Gerar (e gerir) expectativas: novas áreas de pesquisa nos estudos da ciência e da tecnologia │ Making (and managing) expectations: new areas of research in science and technology studies

Raquel Velho

Resumo


RESUMO Os estudos da ciência e da tecnologia constituem uma área em que novas ferramentas analíticas são constantemente elaboradas. Este artigo propõe usar a sociologia das expectativas, desenvolvida na última década, como uma nova perspectiva a ser usada para analisar debates geralmente explorados por teorias da política científica, e investigar as vantagens e lacunas desta disciplina. Ao fazê-lo, faz-se uso de um conjunto de trabalhos da sociologia das expectativas para sugerir uma re-leitura do caso do sismo de Aquila em 2009 em que, de forma inédita na história da ciência, seis cientistas e um oficial do governo italianos foram acusados e condenados por homicídio involuntário pela occorência de 300 vítimas.

Palavras-chave: Comunicação; Expectativas; Política Científica; Sociedade de Risco; Sociologia da Ciência.

ABSTRACT Science and technology studies has been an area where new analytical tools are constantly being elaborated. This paper proposes the sociology of expectations, developed in the past decade, as a new perspective to be used when analysing debates usually explored by science policy theories, and investigates the advantages and shortfalls of this discipline. To do so, the author uses an ensemble of work from the sociology of expectations to offer a different reading of the prosecution of six scientists and a government official in Italy, found guilty of involuntary manslaughter after an earthquake left over 300 victims in L’Aquila.  

Keywords: Communication; Expectations; Science Policy; Risk Society; Sociology of Science.


Palavras-chave


Comunicação; Expectativas; Política Científica; Sociedade de Risco; Sociologia da Ciência.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.18617/liinc.v10i2.723

Apontamentos

  • Não há apontamentos.