A educação popular às voltas com a sociedade da informação: potencialidades, riscos e particularidades

Autores

  • Nathalie Boucher-Petrovic Labsic

DOI:

https://doi.org/10.18617/liinc.v2i1.202

Resumo


Como explicar que atores da educação popular se refiram a uma sociedade chamada "da informação", parecendo assim inserir-se nesse projeto de intenção federativa que é hoje promovido pelos empresários e pelo poder público? Resultante de uma história longa e plural, a educação popular não constitui um todo homogêneo. Mas sua marca é uma filosofia comum que trabalha para a emancipação social, cultural e política do povo. De fato, a referência à sociedade da informação seria o meio de reatualizar as problemáticas que interessam aos atores da educação popular, além de superar a crise de sentido que eles enfrentam. Enfim, se essa aproximação parece, à primeira vista, favorecer o consenso, os conflitos inerentes ao confronto de valores e identidades continuam vivos e revelam os verdadeiros desafios que tal encontro promete.

Palavras-Chave: educação popular, sociedade da informação, ideologia, utopia, espaço público.

Biografia do Autor

  • Nathalie Boucher-Petrovic, Labsic
    Doutoranda em Ciências da Informação e da Comunicação, Universidade Paris 13 (Labsic) e Maison des Sciences de l'Homme Paris Nord. Com o apoio do INJEP (Institut National de la Jeunesse et de l'Éducation Populaire).

Downloads

Publicado

19/03/2006

Edição

Seção

Transformações da Aprendizagem na Sociedade da Informação

Como Citar

A educação popular às voltas com a sociedade da informação: potencialidades, riscos e particularidades. Liinc em Revista, [S. l.], v. 2, n. 1, 2006. DOI: 10.18617/liinc.v2i1.202. Disponível em: https://revista.ibict.br/liinc/article/view/3098.. Acesso em: 23 jul. 2024.