3-9. 2001.

SOERGEL, Dagobert. The rise of ontologies or the reinvention of classification. Journal of the American Society of Information Science, v. 50, n. 12, p. 1119- 1120. 1999.

SOUZA JR., M. B.; CAFÉ, L. Ontologias: Abordagens nas teses e dissertações das Universidades Públicas Brasileiras. Informação e Sociedade, v. 22, n. 2, p. 81–98. 2012.

SU, Y. et al. Agricultural ontology based feature optimization for agricultural text clustering. Journal of Integrative Agriculture, v.11, n. 5, p. 752-759. 2012.

TAO, T.; ZHAO, M. An ontology-based information retrieval model for vegetables e-commerce. Journal of Integrative Agriculture, v. 11, n. 5, p. 800-807. 2012.

USCHOLD, Mike; GRUNINGER, Michael. Ontologies: Principles, methods and applications. Knowledge Engineering Review, v. 11, n. 2, p. 93-136. 1996.

VICKERY, B. C. Ontologies. Journal of Information Science, v. 23, n. 4, p. 272- 286. 1997.

WANG, Y. et al. An ontology-based approach to integration of hilly citrus production knowledge. Computers and Electronics in Agriculture, v. 113, p. 24-43. 2015.

WANG, Yi; WANG, Ying. Citrus ontology development based on the eight-point charter of agriculture. Computers and Electronics in Agriculture, v. 155, p. 359-370. 2018.

WEI, Y. et al. From web resources to agricultural ontology: a method for semi-automatic construction. Journal of Integrative Agriculture, v. 11, n. 5, p. 775-783. 2012.

XU, Yong, et al. A Dairy Industry Information Cooperative Service System Based on a Production Process Ontology. Journal of Integrative Agriculture, v. 11, n. 5, p. 839-848. 2012.

ZHENG, Y. et al. Construction of the ontology-based agricultural knowledge management system. Journal of Integrative Agriculture, v. 11, n. 5, p. 700-709. 2012.

Publicado
17/08/2020
Como Citar
AraújoW. J., & LimaG. A. de. (2020). Panorama das ontologias do domínio agrícola: estudo a partir da Análise de Conteúdo. Ciência Da Informação, 49(2). Recuperado de http://revista.ibict.br/ciinf/article/view/5079