Elaboração de modelos de domínio em ontologias: a abordagem onomasiológica e a função da definição

Autores

  • Maria Luiza de Almeida Campos Universidade Federal Fluminense , Centro de Estudos Gerais , Instituto de Artes

Palavras-chave:

Modelo de domínio, Ontologia, Abordagem onomasiológica, Abordagem semasiológica, Captura do conhecimento

Resumo

A captura do conhecimento para a elaboração de modelos de domínios pode adotar uma abordagem semasiológica de perspectiva linguística (partindo do termo para o conceito) ou a abordagem onomasiológica, de perspectiva extralinguística (partindo do conceito para o termo). No que tange às ontologias, a adoção da abordagem semasiológica, na maioria das vezes, no que concerne à atividade de captura de conhecimento, reflete um procedimento de análise de textos eletrônicos, partindo da linguagem natural e do texto escrito em seus diversos formatos. Já a abordagem onomasiológica considera primeiramente que se chega ao termo através do extralinguístico, ou seja, a partir do entendimento do referente no âmbito de um domínio de especialidade; o termo seria o término de uma atividade de conotação sobre o referente. Este artigo aborda a metodologia apoiada na abordagem onomasiológica elaborada por I. Dahlberg, e demonstram-se os papéis que as definições possuem nesta atividade. A definição, neste sentido, é entendida como produto de um acordo estabelecido entre o modelizador/ontologista e o especialista do domínio; ela reflete o modelo pretendido de representação do mundo modelado.

Biografia do Autor

Maria Luiza de Almeida Campos, Universidade Federal Fluminense , Centro de Estudos Gerais , Instituto de Artes

Pós-Doutorado pela Universidade de São Paulo (USP), São Paulo, Brasil. Pós-Doutorado pela Fundação Instituto Oswaldo Cruz (Fiocruz), Rio de Janeiro, Brasil. Doutora em Ciência da Informação pelo Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT - UFRJ), Rio de Janeiro, Brasil. Professora da Universidade Federal Fluminense do Departamento de Ciência da Informação e do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação (UFF – PPGCI), Niterói, Brasil.

Publicado

28/12/2017

Como Citar

Campos, M. L. de A. (2017). Elaboração de modelos de domínio em ontologias: a abordagem onomasiológica e a função da definição. Ciência Da Informação, 46(1). Recuperado de http://revista.ibict.br/ciinf/article/view/4016

Edição

Seção

Parte I - Contribuições teóricas e metodológicas da pesquisa sobre ontologias