Biblioteca escolar: espaço de silêncio e interdição | School library: a place of silence and prohibition

Autores

  • Gustavo Grandini Bastos Universidade de São Paulo
  • Soraya Maria Romano Pacífico
  • Lucília Maria Sousa Romão

DOI:

https://doi.org/10.18617/liinc.v7i2.347

Palavras-chave:

discurso, biblioteca escolar, silêncio, sentido, leitores | discourse, school library, silence, sense, readers

Resumo

Resumo Postulamos que a biblioteca, ao legitimar e instaurar o silêncio em seu espaço impede de proporcionar aos leitores um espaço de possibilidades de construção de sentidos, de fuga e de contestação da ordem em que vivemos. Marcamos que, ainda mais pelo fato de trabalhar muito com alunos é complexo imaginar os mesmos se relacionando bem em um espaço tão sisudo. Ocorre ainda que quem comanda a biblioteca crê no silêncio como a ausência de sentido, ato vazio de qualquer rastro, buscando garantir uma ausência de quebrar uma segurança aparente, censurando o aluno, impedindo-o de enunciar outros sentidos além dos apresentados pelo professor, na sala de aula. Procuramos nesse trabalho, à luz da teoria discursiva, questionar e expor que o silêncio está longe de ser oco de sentidos e significados.

Palavras-chave discurso; biblioteca escolar; silêncio; sentido; leitores

Abstract We postulated that the library, when legitimating and to establish the silence in your space impedes of providing to the readers a space of possibilities of construction of senses, of escape and of reply of the order in that lived. We marked that, still more for the fact of working a lot with students is complex to imagine the same ones linking well in such a discerning space. It happens although who commands the library has faith in the silence as the sense absence, empty act of any trace, looking for to guarantee an absence of breaking an apparent safety, censuring the student, impeding him/it of enunciating other senses besides introduced them by the teacher, in the class room. We sought in that work, to the light of the discursive theory, to question and to expose that the silence is far away from being hollow of senses and meanings.

Keywords discourse; school library; silence; sense; readers

Biografia do Autor

  • Gustavo Grandini Bastos, Universidade de São Paulo

    Discente do 4º ano de Ciências da Informação e Documentação da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo. Atuando na área, com ênfase principalmente nos seguintes temas: Lingüística (Análise do Discurso de filiação francesa), Biblioteca Escolar, Biblioteca Comunitária, Biblibliotecas Alternativas e Leitura. Bolsista de Iniciação Científica FAPESP.

    Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ribeirão Preto, Usp, Ffclrp.
    Avenida dos Bandeirantes, 3900
    Monte Alegre
    14040-901 - Ribeirao Preto, SP - Brasil

  • Soraya Maria Romano Pacífico

    Professora Doutora da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto, da Universidade de São Paulo. É graduada em Letras, com Mestrado em Linguística e Língua Portuguesa e Doutorado em Psicologia, pela Universidade de São Paulo. Líder do grupo de pesquisa “Discurso e memória: nos movimentos do sujeito” (CNPq).

    Avenida Bandeirantes, 3900 - Universidade de São Paulo, Departamento de Psicologia e Educação. Bairro: Monte Alegre,
    Ribeirão Preto, São Paulo – CEP: 14040-901. Telefone: (16) 36024443.

     

     

  • Lucília Maria Sousa Romão

    Professora Doutora da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto, da Universidade de São Paulo. É graduada em Letras, com Doutorado em Psicologia, pela Universidade de São Paulo. Líder do grupo de pesquisa “Discurso e memória: nos movimentos do sujeito” (CNPq). Bolsista CNPQ. 

    Avenida Bandeirantes, 3900 - Universidade de São Paulo, Departamento de Física e Matemática. Bairro: Monte Alegre,
    Ribeirão Preto, São Paulo – CEP: 14040-901. Telefone: (16) 36024443 Fax: (16) 36029949.

Downloads

Publicado

13/10/2011

Como Citar

Biblioteca escolar: espaço de silêncio e interdição | School library: a place of silence and prohibition. Liinc em Revista, [S. l.], v. 7, n. 2, 2011. DOI: 10.18617/liinc.v7i2.347. Disponível em: https://revista.ibict.br/liinc/article/view/3238.. Acesso em: 18 jul. 2024.

Artigos Semelhantes

1-10 de 133

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.