Repensando a inovação do século XXI a partir das práticas do Movimento Maker

Autores

  • Cecília Gerhardt Burtet Universidade do Vale do Rio do Sinos (Unisinos)
  • Amarolinda Iara da Costa Zanela Klein Universidade do Vale do Rio do Sinos (Unisinos)

DOI:

https://doi.org/10.18617/liinc.v14i1.4137

Resumo

RESUMO O início do século XXI evidencia um crescente paradoxo no campo da inovação. De um lado, teóricos do campo da inovação e formadores de políticas consideram a inovação como algo ainda restrito ao domínio das empresas. De outro, o aumento da digitalização e a redução de custos de comunicação faz com que cada vez mais pessoas possam se envolver na geração de inovações e mudanças tecnológicas em diferentes contextos. Nesse cenário, emerge o Movimento Maker. Este artigo oferece um debate acerca das práticas desse movimento que geram questionamentos sobre as teorias de inovação atuais, propondo novos olhares e questões de pesquisa.

Palavras-chave: Inovação; Democratização da Inovação; Movimento Maker.

Biografia do Autor

  • Cecília Gerhardt Burtet, Universidade do Vale do Rio do Sinos (Unisinos)
    Doutoranda em Administração na Escola de Gestão e Negócios da Unisinos. Mestre pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Possui interesse nas área de Inovação Aberta, Democratização da Inovação, Aprendizagem Organizacional, Estudos Organizacionais e Teoria Ator-Rede.
  • Amarolinda Iara da Costa Zanela Klein, Universidade do Vale do Rio do Sinos (Unisinos)
    Pesquisadora do CNPq (Bolsista Produtividade), é doutora em Administração pela FEA/USP (2005), pós-doutora em Administração pela Université Pierre Mendès France - Grenoble - França (2012-2013), foi PhD research student da London School of Economics and Political Science (LSE) - Londres - Inglaterra - (2004-2005). Atualmente é Professora Titular do Programa de Pós-Graduação em Administração, pertencente à Escola de Gestão e Negócios da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS) - RS. Possui experiência de pesquisa e de consultoria na área de Administração/Tecnologia/Sistemas de Informação, incluindo coordenação de projetos de pesquisa CNPq e CAPES. É consultora ad hoc da Capes, CNPq e FAPERGS. Publicou artigos, livros e capítulos de livros no Brasil, Reino Unido e Estados Unidos, em periódicos como: Journal of Information Technology, Computers in Industry, International Journal of Information and Communication Technology Education, Journal of Global Information Management, Journal IEEE Latin America, International Journal of Learning Technology, Brazilian Administration Review, RAC, RAE, RAUSP, ReAD. É membro de corpo editorial e avaliadora de diversos periódicos e congressos nacionais e internacionais na área de Administração/Sistemas de Informação. É membro do comitê científico da área de Administração da Informação na ANPAD, membro da AIS (Association for Information Systems) e da Academy of Management. Seus tópicos de interesse são: Computação móvel e ubíqua aplicada a negócios, Internet da Coisas (IoT), mudanças organizacionais e geração de inovações com o uso de Tecnologia da Informação.

Downloads

Publicado

05/06/2018

Como Citar

Repensando a inovação do século XXI a partir das práticas do Movimento Maker. Liinc em Revista, [S. l.], v. 14, n. 1, 2018. DOI: 10.18617/liinc.v14i1.4137. Disponível em: https://revista.ibict.br/liinc/article/view/4137.. Acesso em: 23 jul. 2024.