Folksonomias e pós-verdade: desafios para a organização do conhecimento

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18617/liinc.v17i1.5706

Palavras-chave:

Folksonomia, Pós-verdade, Organização do conhecimento, Ontologia, Desinformação

Resumo

O estudo buscou propor uma redefinição do conceito de folksonomia a partir da identificação e análise das características, relações e impactos da pós-verdade enquanto fenômeno na organização do conhecimento. A metodologia utilizada tomou como base uma investigação de cunho exploratório e qualitativo que foi composta pela integração entre a pesquisa bibliográfica e a abordagem terminográfica. Apresenta como foco de análise um corpus constituído por 120 artigos publicados no período de 2005 a 2021 em âmbito internacional. Seus resultados possibilitaram caracterizar o fenômeno da pós-verdade e suas implicações no campo da organização do conhecimento; viabilizaram uma reflexão sobre as bases teórico-metodológicas que instituem as folksonomias como sistemas de organização do conhecimento, o que culminou com a compreensão da folksonomia como um modo algoritmicamente dirigido de manifestação e imposição de significados e discursos a partir das estruturas relacionais viabilizadas pelas redes sociotécnicas em contexto digital.

Referências

ALVES, Hugo.; SANTANCHÈ, André, 2011. Folksonomized Ontologies-from social to formal. In: XVII Brazilian symposium on multimedia and the web. 2011, p. 58-65.

ARAÚJO, C. A. V., 2020. O fenômeno da pós-verdade e suas implicações para a agenda de pesquisa na ciência da informação. Encontros Bibli: Revista Eletrônica de Biblioteconomia e Ciência da Informação [em linha]. 2020, v. 25, p. 1-17, 2020. [Acesso em 05 março 2021]. Disponível em: https://doi.org/10.5007/1518-2924.2020.e72673.

BARZILAI, S.; CHINN, C., 2020. A review of educational responses to the “post-truth” condition: four lenses on “post-truth” problems. Educational Psychologist [em linha]. 2020. v. 55. n. 3, p. 107-119. [Acesso em 20 março 2021]. Disponível em: https://www.tandfonline.com/doi/full/10.1080/00461520.2020.1786388.

CATUTTO, Ciro, 2006. Semiotic dynamics in online social communities. The European Physical Journal C. 2006, p. 33-37.

EUROPEAN COMMISSION, 2020. Proposal for a regulation of the european parliament and of the council on a Single Market For Digital Services (Digital Services Act) and amending Directive 2000/31. [em linha]. 2020. [Acesso em 30 março 2021]. Disponível em: https://ec.europa.eu/digital-single-market/en/laws.

ESTRADA-CUZCANO; Alonso.; ALFARO-MENDIVES, Karen.; SAAVEDRA-VÁSQUEZ, Valeria, 2020. Disinformation y misinformation, posverdad y fake News Precisiones conceptuales, diferencias, similitudes y yuxtaposiciones. Información, cultura y sociedad [em linha]. 2020. [Acesso em 20 março 2021]. Disponível em: http://revistascientificas.filo.uba.ar/index.php/ICS/article/view/7427/7057.

FALLIS, Don, 2015. What´s disinformation?. Library Trends [em linha]. 2015. v. 63, n. 3, p. 401-426. [Acesso em 8 março 2021]. Disponível em: https://www.ideals.illinois.edu/bitstream/handle/2142/89818/63.3.fallis.pdf.

FAROOQ, Umer, 2007. Evaluating tagging behavior in social bookmarking systems: metrics and design heuristics. International ACM SIGGROUP Conference on Supporting Group Work. 2007.

FEINBERG, Melanie, 2010. "Two kinds of evidence: how information systems form rhetorical arguments", Journal of Documentation [em linha]. 2010. v. 66 n. 4, p. 491-512. [Acesso em 8 março 2021]. Disponível em: https://doi.org/10.1108/00220411011052920.

FEITOSA, Ailton, 2006. Organização da informação na web: das tags à web semântica. Brasília, DF: Thesaurus. 131 p.

FREELON, Deen, 2017. Personalized information environments and their potential consequences for disinformation. In: Understanding and addressing the disinformation ecosystem, 2017. p. 5-12.

GROZA, Adrian, 2020. Detecting fake news for the new coronavírus by reasoning on the Covid-19 ontology [em linha]. 2020. [Acesso em 20 março 2021]. Disponível em: https://arxiv.org/pdf/2004.12330.pdf.

HJØRLAND, Birger, 2008. What is Knowledge Organization (KO)? Knowledge Organization [em linha]. 2008. v. 35, n. 3/2, p. 86-101. [Acesso em 10 março 2021]. Disponível em: https://www.ergon-verlag.de/isko_ko/downloads/ko35200823.pdf.

KALIL, Isabela.; SANTINI, Rose Marie, 2020. Coronavírus, Pandemia, Infodemia e Política. Relatório de pesquisa. São Paulo / Rio de Janeiro: FESPSP / UFRJ. 2020.

MAGALLÓN ROSA, Raúl, 2019. Unfaking News: como combater a desinformação. Porto: Media XXI. 2019.

McINTYRE, L., 2018. Posverdad. Madrid: Cátedra, 2018.

MEJIAS, Ulises, 2005. Tag literacy. [em linha] 2005. [Acesso em 20 março 2021]. Disponível em: https://blog.ulisesmejias.com/2005/04/26/tag-literacy/.

MOROZOV, Evgeny; MARCONDES, Claudio, 2018. Big tech: a ascensão dos dados e a morte da política. São Paulo: Ubu, 2018. 192 p.

MOURA, Maria Aparecida, 2009. Folksonomias, redes sociais e a formação para o tagging literacy: desafios para a organização da informação em ambientes colaborativos virtuais. Informação & Informação [em linha]. 2009. v. 14, n. 1esp, p. 25-45. [Acesso em 20 março 2021]. Disponível em: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/informacao/article/view/2196.

MOUSSELLY-SERGIEH, H.; EGYED-ZSIGMOND, E.; GIANINI, G.; DÖLLER, M.; PINON, J.-M.; KOSCH, H., 2014. Tag relatedness in image Folksonomies. Document Numerique [em linha]. 2014. v. 17, n. 2, p. 33-54. Disponível em: https://www.cairn.info/revue-document-numerique-2014-2-page-33.htm.

NAUMAN, Mohammad.; HUSSAIN, Fida., 2007. Common sense and folksonomy: Engineering an intelligent search system. International Conference on Information and Emerging Technologies [em linha]. 2007. p. 142-147. [Acesso em 30 março 2021]. Disponível em: https://ieeexplore.ieee.org/document/4381326.

O’REILLY, Tim, 2005. What Is Web 2.0? Design Patterns and Business Models for the Next Generation of Software. [em linha]. 2005. [Acesso em 8 março 2021]. Disponível em: http://www.oreilly.com/pub/a/web2/archive/what-is-web-20.html.

PAULA, Lorena Tavares de.; SILVA, Thiago dos Reis Soares da.; BLANCO, Yuri Augusto, 2018. Pós-verdade e Fontes de Informação: um estudo sobre fake news. Revista Conhecimento em Ação [em linha]. v. 3, n. 1, 2018. p.93-110. [Acesso em 20 março 2021]. Disponível em: https://revistas.ufrj.br/index.php/rca/article/view/16764.

QASSIMI, S.; ABDELWAHED, E.H. The role of collaborative tagging and ontologies in emerging semantic of web resources. Computing. v. 101, n. 10, 2019, p. 1489-1511.

RYABCHENKO, Natalia Anatolievna.; MALYSHEVA, Olga Petrovna., 2020. Characteristic features of modern political communication in the online-space. Voprosy Kognitivnoy Lingvistiki, v. 2020, n. 2, 2020, p. 101-113.

SALGADO, Isa Lice da Mota Rodrigues, 2019. A model of folksonomized ontologies for auditing financial institutions in Brazil. CEUR Workshop. 2019.

SAQUETE, E.; TOMÁS, D.; MOREDA, P.; MARTÍNEZ-BARCO, P.; Palomar, M., 2020. Fighting post-truth using natural language processing: a review and open challenges. Expert Systems with Applications [em linha]. 2020. [Acesso em 20 março 2021]. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/journal/expert-systems-with-applications.

TANDOC JR, Edson C., LIM, Zheng Wei, LING, Richard, 2018. Defining “Fake News”: a typology of scholarly definitions. Digital Journalism [em linha]. 2018, v. 6. n. 2, p. 137-153. [Acesso em 20 março 2021]. Disponível em: https://www.tandfonline.com/doi/full/10.1080/21670811.2017.1360143.

VANDER WAL, Thomas, 2007. Folksonomy coinage and definition. [em linha]. 2007. [Acesso em 8 março 2021]. Disponível em: https://vanderwal.net/folksonomy.html.

VIG, Jesse, 2010. Intelligent tagging interfaces: beyond folksonomy. XXIII Annual ACM symposium on user interface software and technology. [em linha]. 2010. [Acesso em 30 março 2021]. Disponível em: https://dl.acm.org/doi/abs/10.1145/1866218.1866226.

WANG, S.; ZHUANG, Y.; HU, Z.; FEI, X., 2015. An ontology evolution method based on folksonomy. Journal of Applied Research and Technology. [em linha]. v. 13, n. 2, 2015, p. 177-187. [Acesso em 15 março 2021]. Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.jart.2015.06.015.

WARDLE, Claire; DERAKHSHAN, Hossein, 2017. Information disorder: toward an interdisciplinary framework for researchand policy making. [em linha]. 2017. [Acesso em 30 março 2021]. Disponível em: https://rm.coe.int/information-disorder-toward-an-interdisciplinary-framework-for-researc/168076277c.

YADAV, Usha.; KAUR, Jaipreet.; DUHAN, Neelam., 2016. Semantically related tag recommendation using folksonomized ontology. III International Conference on Computing for Sustainable Global Development. 2016.

Downloads

Publicado

17/06/2021

Como citar

Assis, J. (2021). Folksonomias e pós-verdade: desafios para a organização do conhecimento: . Liinc Em Revista, 17(1), e5706. https://doi.org/10.18617/liinc.v17i1.5706

Edição

Seção

Infodemia e o Nosso Futuro