ECONOMIA SOLIDÁRIA E A AUTONOMIA FEMININA

Autores

  • Alcione Lino de Araujo IFMA - CAMPUS SANTA INES
  • Plínio Gonçalves Fahd IFMA - INSTITUTO FEDERAL DO MARANHÃO - CAMPUS BACABAL

DOI:

https://doi.org/10.21728/p2p.2024v10n2e-6905

Palavras-chave:

mulheres, produtos processados, projeto cozinha comunitária

Resumo

O presente estudo, objetiva investigar o papel da economia solidária para autonomia feminina na Associação das Colônias. Com este enfoque as mulheres vêm conquistando seu espaço na Associação, através do Projeto Cozinha Comunitária, onde elas fabricam produtos processados e de panificação; esta conquista dar-se-á também na independência financeira; onde elas já não dependem exclusivamente do marido. É imprescindível que a economia solidária esteja relacionada com o desenvolvimento rural e a agricultura familiar para que juntos possam, de certa forma, trabalharem para o bem comum a todos. A Associação das Colônias fornece produtos in natura e processado para a Secretaria Municipal de Educação na cidade de Castro – PR, atendendo aos requisitos dos programas de políticas Públicas do Governo Federal, Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). A metodologia usada neste trabalho é aplicada, do ponto de vista de sua natureza; qualitativa e quantitativa, quanto ao problema; exploratória e descritiva, quanto aos objetivos; levantamento, quanto aos procedimentos técnicos. Quanto à população e amostra, significou em 100%, ou seja, a pesquisa foi realizada com as dezessete mulheres associadas. Como resultado foi verificado que na Associação das Colônias as mulheres conquistaram a sua autonomia através do trabalho que elas realizam, a fabricação de produtos processados e de panificação. A guisa de conclusão um dos pontos principais dos programas de políticas públicas do Governo Federal – PAA e PNAE – para Associação das Colônias na cidade de Castro – PR foi a integração entre a comunidade, a agricultura familiar e os vários segmentos governamentais e sociais.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Referências

ANGELIN, Rosângela; MADERS, Angelita Maria. A construção da equidade nas relações de gênero e o movimento feminista no Brasil: avanços e desafios. Cadernos de Direito, Piracicaba, v. 10, n. 19, jul-dez. 2010. Disponível em: https://doi.org/10.15600/2238-1228/cd.v10n19p91-115. Acesso em: 14 jun. 204.

GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

GOLTZ, Rita de Cássia. Entrevista concedida aos pesquisadores Alcione Lino de Araújo e Plínio Gonçalves Fahd. Castro, 24 de março de 2022.

GUÈRIN, Isabele. Sociologia Econômica e Relações de Gênero, in: Trabalho e Cidadania Ativa para as Mulheres: Desafios para as Políticas Públicas, São Paulo: Coordenadoria Especial da Mulher da Prefeitura Municipal de São Paulo, 2005, pág. 55-63.

IBGE – Base Cartográfica Digital – IBGE – 2023. Carta topográfica Telêmaco Borba, SG.22-X-A, escala 1:250.000 (digital). ADAP. E ORG.: Strack, I.R.L., 2023.

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo 2022: Resultados preliminares. Disponível em: http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/2022default.shtm. Acesso em: 10 março de 2022.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo Agropecuário 2017: Resultados preliminares. Disponível em: https://www.ibge.gov.br/estatisticas/economicas/agricultura-e-pecuaria/21814-2017-censo-agropecuario.html?edicao=25757&t=publicacoes. Acesso em: 10 março de 2022.

INEP. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira http://portal.inep.gov.br/basica-censo-escolar-matricula - Acesso em: 22 nov. 2023.

IRION, João Eduardo. Cooperativismo e economia social. São Paulo: STS, 1997.

LUNA, S. V. Planejamento de pesquisa: uma introdução. São Paulo: EDUC, 2007. 108 p. (Série Trilhas).

MACHADO, Gustavo Carvalhaes Xavier Martins Pontual; MACIEL, Tania Maria de Freitas Barros; THIOLLENT, Michel Jean Marie. The common and the unfolding in the solidarity economy from ecological sanitation. Saúde e Sociedade, v. 30, 2021. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0104-12902021181188. Acesso em: 17 jun. 2024.

MANCE, Euclides André. Economia Solidária: um novo paradigma? In: SEMINÁRIO CATARINENSE DE ECONOMIA SOLIDÁRIA, Florianópolis, 2000. Anais.... Florianópolis: SCES, 2000. Disponível em: www.milenio.com.br/mance/economia2.htm. Acesso em: 22 nov. 2023.

MELO, Aurélio Alves; VIEIRA, Fernanda Rodrigues. Agricultura familiar competitiva: um diagnóstico estratégico da agroindústria de processamento de frutas e vegetais pertencente à cooperativa de agricultura familiar de Itapuranga - Goiás. Enciclopédia biosfera, centro científico conhecer, Goiânia, v.8, n. 15, p. 2392, 2012. Disponível em: https://conhecer.org.br/ojs/index.php/biosfera/article/view/3797. Acesso em: 18 jun. 2024.

MENDES, E. de P. P.; PESSÔA, V. L. S. Técnicas de investigação e estudos agrários: entrevistas, registros de observação e aplicação de roteiro de entrevista. In: RAMIRE, C. de L.; PESSÔA, V. L. S. Geografia e pesquisa qualitativa: nas trilhas da investigação. Uberlândia: Assis, 2009. p. 509-537.

OIT - Organização Internacional do Trabalho – ABC of women workers’ rights and gender equality. Disponível em: https://www.ilo.org/lisbon/publica%C3%A7%C3%B5es/WCMS_714600/lang--pt/index.htm ISBN 978-92-2-119622-8 - Acesso em: 24 setembro de 2023.

OLIVEIRA, A. R. O associativismo na região do Pontal do Paranapanema-SP: limites e possibilidades para o desenvolvimento rural. Tese (Doutorado em Geografia) – Universidade Estadual Paulista, Presidente Prudente, 2010. Disponível em: http://hdl.handle.net/11449/105066. Acesso em: 10 jun. 2024.

OLIVEIRA, Vanessa Costa et al. Economia Solidária e Empreendedorismo aliados aos bancos sociais na contribuição do desenvolvimento regional: Uma revisão de literatura. Comuni@ Cción: Revista de Investigación en Comunicación y Desarrollo, v. 14, n. 3, p. 266-279, 2023. Disponível em: http://dx.doi.org/10.33595/2226-1478.14.3.894. Acesso em: 10 jun. 2024.

PAIXÃO, Mayara. Conheça o projeto de extensão universitária fundado pelo economista Paul Singer. Jornal do Campus (USP), 5, 2018. Disponível em: https://www.jornaldocampus.usp.br/index.php/2018/05/conheca-o-projeto-de-extensao-universitaria-fundado-pelo-economista-paul-singer/. Acesso em: 18 jun. 2024.

PASTORE, José. Situação Sócio-Econômica da Mulher. 2002. Disponível: http://www/mj.gov.br/sedh/cndm/artigos/art_pastore.htm. Acesso em: 06 jun de 2023.

PINHEIRO, Diógenes. Agricultura familiar e suas organizações: o caso das associações de produtores. In.: TEDESCO, João Carlos. Agricultura familiar: realidades e perspectivas. 3 ed. Passo Fundo: UPF, 2001. 406p.

PRONAF-MULHER - Financiamento à mulher agricultora integrante de unidade familiar de produção enquadrada no Pronaf, independentemente do estado civil. 2023. Disponível em: https://www.bndes.gov.br/wps/portal/site/home/financiamento/produto/pronaf-mulher. Acesso em: 22 nov. 2023

RÖHNELT, Priscila Barcelos Cardoso. O papel da mulher nas transformações da agricultura Familiar: a pluriatividade como estratégia de reprodução Social. In: ENCONTRO NACIONAL DE GEÓGRAFOS, 16., 2010, p. 1-6. Anais... Rio Grande: FURG, 2010.

ROSSINI, Rosa Ester. Womem, Migration, Enviroment and Rural Development Policy in Brazil. Recife: Revista Rural & Urbano, v. 2, n. 01, p. 134-150, 2002. Disponível: http://www.fao.org/DOCREP/x0210e/x0210e00.htm. Acesso em: 22 nov. 2023.

SANTOS, Fábio Pereira dos. Coalizões de interesses e a configuração política da agricultura familiar no Brasil. Tese (Doutorado em Administração Pública e Governo) – Escola de Administração de Empresas de São Paulo (FGV-SP). São Paulo (SP), 2011. Disponível em: https://pesquisa-eaesp.fgv.br/sites/gvpesquisa.fgv.br/files/fabio_pereira_dos_santos.pdf. Acesso em: 10 jun. 2024.

SCOTT, Parry; CORDEIRO, Rosineide. [orgs]. Agricultura Familiar e Gênero: práticas, movimentos e políticas públicas. Recife: Ed. Universitária da UFPE, 2006.

SEGER, Adelaine Catarina et. al. Mulheres Gerando Trabalho e Renda na Agricultura Familiar. Associação Regional de Educação, Desenvolvimento e Pesquisa (AREDE). Santa Rosa-RS: Coli Gráfica e Editora, 2007.

SILVA, Carolina Braz de Castilho. A pluriatividade e relações de gênero na agricultura familiar do Rio Grande do Sul. Dissertação de Mestrado. Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2009. Disponível em: http://hdl.handle.net/10183/22983. Acesso em: 10 jun. 2024.

SILVA, Edna Lúcia da; MENEZES, Estrela Muszkat. Metodologia da pesquisa e elaboração de dissertação. 4 ed – Florianópolis: UFSC, 2005.

SINGER, Paul; SOUZA, André Ricardo de (Org.). A economia solidária no Brasil: a autogestão como resposta ao desemprego. São Paulo: Ed. Contexto. 2000.

SINGER, Paul. Introdução à Economia Solidária. São Paulo: Ed. Fundação Perseu Abramo, 2002.

SOUZA, André; CUNHA, Gabriela; DAKUZAKU, Regina (Org.). Uma outra economia é possível: Paul Singer e a Economia Solidária. São Paulo: Editora contexto, 2003.

TAUILE, J. R.; RODRIGUES, H. Economia Solidária e Autogestão: a criação e recriação de trabalho e renda. IPEA – Mercado de Trabalho, [S.I.], n. 24, p.35-43, 2. sem. 2004. Disponível em: https://repositorio.ipea.gov.br/handle/11058/5250. Acesso em: 10 jun. 2024.

YIN, R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. Porto Alegre: Bookman, 2005.

Downloads

Publicado

18/06/2024

Edição

Seção

Economia Solidária

Como Citar

ARAUJO, Alcione Lino de; FAHD, Plínio Gonçalves. ECONOMIA SOLIDÁRIA E A AUTONOMIA FEMININA. P2P E INOVAÇÃO, Rio de Janeiro, RJ, v. 10, n. 2, p. e-6905, 2024. DOI: 10.21728/p2p.2024v10n2e-6905. Disponível em: https://revista.ibict.br/p2p/article/view/6905.. Acesso em: 22 jul. 2024.

Artigos Semelhantes

1-10 de 116

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.