Produção científica em contabilidade no Brasil: análise com as teses de doutorado

Autores

  • Cleber Broietti UNESPAR
  • Juliana Arruda UFSC
  • Deise Caroline Salm UFSC
  • Suliani Rover UFSC

Palavras-chave:

Produção Científica;, Teses;, Doutorados em Contabilidade

Resumo

Contextualização: O aumento da pesquisa científica em contabilidade ocorrida no Brasil, nos últimos anos, passa pelo aumento dos cursos de pós-graduação. Deste modo, torna-se pertinente constatar o progresso na pesquisa em contabilidade por meio das teses de doutorado defendidas.

Lacuna: A originalidade da pesquisa encontra-se na identificação, amplitude e período abrangido, bem como na análise dos itens metodológicos utilizados nas teses de doutorado em contabilidade.

Propósito: Apresentar um levantamento das características das teses de doutorado em contabilidade, defendidas entre os anos 2012 a 2016, no Brasil.

Metodologia: Quanto a metodologia foi realizada uma análise bibliométrica mediante a técnica de metanálise, em 147 teses publicadas pelos programas de pós-graduação em contabilidade.

Resultados: Os principais resultados foram: (1) a área temática mais abordada nas teses foi a contabilidade financeira; (2) há predominância de doutorandos do gênero masculino; (3) em relação à metodologia, o tipo de pesquisa mais utilizado é a descritiva e o procedimento é o documental; (4) quanto à abordagem metodológica, a predominância é a de estudos quantitativos, sendo a principal técnica utilizada a estatística descritiva; e (5) as Teorias da Agência e da Contingência foram aquelas que mais fundamentaram os estudos desenvolvidos.

Conclusão: Houve uma evolução nos temas pesquisados dentro da área contábil, principalmente pela quantidade de teorias utilizadas. Percebeu-se, por meio da metanálise, que a área de contabilidade gerencial vem evoluindo

Contextualização: O aumento da pesquisa científica em contabilidade ocorrida no Brasil, nos últimos anos, passa pelo aumento dos cursos de pós-graduação. Deste modo, torna-se pertinente constatar o progresso na pesquisa em contabilidade por meio das teses de doutorado defendidas.

Lacuna: A originalidade da pesquisa encontra-se na identificação, amplitude e período abrangido, bem como na análise dos itens metodológicos utilizados nas teses de doutorado em contabilidade.

Propósito: Apresentar um levantamento das características das teses de doutorado em contabilidade, defendidas entre os anos 2012 a 2016, no Brasil.

Metodologia: Quanto a metodologia foi realizada uma análise bibliométrica mediante a técnica de metanálise, em 147 teses publicadas pelos programas de pós-graduação em contabilidade.

Resultados: Os principais resultados foram: (1) a área temática mais abordada nas teses foi a contabilidade financeira; (2) há predominância de doutorandos do gênero masculino; (3) em relação à metodologia, o tipo de pesquisa mais utilizado é a descritiva e o procedimento é o documental; (4) quanto à abordagem metodológica, a predominância é a de estudos quantitativos, sendo a principal técnica utilizada a estatística descritiva; e (5) as Teorias da Agência e da Contingência foram aquelas que mais fundamentaram os estudos desenvolvidos.

Conclusão: Houve uma evolução nos temas pesquisados dentro da área contábil, principalmente pela quantidade de teorias utilizadas. Percebeu-se, por meio da metanálise, que a área de contabilidade gerencial vem evoluindo

Biografia do autor

Cleber Broietti, UNESPAR

Doutor em Contabilidade pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) - Florianópolis, SC - Brasil.

Professor da Universidade Estadual do Paraná (Unespar) - Apucarana, PR - Brasil.

Juliana Arruda, UFSC

Graduada em Ciências Contábeis pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Florianópolis, SC, Brasil.

Deise Caroline Salm, UFSC

Graduada em Ciências Contábeis pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) - Florianópolis, SC - Brasil.

Suliani Rover, UFSC

Pós-Doutorado pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) – SC - Brasil. Doutora em Controladoria e Contabilidade pela Universidade de São Paulo (USP) – SP - Brasil. Professora da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) - Florianópolis, SC - Brasil.

Referências

CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Cursos Recomendados/Reconhecidos. 2017. Disponível em: http://www.capes.gov.br/avaliacao/dados-do-snpg/cursos-recomendados-reconhecidos. Acesso em: 28 jun. 2018.

COSTA, F.; MARTINS, G. A. Características epistemológicas de publicações científicas em Contabilidade: evidências de um cenário produtivista. Revista Contemporânea de Contabilidade, v.13, n.29, p.33-68, 2016.

ECO, U. Como se faz uma tese em ciências humanas. Tradução de Ana Falcão Bastos e Luís Leitão. 13. ed.Queluz de Baixo: Editorial Presença, 2007.

FÁVERO, L. P.; BELFIORE, P. Análise de dados: técnicas multivariadas exploratórias com SPSS® e Stata®. Rio de Janeiro: Campus Elsevier, 2017.

GORDON, E. A. Avanços e oportunidades na pesquisa contábil internacional. Revista de Contabilidade &Finanças, v.30, n.79, p.9-13, 2019.

KIHN, L. A.; NASI, S. Emerging diversity in management accounting research: The case of Finnish doctoral dissertations, 1945-2015. Journal of Accounting & Organizational Change, v.13, n.1, p.131-160, 2017.

MAGALHÃES, F. A. C. Construção do saber no programa de doutorado em contabilidade no Brasil: plataformas teóricas e motivações. 30º Encontro do ANPAD, Salvador, BA, Brasil, 23-27 de setembro, 2006.

MARASSI, R. B.; BRIZOLLA, M. M.; CUNHA, P. R. Produção científica sobre rodízio de auditoria: Uma análise bibliométrica e sociométrica nas bases Science Direct e Scopus. Revista Evidenciação Contábil & Finanças, v.2, n.1, p.4-21, 2014.

MARTINS, G. A.; THEÓPHILO, C. R.. Metodologia da investigação científica para ciências sociais aplicadas. 2.ed. São Paulo: Atlas, 2009.

MIRANDA, G. J.; SANTOS, L. A. A.; CASA NOVA, S. P.; CORNACCHIONE JR., E. B. A pesquisa em Educação Contábil: produção científica e preferências dos doutores no período de 2005 a 2009. Revista de Contabilidade e Finanças, v.24, n.61, p.75-88, 2013.

MIRANDA, C. S.; ARAÚJO, A. M. P.; MIRANDA, R. A. M. Perfil e Expectativas dos Ingressantes do curso de ciências contábeis: Um estudo em instituições de Ensino Superior do interior Paulista. Revista de Gestão, Finanças e Contabilidade, v.5, n.1, p.4-20, 2015.

OLIVEIRA, B. S. O. (Org). Métodos e técnicas de pesquisa em contabilidade / Coordenação Antônio Benedito Silva Oliveira. São Paulo: Saraiva, 2003.

PAULO, E. Manipulação das informações contábeis: uma análise teórica e empírica sobre os modelos operacionais de detecção de gerenciamento de resultados. Tese de doutorado da Universidade de São Paulo (USP), São Paulo, p.269, 2007.

PEREIRA, D. R. M.; PINTO, M. R. Educação, desenvolvimento humano e qualidade da educação. Revista de Políticas Públicas, v.13, n.1, p. 97-106, 2009.

PONTES, E. S.; SILVA, R. B.; CABRAL, A. C. A.; SANTOS, S. M.; PESSOA, M. N. M. Produção Acadêmica Nacional em Contabilidade: Análise das teses e dissertações produzidas entre 2007 e 2016. REAd - Porto Alegre, v.23, n.3, p.239-258, 2017.

RIBEIRO, M. C. H. Bibliometria: Quinze anos de análise da produção acadêmica em periódicos brasileiros. Biblios, v. 69, p.1–20, 2017.

RIBEIRO, R. R. M. Análise da abordagem metodológica: um estudo das teses e dissertações em Contabilidade Gerencial. Revista ConTexto, v.13, n.25, p.84-97, 2013.

RICCIO, E. L.; MENDONÇA NETO, O. R.; SAKATA, M. C. G. Movimentos de teorias em campos interdisciplinares: a inserção de Michel Foucault na contabilidade. Revista de Administração Contemporânea, v.11, n.2, p.11-32, 2007.

RICHARDSON, R. J. Pesquisa Social: métodos e técnicos.3.ed. São Paulo: Atlas, 2015.

SAMPIERI, R. H.; COLLADO, C. F.; LUCIO, M. D. P. B.. Metodologia de pesquisa. 5. ed. Porto Alegre: Penso, 2013.

SAYED, S.; CORNACCHIONE JR., E. B.; NUNES, T.; SOUZA, M. C. Análise dos estudos em história da Contabilidade em teses e periódicos brasileiros (2000-2016). ConTexto, v.19, n.41, p.1-12, 2019.

SCHMIDT, F. L.; HUNTER, J. E. Methods of meta-analysis: Correcting error and bias in research findings. London: Sage, 2014.

SILVA, A. C. R. Metodologia da pesquisa aplicada à contabilidade: orientações de estudos, projetos, artigos, relatórios, monografias, dissertações, teses. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

SOUZA, F. J. V.; SILVA, M. C.; ARAÚJO, A. O.; SILVA, J. D. G. Revista de contabilidade do mestrado em Ciências Contábeis da UERJ: Uma análise de oito anos de publicação (2003 a 2011). Revista de administração, contabilidade, e sustentabilidade, v.2, n.3, p.69-85, 2012.

USP – Universidade de São Paulo. XVII USP International Conference in Accounting e XIV Congresso USP de Iniciação Científica em Contabilidade. Áreas Temáticas. 2017. Disponível em: http://congressousp.fipecafi.org/areas.aspx. Acesso em: 04 jul.2018.

WINK, P. K. S.; LOPES, J. E. G.; THEÓPHILO, C. R.; PEDERNEIRAS, M. M. M.; COSTA, R. S. Approach Epistemológico: uma pesquisa no programa de pós-graduação em controladoria e contabilidade da FEA/USP. Revista Ambiente Contábil, v.5, n.1, p.263-280, 2013.

Downloads

Publicado

23/11/2022

Como citar

Broietti, C., Arruda, J., Salm, D. C., & Rover, S. (2022). Produção científica em contabilidade no Brasil: análise com as teses de doutorado. Ciência Da Informação, 51(2). Recuperado de https://revista.ibict.br/ciinf/article/view/5483

Edição

Seção

Artigos