Comunicação informal entre pesquisadores e extensionistas na área agrícola

Plácido Flaviano Curvo

Resumo


Estudo relacionado com a comunicação informal em um macrossistema para desenvolvimento e fluxo de informações científicas e tecnológicas agrícolas. Inclui pesquisadores (subsistema de geração) e especialistas estaduais, agentes de área e agentes locais do Serviço Cooperativo de Extensão Rural (subsistema de disseminação) da Ohio State University, uma das universidades "Land Grant" nos EUA. Os propósitos foram: a) determinar se as relações de comunicação informal entre os referidos profissionais acompanham a estrutura formal da organização; b) estudar os indivíduos-chave na estrutura de rede de comunicação interpessoal. Adotou-se uma abordagem sócio métrica e de análise de rede. Confirmando o esperado, os especialistas estaduais e agentes de área tiveram os mais altos índices de conectividade grupal e comunicatividade.Foram, assim, chamados de comunicadores oficiais de alto nível. A cadeia de grupos mais fortemente conectados entre si foi a de agentes locais, agentes de área, especialistas estaduais e pesquisadores, acompanhando a estrutura formal. Um pequeno grupo de comunicadores extra-oficiais de alto nível foi detectado entre os pesquisadores e agentes locais,grupo esse que tendia a ter um maior índice de leitura, de publicação, de participação em reuniões, um contato mais estreito com os especialistas, um maior número de amigos e uma maior reputação de competência que seus colegas.

Descritores

Comunicação Informal /Área agrícola. Fluxo da informação. Informação científica e tecnológica.

Abstract

This study is related to the informal Communication in a macrosystem for agricultural, scientific and technological Information development and flow. It includes researchers (generation subsystem) and state specialists, area agents and county agents of the Cooperative Extension Service (dissemination subsystem) in one of the Land Grant University in USA. The purpose was: 1) to determine whether or not the informal Communication relations among the professionals follows the organization formal structure; 2) to study the key individuais in the interpersonal Communication network structure. The method utilized followed a sociometric and network analysis approach. Confirming what is formally expected the state specialists and the area agents had higher scores on group connectedness and communicative ness than the other groups. They were, then, called official high communicators. The chain formed by the most connected groups was county agents, area agents, state specialists and researchers, following the formal structure. A small group of unofficial high communicators was detected among the researchers and county agents. They tended to have higher readership scores, publication rate, participations in meetings, degree of contacts with the specialists, number of friends and reputation for competence than their peers.


Palavras-chave


Comunicação Informal /Área agrícola. Fluxo da informação. Informação científica e tecnológica.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 1969 Plácido Flaviano Curvo

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.


Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibict)
SAUS - Setor de Autarquias Sul, Quadra 5, Lote 6, Bloco H
Seção de Editoração - sala 500
CEP 70070-912
Brasília-DF, Brasil

Licença Creative Commons
Todo o conteúdo publicado nesta revista está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.