Laboratórios empáticos | Emphatic labs

Autores

  • Cinthia Mendonça

DOI:

https://doi.org/10.18617/liinc.v13i1.3902

Resumo

Resumo O artigo trata de laboratórios que se dedicam à materialização de ideias por meio do trabalho colaborativo. O trabalho colaborativo que se pode encontrar nestes espaços faz referência a ideia de commons, isto é, através dele podemos encontrar compartilhamentos em diferentes níveis, sobretudo, através da criação de laços sociais, políticos, científicos e ainda a gestão de recursos. São espaços de experimentação (tecnosocial, artística ou científica) que não necessitam de uma estrutura rígida para serem eficientes; ao contrário, é criando dispositivos para destituir estruturas como essa que poderão ser empáticos e inclusivos.   Os laboratórios, se pensados como instâncias mais corporificadas e menos institucionalizadas, podem funcionar como um dispositivo de proliferação de fluxos de informações, até que estas ganhem forma.

Palavras chave: Trabalho Colaborativo; Commons; Espaços Empáticos.

Abstract The article analyses laboratories dedicated to the collaborative materialization of ideas through collaborative work. These refer us to the concept of commons, the sharing of spaces that refer us to technosocial, artistic or scientific experimentation which avoids rigid structures. They thus produce social, political, and scientific ties as well as the management of resources and may become empathic and inclusive. These less institutionalized structures can stimulate the proliferation of information flows until these gain form.

Keywords: Collaborative Work; Commons; Empathic Spaces.

Downloads

Publicado

06/06/2017

Edição

Seção

Relatos de experiências de laboratórios e ciência cidadã

Como Citar

Laboratórios empáticos | Emphatic labs. Liinc em Revista, [S. l.], v. 13, n. 1, 2017. DOI: 10.18617/liinc.v13i1.3902. Disponível em: https://revista.ibict.br/liinc/article/view/3902.. Acesso em: 25 jun. 2024.