Abordagens, estratégias e ferramentas para o acesso aberto via periódicos e repositórios institucionais em instituições acadêmicas brasileiras | Approaches, strategies and tools for open access through journals and institutional repositories in Brazilian

Autores

  • Sely Costa

DOI:

https://doi.org/10.18617/liinc.v4i2.281

Palavras-chave:

acesso aberto à literatura científica, acesso aberto ao conhecimento científico, periódicos científicos eletrônicos de acesso aberto, repositórios institucionais, diferenças disciplinares, modelo de comunicação científica, modelo de gestão do conhecimento

Resumo

Resumo Este ensaio tem por objetivo discutir, de modo sucinto, o movimento do acesso aberto nos dias atuais, procurando-se identificar a diferença entre acesso aberto à literatura científica e acesso aberto ao conhecimento científico. A abordagem do acesso aberto à literatura relaciona-se com o processo de comunicação, enquanto o acesso aberto ao conhecimento científico, com a gestão do conhecimento. Recorre-se à literatura e à experiência pessoal no intuito de identificar e relatar estratégias e ferramentas que têm sido utilizadas em diferentes países e no próprio Brasil. A discussão fundamenta-se em três tópicos considerados basilares para o estudo e a prática com periódicos eletrônicos e repositórios de acesso aberto, que são: as diferenças disciplinares, o sistema de comunicação científica e os modelos de gestão do conhecimento. Parte-se do pressuposto de que as diferenças disciplinares devem nortear as ações e decisões a respeito da criação e manutenção de revistas e repositórios. As primeiras, como veículos efetivos de comunicação científica. Os últimos, como, ferramentas eficientes de gestão do conhecimento.

Palavras-chave acesso aberto à literatura científica; acesso aberto ao conhecimento científico; periódicos científicos eletrônicos de acesso aberto; repositórios institucionais; diferenças disciplinares; modelo de comunicação científica; modelo de gestão do conhecimento científico.


Abstract This essay aims at briefly discussing the open access movement today, trying to identify the difference between open access to scientific literature and open access to scientific knowledge. Open access to scientific literature is related to the scholarly communication process approach, while open access to scientific knowledge concerns the knowledge management approach. Both the literature and personal experience are used as the basis for discussion, attempting to identify and report strategies and tools that have been used in different countries and in Brazil itself. The discussion is based on three fundamental issues for the study and practices with open access journals and repositories, which are disciplinary differences, the scholarly communication system and knowledge management models. The assumptions behind the discussion are that disciplinary differences should guide both decisions and actions related to creating and maintaining journals and repositories. Journals are to be approached as effective communication channels while repositories are to be considered as efficient knowledge management tools.

Keywords Open access to scientific literature. Open access to scientific knowledge. Scientific and scholarly electronic journals. Institutional repositories. Disciplinary differences. Scholarly communication models. Scientific knowledge management.

Biografia do autor

Sely Costa

Doutora em Ciência da Informação, Professora Adjunta do Departamento de Ciência da Informação da Universidade de Brasília

Downloads

Publicado

19/09/2008

Como citar

Costa, S. (2008). Abordagens, estratégias e ferramentas para o acesso aberto via periódicos e repositórios institucionais em instituições acadêmicas brasileiras | Approaches, strategies and tools for open access through journals and institutional repositories in Brazilian. Liinc Em Revista, 4(2). https://doi.org/10.18617/liinc.v4i2.281

Edição

Seção

Acesso Livre: um novo paradigma para a comunicação científica