Benefits and the hidden face of the maker movement: Thoughts on its appropriation in African context | Os benefícios e a face oculta do movimento maker: Reflexões sobre sua apropriação no contexto africano

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18617/liinc.v13i1.3774

Palavras-chave:

Maker movement, cognitive justice, commons, hackerspace, DIY

Resumo

RESUMO O objetivo deste artigo é explorar os benefícios do e as críticas ao movimento maker, na perspectiva de sua adoção no contexto africano. O método usado foi a revisão da literatura, que revela que o movimento maker está incorporado à ética maker, ao DIY e a ideologias de software livre. Essas ideologias trazem valores como abertura, compartilhamento, inclusão, democratização e colaboração, que são o âmago dos benefícios sociais, políticos e econômicos do movimento maker. Mesmo que esses benefícios estejam infiltrados pelo capitalismo, a busca da justiça cognitiva e a filosofia do Commons parecem ser as ferramentas epistemológicas certas para a adoção do movimento maker na África.

Palavras-chave: Movimento Maker; Justiça Cognitiva; Commons; Hackerspace; DIY.    

ABSTRACT The aim of this paper is to explore benefits and critics of the maker movement, in the perspective of its adoption in African context. The method used is a literature review, which reveals that the maker movement is embodied in hacker ethics, DIY and free software ideologies. These ideologies bring values like openness, sharing, inclusion, democratization, and collaboration which are the core of the social, economic and political benefits of the maker movement. Even if these benefits are infiltrated by capitalism, the quest of cognitive justice and the Commons philosophy, seems to be the right epistemological tools for the adoption of the maker movement in Africa.   

Keywords: Maker Movement; Cognitive Justice; Commons; Hackerspace; DIY.

Biografia do Autor

  • Thomas Hervé Mboa Nkoudou, Université Laval
    PhD student in Information and communication

Downloads

Publicado

06/06/2017

Edição

Seção

Ciência Cidadã e Laboratórios Cidadãos

Como Citar

Benefits and the hidden face of the maker movement: Thoughts on its appropriation in African context | Os benefícios e a face oculta do movimento maker: Reflexões sobre sua apropriação no contexto africano. Liinc em Revista, [S. l.], v. 13, n. 1, 2017. DOI: 10.18617/liinc.v13i1.3774. Disponível em: https://revista.ibict.br/liinc/article/view/3774.. Acesso em: 24 maio. 2024.

Artigos Semelhantes

1-10 de 63

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.