Mapeamento e avaliação da produção científica da Universidade de São Paulo com foco na estrutura e dinâmica de suas redes de colaboração científica │Proposal of a methodology for mapping and evaluating the University of São Paulo’s scientific production

Autores

  • Dalton Lopes Martins Faculdade de Tecnologia de São Paulo
  • Sueli Mara Soares Pinto Ferreira Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.18617/liinc.v9i1.513

Palavras-chave:

análise de redes sociais, indicadores, cientometria, modelos causais

Resumo

Resumo O entendimento das causas e as principais razões que influenciam o modo como os pesquisadores se articulam e constroem suas redes de colaboração científica ainda é uma questão em aberto na pesquisa acadêmica. De fundamental importância para o desenvolvimento de novos indicadores e modos de avaliação da produção científica, o conceito de redes sociais permite operar novos planos de análise, contribuindo com seus aspectos estruturais e dinâmicos ao estudo dos mecanismos e gatilhos causais que levam à constituição dessas redes de colaboração científica. A obtenção de atributos individuais dos pesquisadores, de dados de constituição das redes ao longo do tempo e o modo de desambiguação dos nomes que compõem essas redes de colaboração têm se mostrado os principais desafios de estudos das redes. O objetivo deste artigo é descrever como concebemos uma maneira de estudar as redes de colaboração de uma universidade, com foco específico na Universidade de São Paulo, identificando suas principais estratégias de conectividade e mecanismos causais, além de encontrar as relações entre suas redes e diferentes níveis de produtividade científica de seus participantes. Vale frisar que o artigo apenas descreve as questões da pesquisa e o modo de tratá-las, ficando sua execução para os próximos passos deste trabalho de pesquisa. Para tanto, pretende utilizar como base de análise uma Biblioteca de Produção Científica Institucional em desenvolvimento pelo SiBi/USP, que coleta os artigos publicados por membros da universidade em bases de dados de indexação de revistas nacionais e internacionais, tais como Scielo, Web of Science e BioMed, além da utilização da base de dados institucional para obtenção dos atributos individuais dos pesquisadores participantes dessas redes de colaboração.

Palavras-chave análise de redes sociais, indicadores, cientometria, modelos causais.

Abstract The understanding of the causes that influence how researchers articulate and build their scientific collaboration networks is still an open question in academic research. Of fundamental importance for the development of new indicators and methods of evaluation of scientific literature, the concept of social networking helps operate new levels of analysis, contributing their structural and dynamic aspects to the study of causal mechanisms and triggers that lead to the formation of these networks of scientific collaboration. Obtaining attributes of individual researchers, data on the constitution of networks over time and mode of disambiguation of the names that make up these collaboration networks have been the main challenges in the area of research networks. The purpose of this article is to describe how we designed a way to study a university’s collaboration networks, focusing on the University of São Paulo, and identifying their key strategies, connectivity and causal mechanisms, as well as finding links between their networks and different levels of participants’ productivity. It should be noted that this article only describes the research questions and how to treat them, leaving their implementation to the next steps of this research. The database used for analysis was the Institutional Scientific Production being developed by Sibi/USP, which collects articles published by members of the university indexed in national and international databases such as Scielo, Web of Science and BioMed, as well as an institutional database to obtain the individual attributes of the researchers participating in these networks.

Keywords social network analysis, indicators, scientometrics, causal model

Biografia do autor

Dalton Lopes Martins, Faculdade de Tecnologia de São Paulo

possui graduação em Engenharia Elétrica pela Universidade Estadual de Campinas (2002) e mestrado em Engenharia da Computação pela Universidade Estadual de Campinas (2004). Doutor em Ciências da Informação pela ECA-USP (2009-2012), trabalhando com o tema de mapeamento e análise estrutural e dinâmica de Redes Sociais em ambientes digitais distribuídos. Atualmente é coordenador do curso de Tecnologias de Desenvolvimento de Sistemas da pós-graduação do Senac Sorocaba, além de Professor Assistente na Fatec São Paulo e Fatec Ipiranga nas disciplinas Projetos de Redes de Computadores, Programação Web e Programação para Dispositivos Móveis. É consultor em projetos de mapeamento de redes sociais, mineração de dados e análise semântica em projetos voltados para análise de inteligência coletiva em ambientes governamentais, como Rede Humaniza SUS do Ministério da Saúde e +Telecentros pela Universidade Federal de São Carlos em parceria com Ministério das Comunicações, terceiro setor e empresas. Atuou em projetos de inclusão digital, cultura digital do portal Juventude SP, Rede de Projetos e tecnologias sociais do programa de inclusão digital Acessa Sao Paulo e Acessa Escola, além da rede de formação do programa Telecentros.BR. Tem experiência de pesquisa nas áreas de análise estrutural e dinâmica de redes sociais, bibliometria, informetria, webometria e cientometria. Vem direcionando sua atuação de pesquisa para a produção de mapas da ciência, utilizando técnicas de análise de redes sociais como metodologia de base.

Sueli Mara Soares Pinto Ferreira, Universidade de São Paulo

Professora Titular junto a Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto, Departamento de Educação, Informação e Comunicação desde julho de 2012. Livre-Docente em Geração e Uso da Informação pela Eca/USP em 2006. Doutora em Ciências da Comunicação pela USP (1995). Bolsa sanduíche durante o doutorado na Vanderbilt University, Peabody College em 1991 com o Prof. Dr. Willinburn Clouse e na Syracuse University, School of Information Studies em 1992 com a Profa. Dra. Ruth Small. Mestrado em Ciências da Comunicação pela USP (1989). Especialista e bacharel em Biblioteconomia e Documentação pelas Faculdades Teresa DÁvila de Lorena (1978). Professora e orientadora junto ao programa de pós-graduação em Ciência da Informação da USP, linha de pesquisa - Acesso à Informação da ECA/USP. Coordenadora da Rede de Informação em Ciências da Comunicação dos Países de Língua Portuguesa da Intercom (período 1999-2008), cujo trabalho foi merecedor do Prêmio Nacional Luiz Beltrão de Ciências da Comunicação de 2004, na categoria de Núcleo de Pesquisa Inovador. Coordenadora do núcleo de pesquisa "Design de sistemas virtuais centrado no usuário" certificado pela USP junto ao CNPq desde 2002, tendo como área empírica de estudo a Ciências da Comunicação. Parecerista e membro de comissão científica de várias revistas e eventos nacionais e internacionais. Membro do Conselho Diretor do IBICT (2008-2010), do Redalyc (2009-2012) e da Biblioteca Virtual da FAPESP (2009-2010). Diretora do Sistema Integrado de Bibliotecas da USP (2010-2013).Temas principais de pesquisa: arquitetura de informação, design centrado no usuário, abordagens alternativas, estudos de usuários, usabilidade, repositórios digitais, biblioteca federada, ciências da comunicação, acesso aberto, publicação eletrônica e comunicação científica.

Downloads

Publicado

27/05/2013

Como citar

Martins, D. L., & Ferreira, S. M. S. P. (2013). Mapeamento e avaliação da produção científica da Universidade de São Paulo com foco na estrutura e dinâmica de suas redes de colaboração científica │Proposal of a methodology for mapping and evaluating the University of São Paulo’s scientific production. Liinc Em Revista, 9(1). https://doi.org/10.18617/liinc.v9i1.513

Edição

Seção

Estudos Métricos da Informação em Ciência e Tecnologia