Terminologia e ontologia: discussões sobre a criação de definições em vocabulários biomédicos

Autores

  • Maurício Barcellos Almeida Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Ciência da Informação, Depto de Teoria e Gestão da Informação
  • Elisângela Cristina Aganette Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Ciência da Informação, Depto de Organização e Uso da Informação

DOI:

https://doi.org/10.18225/ci.inf.v45i1.1876

Palavras-chave:

Ontologia aplicada, Terminologia, Definições

Resumo

A representação da informação e do conhecimento descreve entidades do mundo e aquelas estudadas pela ciência. Em biomedicina, as entidades que precisam ser representadas envolvem tanto as ciências naturais, no caso da descrição dos organismos vivos; quanto as ciências sociais, no caso de estudos sobre como os profissionais de saúde tomam decisões. Para a atividade de representar existem teorias já consagradas, como a Teoria da Terminologia, amplamente adotada em normas internacionais; e teorias mais recentes, como a Teoria da Ontologia Aplicada, a qual tem buscado formas efetivas de representação no contexto digital. O presente artigo descreve um estudo de caso que compara aspectos dessas duas teorias, enfatizando o processo de criação de definições para termos de vocabulários biomédicos. Para tal, utilizam-se exemplos reais de definição de termos no contexto de um projeto no domínio da biomedicina. Apresentam-se ainda discussões que evidenciam a complementaridade entre as teorias em questão, mesmo que existam diferenças na maneira de criar definições em cada uma dessas teorias. Espera-se assim, contribuir para melhor entendimento sobre a criação das definições, bem como auxiliar ao profissional da informação em suas necessidades práticas.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Maurício Barcellos Almeida, Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Ciência da Informação, Depto de Teoria e Gestão da Informação
    Pós-Doutorado pela University at Buffalo - the State University of New York ( SUNY), Estados Unidos. Doutor em Ciências da Informação pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Professor da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) – Belo Horizonte, MG - Brasil.
  • Elisângela Cristina Aganette, Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Ciência da Informação, Depto de Organização e Uso da Informação
    Doutora em Ciências da Informação pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Professora da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) – Belo Horizonte, MG - Brasil.

Downloads

Publicado

08/12/2017

Edição

Seção

Artigos

Como Citar

Terminologia e ontologia: discussões sobre a criação de definições em vocabulários biomédicos. Ciência da Informação, [S. l.], v. 45, n. 1, 2017. DOI: 10.18225/ci.inf.v45i1.1876. Disponível em: https://revista.ibict.br/ciinf/article/view/1876.. Acesso em: 24 maio. 2024.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)