Características da produção científica acerca do tema inteligência competitiva: uma análise bibliométrica

José Jonas Alves Correia, Leandro Martins da Silva, Ramon Rodrigues dos Santos, Josete Florencio dos Santos, Umbelina Cravo Teixeira Lagioia

Resumo


A inteligência competitiva (IC) é tratada como uma ferramenta interdisciplinar, no qual o construto decorre de outras ciências, como a ciência da informação e computação, economia, administração e psicologia. Esta pesquisa tem como finalidade analisar as características da produção acadêmica acerca da IC nos principais periódicos internacionais entre 1998 e 2017, por meio de estudo bibliométrico na base de dados Scopus, utilizando-se os termos competitive inteligence, inteligencia competitiva e inteligência competitiva (nos idiomas inglês, espanhol e português, respectivamente), no total de 263 artigos. Dentre os achados, observou-se que os anos de 2013 e 2016 foram os que apresentaram o maior volume de produção, além da predominância de trabalhos nos Estados Unidos, Brasil e África do Sul. O periódico que mais publicou sobre o assunto foi o Journal of Inteligence Studies In Business. Em relação aos clusters formados pelas redes de autorias e coautorias, foram percebidas duas formações: a primeira pelos autores Calof, J. e Viviers, W., e a segunda, pelos autores Muller, M. L., Saayman, A., Jegers, M., De Pelsmacker, P. e Cuyvers, L. Conclui-se que o estudo trouxe contribuições acadêmicas, ao passo que investiga o estado da arte do tema, explorando suas produções e apontando possíveis lacunas para pesquisas na área.

Palavras-chave


Inteligência competitiva; Bibliometria; Produção científica

Referências


ALMEIDA, F. C.; LESCA, H.; CANTON, A. W. P. Intrinsic motivation for knowledge sharing–competitive intelligence process in a telecom company. Journal of Knowledge Management, v. 20, n. 6, p. 1282-1301, 2016.

ARAÚJO, E. A. O fenômeno informacional na Ciência da Informação: abordagem teórico-conceitual. In: Ciência da Informação e Biblioteconomia: múltiplos discursos. São Luís: EDFAMA, 2002.

BOSE, R. Competitive intelligence process and tools for intelligence analysis. Industrial Management & Data Systems, v. 108, n. 4, p. 510-528, 2008.

COELHO, G. M.; DOU, H.; QUONIAM, L.; SILVA, C. H. Ensino e pesquisa no campo da inteligência competitiva no Brasil e a cooperação franco-brasileira. Puzzle, n. 23, p. 12-19, 2001.

FERENHOF, H. A.; FERNANDES, R. F. Desmistificando a revisão de literatura como base para redação científica: método SFF. Revista ACB, v. 21, n. 3, p. 550-563, dez. 2016.

GILAD, B. The Role of Organized Competitive Intelligence in Corporate Strategy. Columbia Journal of World Business. v. 24, n. 4, p. 29-36, 1989.

KOBASHI, N. Y; SANTOS, R. N. M. dos. Arqueologia do trabalho imaterial: uma aplicação bibliométrica à análise de dissertações e teses. Encontros Bibli: Revista Eletrônica de Biblioteconomia e Ciência da Informação, p. 106-115, abr. 2008.

LE COADIC, Y. A Ciência da Informação. 2 ed. Brasília: Briquet de Lemos, 2004.

LUCAS, A.; CAFÉ, L. M. A.; VIEIRA, A. F. G. Business intelligence and competitive intelligence in brazilian information science: contributions to an analysis terminological. Perspectivas em Ciência da Informação, v. 21, n. 2, p. 168-187, 2016.

MELO, M. A. N.; MEDEIROS, D. D. A model for analyzing the competitive strategy of health plan insurers using a system of competitive intelligence. The TQM Magazine, v. 19, n. 3, p. 206-216, 2007.

OLIVEIRA, M. Origens e Evolução da Ciência da Informação. In: OLIVEIRA, Marlene. (Org.). Ciência da Informação e Biblioteconomia: novos conteúdos e espaços de atuação. 2. ed. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2011.

PERUCCHI, V.; ARAÚJO JÚNIOR, R. H. de. Produção científica sobre inteligência competitiva da Faculdade de Ciência da Informação da Universidade de Brasília. Perspectivas em Ciência da Informação, v. 17, n. 2, p. 37-56, 2012.

PINHEIRO, L. V. R. Inteligência competitiva como disciplina da ciência da

informação e sua trajetória e evolução no Brasil. In: STAREC, C.; GOMES, E.; BEZERRA, J. Gestão estratégica da informação e inteligência competitiva. São Paulo: Saraiva, 2005. p. 17-32.

PINTRO, S.; VIANNA, W. B.; VARVAKIS, G. Inteligência Competitiva e Ciência da Informação: conexões epistemológicas para tomada de decisão nas organizações. Em Questão, v. 22, n. 3, p. 10-35, set/dez. 2016.

QUEIROZ, D. G. C; MOURA, A. M. M. Ciência da Informação: história, conceito e características. Em Questão, Porto Alegre, v. 21, n. 3, p. 25-42, ago./dez. 2015.

REGINATO, C. E. R; GRACIOLI, O. D. Strategic Management of Information through the use of competitive intelligence and knowledge management: a study applied to the furniture industry in Rio Grande do Sul, Brazil. Gestão & Produção, v. 19, n. 4, p. 705-716, 2012.

ROUACH, D.; SANTI, P. Competitive intelligence adds value: Five intelligence attitudes. European Management Journal, v. 19, n. 5, p. 552-559, 2001.

SEPAHVAND, R.; NAZARPOORI, A. H.; VEISI, M.. The Effect of Competitive Intelligence on Organizational Performance Through Orientation (Case Study: Insurance Companies Sanandaj). International Business Management, v. 10, n. 7, p. 1280-1283, 2016.

SHARP, S. Competitive intelligence advantage: how to minimize risk, avoid surprises, and grow your business in a changing world. John Wiley & Sons, 2009. Disponível em: Acesso em: 09 set. 2018.

SILVA, J. L. C. Das concepções disciplinares na Ciência da Informação e/ou de suas configurações epistemológicas: o desiderato percepcionado da interdisciplinaridade. Investigación Bibliotecológica, v. 27, n. 59, p. 67-92, jan./abr. 2013.

SILVA, P. N.; MUYLDER, C. F. de. Competitive intelligence and cooperation in Belo Horizonte' software cluster. Perspectivas em Ciência da Informação, v. 20, n. 2, p. 134-157, 2015.

SPLITTER, K; ROSA, C. A. Genealogia dos trabalhos bibliométricos em Contabilidade. In: CONGRESSO USP DE CONTROLADORIA E CONTABILIDADE, 12. 2012. São Paulo. Anais... São Paulo, 2012. Disponível em: Acesso em 09. set. 2018.

TEO, T. S. H.; CHOO, W. Y. Assessing the impact of using the Internet for competitive intelligence. Information & Management, v. 39, n. 1, p. 67-83, 2001.

TYSON, K. Guide to competitive intelligence: gathering, analyzing, and using competitive intelligence. Chicago: Kirk Tyson, 1998.

WERSIG, G.; NEVELlNG, U. The phenomena of interest to Information Science. Information Scientist, v. 9, n. 4, p. 127-140, Dec. 1975.

XU, K.; LIÃO, S. S.; LI, J.; SONG, Y. Mining comparative opinions from customer reviews for Competitive Intelligence. Decision support systems, v. 50, n. 4, p. 743-754, 2011.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 José Jonas Alves Correia, Leandro Martins da Silva, Ramon Rodrigues dos Santos, Josete Florencio dos Santos

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.


Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibict)
SAUS - Setor de Autarquias Sul, Quadra 5, Lote 6, Bloco H
Seção de Editoração - sala 500
CEP 70070-912
Brasília-DF, Brasil

Licença Creative Commons
Todo o conteúdo publicado nesta revista está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.