Idéias-força no pós-fordismo e a emergência da economia criativa | Central ideas in post-fordism and the emergence of the creative economy

Vladimir Sibylla Pires

Resumo


Resumo A economia criativa emerge da crise instaurada a partir da passagem do padrão produtivo fordista / taylorista para o regime pós-fordista e é aqui entendida como um dos principais agentes da reestruturação contemporânea do capital. Sua produtividade baseia-se não apenas nas capacidades cognitivas e comunicacionais de seus empreendedores, como também na mobilização e apropriação de um conjunto de idéias-força conformadoras de – e conformadas por – uma multiplicidade de valores e estilos de vida surgidos ao longo da segunda metade do século passado, os quais este artigo objetiva apresentar.


Palavras-chave pós-fordismo; economia criativa; produtividade; idéias-força; estilos de vida



Abstract The creative economy emerges from the crisis established after the passage of the fordist / taylorist productive pattern to the Post-fordist regimen and is understood here as one of the main agents of the contemporary restructuring of capital. Its productivity is based not just on the cognitive and communicational capacities of its entrepreneurs, but also on the mobilization and appropriation of a set of ideas that configure – and are configured by – a multiplicity of values and lifestyles that emerged along the second half of the last century, which this article aims to present.


Keywords post-fordism; creative economy; productivity; ideas-force; lifestyles

Palavras-chave


pós-fordismo; economia criativa; produtividade; idéias-força; estilos de vida | post-fordism; creative economy; productivity; ideas-force; lifestyles

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.18617/liinc.v5i2.304

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



 _______________________________________________________________________

ISSN: 1808-3536
 
Licença Creative Commons
Esta revista está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.