Os mapas do #15M: a arte da cartografia da multidão conectada | The 15M maps: the connected multitude art of cartography

Pablo DeSoto

Resumo


Resumo Entre os movimentos do chamado novo ciclo global de lutas (2011-2013), o 15M espanhol tem se caracterizado por ter a dimensão tecnopolítica mais potente. Uma parte fundamental dessa tekné é a cartografia, revelando sua potência nos processos de auto-organização, ação distribuída e descentralizada, inclusão de atores diversos e processos de imaginação social. Como parte de uma produção de ciência do comum e enfrentando as questões fundamentais em torno da reprodução da vida na metrópole contemporânea, os mapas do 15M apresentam novas funcionalidades e avanços técnicos não praticados em semelhante escala anteriormente. Em sua inovação tecnossocial, os mapas do 15M inauguram uma prática que chamamos a arte da cartografia da multidão conectada.

Palavras-chave: Tecnopolítica; Hacktivismo, Ciência Cidadã; Movimentos de Inovação “na Base”.

Abstract The new global cycle of struggles is characterized by a techno-political dimension. Revolts occur where open source knowledge, techniques, practices and strategies are learned and replicated with improvements connected by different crowds. The Spanish movement-event 15M has shown a fundamental part of this techne is cartography, revealing its enormous importance for the processes of self-organization, distributed and acesses of social imagination. As a production of a commons, this practice confronting the fundamental issues surrounding the reproduction of life in the contemporary metropolis, maps have 15M new features and technical specifications and on a scale not previously practiced: network visualization, concept maps are updated in a synergy of the street network to the network, systems and signals alerts for swarms, semantic wikis georeferenced. In his techno-social innovation, maps 15M inaugurate a practice we call the art of mapping the connected multitude.

Keywords:Tecnopolitics; Hacktivism; Citizen Science; Grassroots Innovation Movements.


Palavras-chave


tecnopolítica, hacktivismo, ciência cidadã, movimentos de innovação “na base”

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.18617/liinc.v13i1.3764

Apontamentos

  • Não há apontamentos.