A comunicação contra-hegemônica no capitalismo digital: limites e contradições

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18617/liinc.v16i1.5133

Resumo

RESUMO O artigo propõe um diagnóstico do território digital como via para analisar as possibilidades de uma ação comunicativa contra-hegemônica em seu interior. A investigação segue as trilhas do materialismo histórico e percorre a indissociabilidade entre as dimensões econômico-materiais, os elementos culturais e as práticas comunicacionais centralizadas pela internet. Assim, o texto põe em relevo as amarrações estruturais existentes entre o capitalismo e a comunicação no contexto da internet. Os resultados apontam para um reconhecimento dos limites da atuação no ambiente digital, bem como a atualidade de elaboração de um novo projeto societário.

Palavras-chave: Internet; Contra-hegemonia; Materialismo Histórico; Capitalismo Digital.

Biografia do Autor

  • Rafael Bellan Rodrigues de Souza, Programa de Pós Graduação em Comunicação e Territorialidades da Universidade Federal do Espírito Santo

    Professor adjunto do curso de Comunicação Social/Jornalismo e docente permanente do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Territorialidades do Centro de Artes da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes). Com pós-doutorado pela Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo (USP), possui doutorado em Ciências Sociais pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp), mestrado em Comunicação Midiática pela Unesp (2006) e graduação em Comunicação Social - Jornalismo também pela Unesp (2003).

Downloads

Publicado

30/05/2020

Edição

Seção

Economia Política da Informação, da Comunicação e da Cultura

Como Citar

A comunicação contra-hegemônica no capitalismo digital: limites e contradições. Liinc em Revista, [S. l.], v. 16, n. 1, p. e5133, 2020. DOI: 10.18617/liinc.v16i1.5133. Disponível em: https://revista.ibict.br/liinc/article/view/5133.. Acesso em: 25 jun. 2024.