A necessidade de uma política nacional para a gestão de dados de pesquisa no Brasil

Resumo

RESUMO Este trabalho discute os conceitos e características da ciência produzida no século XXI. Traz considerações sobre a ciberinfraestrutura necessária à colaboração e compartilhamento de dados de pesquisa. Contextualiza a gestão de dados e os motivos que podem causar impacto no compartilhamento de dados, dentre eles pesquisa em temas de soberania nacional, ou mesmo pesquisas que culminaram como desenvolvimento tecnológico. São apresentados exemplos sobre o processo de compartilhamento de dados em alguns países no exterior. No contexto brasileiro, apresenta e discute o marco legal sobre dados abertos governamentais e científicos. Além disso, apresenta algumas políticas institucionais brasileiras sobre gestão de dados. Ao final do artigo é apresentado um conjunto de diretrizes que pode servir de subsídio para a elaboração de uma política nacional para a gestão de dados de pesquisa.

Palavras-chave: Brasil; Gestão de dados de pesquisa; gestão de dados científicos, Informação científica; Política nacional de informação.

Biografia do Autor

Maíra Murrieta Costa, Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações Secretaria Executiva
Bibliotecária, Doutora em Ciência da Informação pela Universidade de Brasilia com sanduíche na University of Michigan. Mestre em Ciência da Informação pela Universidade de Brasilia. Especialista em Administração de Sistemas de Informação pela Fundação Getúlio Vargas.  É servidora pública, Tecnologista Senior do Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações. Atualmente e  Coordenadora de Inteligencia de Negocio e Informação do MCTIC, Membro do Grupo de Trabalho sobre Ciência Aberta no Brasil, Membro do Comitê de Infraestrura Nacional de Dados Abertos do MCTIC dentre outros grupos de trabalho que tem se dedicado ao fenômeno de gestão de dados. Tem experiência na área de planejamento de sistemas de informação, com ênfase em recuperação da informação on-line. Atualmente tem dedicado-se a pesquisa de dados científicos online coletados em grande escala e a necessidade de uma política nacional que normatize a gestão de dados de pesquisa nas instituições públicas.
Murilo Bastos da Cunha, Universidade de Brasília Faculdade de Ciência da Infromação
Ph. D. em Library Science pela University of Michigan ( EUA,1982), e estágio de pós-doutorado na University of Michigan (1996-97). Professor titular aposentado da UnB, professor permanente do Programa de Pós-graduação em Ciência da Informação da UnB, líder do Grupo de Pesquisa sobre Biblioteca digital (UnB-FCI). Foi presidente da Associação dos Bibliotecários do Distrito Federal e do Conselho Federal de Biblioteconomia. Na UnB ocupou os cargos de diretor da Faculdade de Estudos Sociais Aplicados, chefe do Departamento de Ciência da Informação e Documentação e Diretor da Biblioteca Central (em dois períodos).
Publicado
19/12/2019
Como Citar
CostaM. M., & CunhaM. B. da. (2019). A necessidade de uma política nacional para a gestão de dados de pesquisa no Brasil. Liinc Em Revista, 15(2). https://doi.org/10.18617/liinc.v15i2.4763
Seção
Dados de Pesquisa